Páginas

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Flávio Dino diz que reabertura gradual do comércio no Maranhão será uma 'experiência'

Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), durante pronunciamento virtual nesta quinta-feira (21). — Foto: Reprodução/Redes sociais
Governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), durante pronunciamento virtual nesta quinta-feira (21). — Foto: Reprodução/Redes sociais
Em pronunciamento virtual nesta quinta-feira (21), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), falou sobre a reabertura gradual do comércio a partir da próxima semana. Ele afirmou que a ação será uma experiência e caso ocorra a 'segunda onda' de infecção pela Covid-19, o decreto poderá se revisto e medidas mais rígidas poderão ser implementadas novamente no estado.

"Temos indicadores que possamos fazer uma tentativa de reabertura, mas não há 100% de certeza e não há precedentes. Se houver a chamada de 'segunda onda', haverá a revisão do decreto e a volta de medidas mais rígidas no estado inteiro ou por regiões. A situação concreta é menos grave do que há duas semanas atrás, mas ela ainda não está 100% ratificada", disse Dino.

Interior do estado

O governador disse que ainda há muitos desafios de controle da doença no interior do estado, já que a curva de infecção pela Covid-19 está em alta em alguns municípios. Já em relação a Grande Ilha de São Luís, ele afirmou que há uma tendência de estabilização e que as medidas como o 'lockdown' (bloqueio total) e o rodízio de veículos ajudaram na queda dos indicadores.

Flávio Dino aproveitou a ocasião para anunciar que ainda nesta quinta, serão implementados dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para tratamento da Covid-19 em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão. O município alcançou nesta quinta-feira (21) a taxa de ocupação máxima de leitos.
Imperatriz vem tendo um alto crescimento do novo coronavírus — Foto: Divulgação/Governo do Maranhão
Imperatriz vem tendo um alto crescimento do novo coronavírus — Foto: Divulgação/Governo do Maranhão
Por conta do crescimento de casos no interior, o governo considera adotar em breve, medidas mais rígidas em Imperatriz e em cidades que estão apresentando altos números de infecção pelo novo coronavírus. Somente em Imperatriz, já foram registrados mais de 1,1 mil casos de Covid-19, de acordo com o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

"Há uma tendência de forte ascensão em outras regiões, manteremos a vigilância máxima porque temos uma situação extremamente grave. Teremos semanas bastante duras, mas acreditamos que com a ajuda de muitos métodos e pessoas podemos vencer o coronavírus", afirmou Dino.

Adiamento das aulas

De acordo com Flávio Dino, na próxima semana será publicado um decreto de adiamento das aulas de escolas, universidades e institutos técnicos estaduais, por pelo menos 15 dias. O retorno das atividades estava previsto para o dia 1º de junho.

Fiscalização

O governo anunciou que estabelecimentos comerciais que descumprirem regras sanitárias em casos mais graves de violação da saúde, serão denunciados ao Ministério Público do Maranhão (MP-MA) e ao Ministério Público do Trabalho (MPT). Os estabelecimentos também poderão receber multas ou serem interditados.

A população também vai poder denunciar por meio de um aplicativo de mensagens, a violação de regras de higiene, aglomerações e até o não uso de máscaras nas ruas e em estabelecimentos. As denúncias poderão ser enviadas para (98) 99162-8274, (98) 98356-0374 ou (98) 99970-0608.

Uso de máscaras e distanciamento social

Como ainda não há nenhum medicamento comprovadamente eficaz ou vacina contra a Covid-19, o distanciamento é uma das medidas recomendadas por organizações de saúde de todo o mundo. Por isso, quando há a possibilidade de ficar em casa, o indivíduo protege a si e aos outros.

Além do distanciamento social, a única maneira de impedir a transmissão pelo novo coronavírus é usando máscaras para evitar que gotículas infectadas sejam soltas no ar, por meio da boca ou pelo nariz quando a pessoa fala, tosse ou espirra.

Com o uso de máscaras, as gotículas ficam na superfície do acessório e não se espalham. Com menos vírus em circulação, diminui o contágio.

Coronavírus no Maranhão

O Maranhão chegou a 16.058 infectados e 663 mortos pela Covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), na noite dessa quarta-feira (20). O estado já possui 3.324 curados da doença.

Nas últimas 24 horas, foram 29 mortes confirmadas por conta da doença, sendo 14 só em São Luís. Ao todo, 202 municípios têm casos confirmados da Covid-19 no Maranhão. A SES afirma que monitora 4.014 casos suspeitos e 13.480 foram descartados.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...