Páginas

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Araioses sem transparência, aponta novo estudo do TCE

Resultado de imagem para TCE ma
Araioses continua sem se adequar as exigências de transparência e está entre as 22 prefeituras apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA) classificadas como descumpridoras assíduas da Lei Complementar nº 131/09, que estabelece a obrigatoriedade da divulgação nos seus respectivos Portais da Transparência das receitas e despesas dos municípios.

A relação consta na mais recente avaliação trimestral divulgada pela Corte de Contas no mês passado. Das 217 prefeituras maranhenses, 156 foram consideradas irregulares.

O levantamento é feito por auditores desde 2016. De lá pra cá, foi possível identificar uma espécie de rodízio no que diz respeito ao cumprimento da Lei da Transparência.

Ou seja, algumas prefeituras, em determinado momento, conseguiram adequar-se a alguma exigência contida na Lei.

No entanto, outras, ao longo de quase dois anos de avaliação, nunca conseguiram cumprir nenhum dos requisitos. Coso observado em Araioses, que chegou a ter um site institucional no ar, mas nunca disponibilizou as informações aos cidadãos.

Das 22 cidades, 17 são geridas atualmente por prefeitos eleitos ano passado e que, mesmo já estando há quase um ano no cargo, ainda não implementaram a transparência exigida.

São elas: Afonso Cunha (prefeito Arquimedes Bacelar), Aldeias Altas (Zé Reis), Araioses (Dr. Cristiano), Arame (Jully Menezes), Benedito Leite (Ramon Barros), Cedral (Jadson Passinho), Centro Novo do Maranhão (Diva), Governador Luiz Rocha (Riba), Lajeado Novo (Raimundinho Barros), Luis Domingues (Gilberto Braga), Miranda do Norte (Negão), Parnarama (Raimundo Silveira), Porto Franco (Dr. Nilson), Santana do Maranhão (Francisco Tavares), São Bento (Luizinho Barros), São João Batista (João Dominice) e Vitória do Mearim (Dídima Coêlho).

Já outras cinco prefeituras são administradas por prefeitos reeleitos. Ou seja, que estão no cargo desde 2012 e, mesmo assim, continuam descumprindo a obrigatoriedade de divulgar as receitas e despesas de suas gestões.

São elas: Buriticupu (prefeito Zé Gomes), Fortuna (Arlindo Barbosa), Joselândia (Biné), Magalhães de Almeida (Tadeu de Jesus) e Pastos Bons (Iriane Gonçalo).

Sem convênio 
O mais recente levantamento feito pelo TCE, além de dois novos critérios de avaliação, trouxe uma notícia nada agradável para os gestores e que, em muito, prejudica as cidades e seus moradores.

As cento e cinquenta e seis prefeituras que não estão cumprindo a Lei da Transparência foram inscritas no cadastro negativo do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse do Governo Federal (Siconv).

Tal medida impede que estas administrações municipais celebrem convênios nas esferas estadual e federal.

Câmara de Vereadores aprova Decreto Legislativo que dá o título de Cidadã Araiosense a Dra. Samara

Dra. Samara Cristina
Ao final da sessão de ontem (28) da Câmara de Vereadores de Araioses, foi aprovado por unanimidade, o Decreto Legislativo de autoria do vereador Felipe Pires (SD) que dá o título de Cidadã Araiosense a Dra. Samara Cristina Mesquita Pinheiro Caldas – Promotora da 2ª vara de Araioses.

O título que será entregue em uma sessão solene, que ainda não tem data definida pela Mesa Diretora da Câmara para ser realizada.

Dra. Samara vem prestando um excelente trabalho em defesa dos direitos da sociedade araiosense. Ela foi a principal incentivadora e defensora do projeto de lei do Executivo Municipal, que criou o Programa Família Acolhedora.

Pela sua firme postura na defesa do cumprimento das leis em Araioses, principalmente as que envolvem o direito das crianças e das mulheres é uma das autoridades mais respeitadas e queridas na cidade.

Imagens e texto: Daby Santos

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

MPE precisa agir em Araioses, tal qual age em outros municípios. MP no combate ao nepotismo determina a exoneração de filhos, mulher e ex-mulher, mais dois irmão em Peri-Mirim

MP descobre filho, mulher, ex-mulher, dois irmãos de prefeito empregados no município

O prefeito de Peri-Mirim, José Geraldo Amorim Pereira (foto abaixo), nunca atendeu aos pedidos do Ministério Público para que fornecesse nome e cargos de parentes seus empregados na prefeitura. Ele tentou esconder a folha, mas agora será obrigado a exonerar uma penca deles.
A Promotoria de Justiça da Comarca de Bequimão já ingressou com uma Ação Civil Pública pela prática de nepotismo contra o prefeito. Ele emprega José Geraldo Amorim Pereira Filho no cargo de secretário municipal de Finanças e Gestão Administrativa; João Domingos Amorim Pereira, irmão do prefeito, é o secretário de Obras e Transporte.

Outro irmão do prefeito, Antônio Amorim Pereira é assessor jurídico da prefeitura. Também figuram na lista a ex-esposa de José Geraldo Pereira, Indiara Araújo Pereira (chefe de odontologia); a atual companheira do prefeito, Walkíria Amorim França, com cargo na Secretaria Municipal de Saúde; e Flávia Caroline Marques Amorim, sobrinha do gestor, com cargo na Secretaria Municipal de Educação.

Também foi apontada a falta de qualificação profissional para o exercício dos cargos. O filho do prefeito, exercendo o cargo de secretário de Administração e Finanças, por exemplo, não tem formação em contabilidade ou administração. O secretário de Obras e Transportes, João Domingos Pereira, também não tem qualquer formação na área de engenharia de transportes que justificasse tecnicamente a sua escolha para a pasta..

Na ação, o Ministério Público requer a declaração de nulidade dos atos de nomeação de José Geraldo Amorim Pereira Filho, João Domingos Amorim Pereira, Antônio Amorim Pereira, Indiara Araújo Pereira, Walkíria Amorim França e Flávia Caroline Marques Amorim.

Também foi pedido que a Justiça determine ao prefeito José Geraldo Amorim Pereira que apresente a relação completa de secretários, secretários adjuntos e dos servidores contratados de forma precária, sem prévia aprovação em concurso público, especificando os que se enquadrem em situação de nepotismo, além dos respectivos atos de exoneração, sob pena de multa diária em caso de descumprimento.

Mesmo depois do TAC com o Ministério Público, prefeitura continua fazendo pouco caso com a merenda escolar

Por Marcio Maranhão
Em 22 de novembro, a 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Araioses, através de sua promotora de justiça titular Dra. Samara Cristina Mesquita Pinheiro Caldas, celebrou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Município de Araioses para regularizar o fornecimento da merenda para os alunos da rede municipal de ensino.

De acordo com o TAC, o Município de Araioses se comprometeu a regularizar a alimentação escolar em todas as escolas até o dia 27 de novembro de 2017, com cardápio previamente elaborado por nutricionista, promovendo a adequação do programa a todas as exigências previstas em lei. O TAC trata ainda do fornecimento de funcionários habilitados para manuseio e preparo dos alimentos no prazo de trinta dias, a adequação das unidades escolares para o armazenamento e conservação dos alimentos, disponibilizando água encanada, filtros, geladeiras, armários e o necessário, no prazo de vinte dias, entre outros.

Por sua vez, o Ministério Público do Maranhão abriu procedimento administrativo para acompanhar o cumprimento do acordo, tanto em relação à regularização do fornecimento da merenda quanto à qualidade da alimentação fornecida.

Em caso de descumprimento, ficou estabelecido o pagamento de multa diária pessoal ao prefeito de Araioses, e ao Município, no valor de R$ 5 mil por cláusula descumprida. (com informações da assessoria do MPE).
A imagem pode conter: comida
ABIGAIL - Merenda que foi para a Escola da Ilha de Canárias é uma vergonha cuscuz com ovo para crianças de 4 anos de idade. E na e Escola TUDES José Cardoso até hoje nunca chegou nem se quer um ovo.
O prazo expirou e o município continua tratando a situação de forma desrespeitosa com nossas crianças e com a justiça. Ontem a vereadora Abigail Coutinho, publicou em sua página no facebook a foto do paupérrimo fornecimento da merenda no colégio de Canárias, e, reclamou que no Tudes, principal colégio do município, até a presente data nem o cuscuz e nem os ovos apareceram. 

Lembrando que já é um absurdo tal ação, é vergonhoso e causa um grande prejuízo à moral dos araiosenses ter um prefeito que é coagido pela justiça a fazer uma coisa que é obrigação fundamental: Regularizar a merenda escolar de dezenas de centenas de crianças. O fornecimento de merenda em quantidade e qualidade, acompanhado por profissional nutricionista é razão pela qual o senhor prefeito foi eleito e é pago em dia como gestor para cumprir tais obrigações delegadas.

Se não está fazendo o básico, por quê e para que o judiciário e o legislativo estão mantendo um prefeito desses no poder?

Daby detona em matéria esclarecedora aos araiosenses

Com título "Com Sônia no controle Cristino não manda em nada", o ex-secretário de comunicação revela, no que segundo ele será a primeira de muitas, a grande desgraça em que o povo de Araioses se meteu e que se nada for feito. Corroerá 4 anos o presente e o futuro de todos nós. 

confira o que disse Daby na integra abaixo:

Com Sônia no controle Cristino não manda em nada

Aqui, como prometi, a primeira postagem sobre minha convivência política com o atual prefeito de Araioses.
Sônia que até então não ostentava as roupas de grife que se exibe hoje pegou o microfone para dizer: “Agora vocês vão ver quem é a Sônia do Cristino”

Estarrecedor para o povo araiosense mas é verdade! O comando da prefeitura de Araioses está no controle de Sônia, a mulher do prefeito Cristino Gonçalves de Araújo.

Isso pude ver desde o resultado das eleições no dia 2 de outubro do ano passado e com mais clareza ainda durante os dez meses e dez dias em que tinha uma portaria de secretário de comunicação do município de Araioses, perdida com o ato de exoneração já noticiado aqui.

Primeiro quero deixar bem claro que nem Cristino nem Sônia me fizeram nenhum mal ao me exonerar e que muito menos devo a eles alguma coisa, pelo contrário, mas esse capítulo será relatado em outra postagem. Por minha vontade jamais teria participado de seu governo, pois logo a poucos dias dele tomar posse da prefeitura de Araioses presenciei uma cena das mais lamentáveis que em minha vida registrei.

Antes de falar do poder de fogo da mulher do prefeito – quem de fato ordenou a minha exoneração – vamos a um breve relato envolvendo sua filha Julliana, que também manda muito.

Julliana com dois LL

Pelo WhatsApp pessoal, Cristino me faz ameça após reclamações de sua filha Julliana
Tinha ido a casa do prefeito eleito mostrar-lhes umas informações sobre uma manobra de um vereador que pretendia impedir a eleição do vereador Elson Coutinho para a presidência da Câmara de Vereadores de Araioses, o candidato de Cristino.

Estávamos conversando na parte de trás da casa, quando chegou ao local sua filha Julliana que voltara de uma viagem com o marido a tiracolo e foi logo se dirigindo ao pai com o dedo em riste apontando para sua cara e dizendo que não aceitava o que estava feito na área de saúde, numa referência ao pessoal que já estava certo para trabalhar no setor.

– “Eu não aceito de jeito nenhum o que senhor fez e vai ter que mudar tudo, pois eu tenho meus amigos e minhas amigas de Parnaíba para botar lá”.

Esse lá era o Hospital Maternidade Nossa Senhora da Conceição, o Hospital de Araioses.

Cristino e eu ainda tentamos argumentar, pois transferir esses funcionários, que no caso eram concursados para outros lugares era certo que a justiça, se fosse acionada, recolocaria esses trabalhadores aos seus locais de origem de trabalho, o que de fato ocorreu, pois Dalmanny de Arruda Bittencourt – que viria a ser o Secretário de Saúde foi chamado para atender as ordens da senhora Julliana.

Ao presenciar essa cena disse ao Cristino que estava fora de seu governo, pois não teria feito o que fiz por sua eleição para aceitar o que estava vendo.

Sem sobra de dúvida muito desrespeito de uma filha a um pai e ainda por cima que esse pai era prefeito eleito e que tinha como obrigação trabalhar a serviço do povo que o elegeu e não atender as exigências e capricho de uma filha.

O peso e a força de Sônia





Nos prints acima do grupo dos secretários, Ivanildo Ribeiro faz crítica a uma postagem do meu blog – em que relato que o deputado Junior Marreca disponibilizou recursos para dragar o Rio Santa Rosano – no que foi aplaudido e apoiado por Sônia e todos os demais secretários.

Detalhe: mandei o link da matéria para o WhatsApp do Cristino e ele gostou muito

Logo após terminou a apuração dos votos, início de noite daquele domingo, 2 de outubro, o povão que cercava a casa do prefeito que acabara de ser eleito resolveu fazer uma caminhada/carreata até a Arena do Viva.

Lá foi improvisado um palanque onde falou o vice-prefeito Manoel da Polo e o Cristino. Era o máximo que se esperava, porém em seguida, ao final da fala do prefeito eleito, Sônia como a dizer que a única e última palavra era a dela dali para frente, pegou o microfone e também fez seu discurso.

Confesso que de suas palavras só me lembro de quando disse: “Agora vocês vão ver quem é a Sônia do Cristino”. Isso foi tão forte e significante para mim que o resto que ela falou não teve o menor sentido ou importância. Foi tudo apagado.

Sobre minha exoneração

Tenho muito o que relatar do que vi e do que ouvi falar sobre a toda-poderosa Sônia mas tem muito tempo para isso. Falemos da minha exoneração.

Pela vontade de Sônia, do próprio Cristino e da turma da panelinha nem secretário eu teria sido. Mas até essa gente metida à poderosa tem que ceder de vez em quando e engolir bocados indigestos para eles, é claro.

Mas dai em diante começou a politicagem de fazer com que eu me indispusesse e pedisse demissão. Deram-me uma portaria e mais nada. Nenhum dos três que foram contratados para minha secretaria foram indicados por mim.

Ao querer saber do prefeito aonde iria funcionar a secretaria, como resposta ele me disse que no meu escritório, que estivera a serviço da campanha. E assim ficou até ele exonerar minha equipe, onde todas as despesas da secretaria foram bancadas por mim.

O boicote era geral por parte da panelinha comandada por Sônia que ainda recebia uma senhora ajuda da filha Juliana e do genro Rafael, conhecido como “Cabeção”.

O máximo de informação era omitido de mim para que a cobertura da secretaria não funcionasse e o prefeito tivesse um motivo para me exonerar.

Cheguei a alertá-lo do que estava havendo, mas ele fingiu-se de morto e nada fez para que isso mudasse.

No grupo do WhatsApp dos Secretários que foi criado para facilitar a comunicação entre seus membros, sua função passou a ser outra e era nesse espaço que secretários queriam me dar ordens e criticar o meu trabalho.

Dia 7 o dia D

Mas meu destino foi selado mesmo foi no dia 7 de Setembro. Eu estava tentando superar uma virose onde sentia muita febre, dor de cabeça e a garganta inflamada. Ribamar Brandão, o secretário de Educação queria minha presença no desfile das escolas do município. Não como autoridade e sim como um fotógrafo a seu dispor.

Expliquei que estava doente, que não podia ir e como resposta ele disse-me que eu deveria pagar alguém para fazer o serviço que era de minha obrigação.

Aí o bicho pegou, pois esse cidadão não deu a menor contribuição para a eleição do prefeito. Nem o voto deu, pois ele é eleitor de Água Doce do Maranhão, porém é um dos queridinhos de Sônia.

Ora bolas! Ali estava muito claro as intenções da turma da panelinha.

Como resposta a essa falta de consideração de um despreparado para função que exerce dei a resposta abaixo, que em seu último parágrafo explica que depois daquele dia Sônia deu o ultimato: Cristino exonera agora o Daby!

Durou ainda alguns dias essa queda de braço, pois o prefeito mesmo já falara a alguns que eu ficaria até o fim de seu governo. E outra, sabia mais do que ninguém que isso seria um profundo ato de ingratidão da parte dele para comigo.

Mas não teve jeito, Cristino não tem voz ativa com a mulher e o que ele fez é do conhecimento de todos.

Abaixo minha resposta ao secretário Ribamar Brandão pelo WhatsApp a sua proposta de que eu deveria pagar alguém para satisfazer seus desejos:


Brandão não devia, mas vou responder a mensagem absurda que me mandaste.

Eu entendi direito, você quer que eu pague alguém para fazer o trabalho que supostamente dizes ser da minha obrigação fazer?

Se essa opinião é sua estamos mal, pois se você não sabe qual a função de um secretário, nossa educação está correndo sério perigo. Mas sei que não é bem assim.

Não só você, mas outros que já se manifestaram contra meu trabalho e outros que se omitem, mas apoiam estão fazendo um jogo que infelizmente para vocês, eu também sei jogar.

Querem-me fora do governo e querem forçar uma barra para que eu peça demissão o que fiquem logo sabendo, não vou fazer enquanto eu mesmo não me decidir por isso. Então meu caro exija – juntamente com os que não me engolem – do prefeito minha demissão!

Aliais, essa seria a última facada que me falta receber de quem dei parte de minha vida, dei meu sangue e até dinheiro para coloca-lo no poder. Todos os dias consulto o Diário Oficial para ver se já foi publicada a minha portaria de exoneração, para que seja eu o primeiro a torná-la pública.

Voltando as funções de um secretário, me responda: é você que vai para as salas de aula lecionar, é você que pega a vassoura e o rodo e vai cuidar da limpeza dos colégios, é você que perde noites e noites de sono na vigília e outros serviços das instituições de ensino de nosso município?

Claro que não secretário, e você sabe muito bem disso. Você comanda uma equipe para esse fim.

Na saúde será que é o secretário que consulta e interna pacientes, é o secretário que aplica injeções e outros procedimentos de função dos enfermeiros e técnicos de enfermagem, também é ele que dirige os veículos da secretária e cuida da limpeza e outras funções da área da saúde de Araioses?

Então você quer que eu deixe de ser secretário para ser seu fotógrafo, é isso?

E caso eu não possa tenho de pagar outro para fazer o que estou impossibilitado?

Falar em pagar você não sabe ou finge não saber que a suposta secretaria de comunicação funciona no meu escritório – o mesmo que foi o QG da campanha do Dr. Cristino – e que sou eu que banco todas as despesas tipo energia, internet (duas), que todos os equipamentos de informática e produção de áudio e imagens são meus?

Pago luz, internet e manutenção, sabia?

Agora mesmo precisaram fazer a transcrição de vários áudios ofensivos ao prefeito e tudo foi feito aqui. Foram três dias com ar-condicionado funcionando o tempo todo. Nessa operação foi usado papel, impressora, computadores e até CDs tive que ceder. Na sua secretaria é assim também, você banca tudo?

Outra coisa meu caro, eu não foi atrás de secretaria nenhuma mesmo tendo o papel que tive na campana. Quando Dr. Cristino me chamou para fazer o convite eu fui bem claro e disse que não queria ser secretário só de portaria, que eu queria uma equipe para trabalhar.

Nada disso ocorreu, pois num governo que fiz muito para ele existir não me foi dada sequer a condição de indicar um amigo meu para ser varredor das ruas de nossa cidade.

Por outro lado e você sabe muito bem disso, tem gente que nem da campanha participou e nem em Dr. Cristino votou, que está no governo com poderes inimagináveis.

Estou errado?

Por fim senhor secretário, não sei por que sua preocupação, pois enquanto você quer que até doente eu faça o trabalho que não é da minha função, tem uma equipe de comunicação sob as ordens do genro do prefeito que pode muito bem suprir suas necessidades.

Engana-se quem pensa que não sei o que está havendo e o porquê do poder de fogo que gente como você e outros têm no governo comandado por dona Sônia.

terça-feira, 28 de novembro de 2017


Por pressão das ruas, vereadores afastam em tempo recorde prefeito de Tutoia, enquanto em Araioses, que motivou município vizinho, câmara ainda dorme

Por Marcio Maranhão
Em um processo iniciado posterior ao de Araioses e motivado pelas pressões populares que aconteceram neste município, em Tutoia o povo e a câmara de vereadores também resolveram fazer algo contra os desmandos do prefeito da cidade Romildo Damasceno. Os trabalhos se seguiram com seriedade e empenho de todos os vereadores e ontem, dia 27, a sociedade Tutoiense pode colher o primeiro fruto da sua busca por justiça contra a administração corrupta que governava o município.

Resultado de imagem para prefeito Romildo de Tutoia
Romildo Damasceno ( Prefeito de Tutóia).
Por dez votos a favor e apenas três contra, a Câmara Municipal de Tutóia aprovou o afastamento do prefeito Romildo Damasceno (PT), até que seja concluída a CPI da Saúde, que é presidida pela vereadora Jamilza Baquil.

A sessão foi tumultuada, porque diferente de Araioses, onde todos os vereadores se dizem oposição, em Tutoia o prefeito possui uma base. Mas ainda assim Romildo Damasceno foi afastado até que se conclua os trabalhos investigação da CPI da Saúde, instaurada pela Câmara de vereadores do Município.



Com imagens da internet

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Justiça sem justiça ignora Cármen e envergonha Temis


A deusa grega Temis deve estar muito envergonhada com o comportamento da Justiça brasileira que, colocada no banco dos réus em diversos países onde vigora o regime democrático, já foi condenada por renomados juristas por suas decisões escandalosamente políticas, que evidenciam dois pesos e duas medidas. Ainda recentemente, o TRF-4 negou o pedido para a absolvição sumária de Marisa Letícia, já falecida, enquanto o TRF-2 mandou Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sergio Cabral, de volta para a prisão, mesmo com filhos menores para cuidar. Em compensação, a mulher do ex-deputado Eduardo Cunha, Claudia Cruz, flagrada com contas no exterior, sequer foi presa, gozando de liberdade por decisão do juiz Sergio Moro. Por que se persegue tanto a mulher de Lula, mesmo morta, e a de Cabral e se concede privilégios à mulher de Cunha? Que Justiça é essa? Não foi isso o que a ministra Cármen Lúcia disse, há alguns dias, quando declarou que "a Justiça deve ser igual para todos". Será que ela não está vendo isso ou simplesmente finge que não vê?


Depois da negativa do Tribunal Regional Federal da 4ª. Região ao pedido da defesa do ex-presidente Lula, para absolver sumariamente a sua mulher Marisa Letícia, morta no início deste ano, alguém ainda tem dúvidas de que aquela Corte também vai negar o recurso do líder petista contra a sua condenação pelo juiz Sergio Moro? Lula nunca venceu em nenhuma instância da Justiça, muito menos no TRF-4, que tem em seus quadros os desembargadores João Gebran Neto e Thompson Flores, reconhecidos antipetistas, que já se habituaram a confirmar as decisões do magistrado de Curitiba, do qual são admiradores. É provável, inclusive, que além de negar o recurso aquela Corte ainda aumente a pena imposta ao ex-presidente operário, conforme desejam os procuradores da Lava-Jato. Afinal, desde que o Judiciário se politizou ninguém mais espera que a Justiça faça realmente Justiça, sobretudo quando os réus são petistas.


Ao contrário do senador Aécio Neves, flagrado pedindo propina ao dono da JBS e uma mala de dinheiro transportada pelo seu primo, Lula não tem absolutamente nada que comprove qualquer deslize, apesar de ter a sua vida revirada do avesso pelos investigadores da Policia Federal e do Ministério Público. Aécio, no entanto, apesar das provas, foi praticamente absolvido pelo Supremo Tribunal Federal, onde tem admiradores, enquanto Lula responde a vários inquéritos e já foi até condenado num deles. A diferença entre eles é que o senador mineiro é tucano, o que lhe permite cometer impunemente qualquer delito, enquanto o ex-torneiro mecânico é petista, o que o condena por antecipação. Tome-se como exemplo o ex-ministro José Dirceu, condenado sem provas no mensalão e na Lava-Jato, que acaba de ter o seu recurso negado pelo mesmo TRF-4 e pode, inclusive, voltar à prisão.

Além de petistas o ex-governador carioca Anthony Garotinho também virou alvo da Justiça, preso volta e meia por conta de qualquer coisa.

Desta última vez também prenderam a sua mulher, Rosinha Garotinho, sem nenhuma justificativa convincente. Como já foi dito inúmeras vezes nesta coluna vivemos a ditadura da toga, onde juízes sem compromisso com a Justiça mandam prender por qualquer motivo. E a Policia Federal, cujo novo diretor geral já assumiu absolvendo Temer da mala de dinheiro transportada por Rocha Loures, ultimamente não faz outra coisa a não ser cumprir mandados de prisão. E nos tornamos um Estado policial. "Prendam! Prendam! Prendam!" – virou quase um mantra para magistrados, que decidiram seguir o exemplo do juiz Sergio Moro, conquistando também o seu espaço na mídia. Na verdade, ninguém está preocupado em fazer justiça, mas em atender simpatias ou antipatias políticas, em muitos casos movidos pela intolerância e pelo ódio que tomaram conta do país.

A Procuradoria Geral da República, por sua vez, se transformou num tribunal do Santo Ofício, que por qualquer delação pede a prisão e penas maiores para petistas e, também, para os que fazem oposição a Temer. Agora mesmo a nova procuradora Raquel Dodge, que muitos ingenuamente acreditavam isenta, pediu a condenação da senadora Gleisi Hoffman, presidente do PT, e do seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, baseada apenas numa delação, sem qualquer prova, procedimento leviano observado em quase todos os processos. A diligente PGR, no entanto, que já revela a sua verdadeira missão, não teve o mesmo comportamento em relação ao senador Aécio Neves, flagrado pedindo propina, e muito menos em relação ao presidente golpista, que a nomeou, acusado pelo seu antecessor de chefiar uma organização criminosa. Também fez vista grossa para as denúncias contra a Globo, acusada em processo nos Estados Unidos de pagar propina para obter exclusividade na transmissão de jogos da seleção brasileira. E preferiu mandar para o MPF do Rio o pedido de investigação feito pelos partidos de esquerda. Assim ela não se incompatibiliza com os Marinho.


Percebe-se, sem muita dificuldade, que em apenas dois anos Temer montou uma estrutura de poder que lhe garante – e a seus amigos e aliados – uma eficiente blindagem contra qualquer tentativa para apeá-lo do Planalto. Construiu na banda podre do Congresso Nacional, à custa de muito dinheiro, uma base que o protege contra qualquer inquérito; tem pelo menos dois ministros no Supremo Tribunal Federal – Gilmar Mendes, seu amigo de 30 anos, e Alexandre de Moraes, seu ex-ministro da Justiça – que funcionam como pára-raios, sempre sorteados pela roleta insuspeita da Casa para relatar questões do seu interesse; nomeou para a PGR uma procuradora que não foi a mais votada pelos seus colegas para ocupar o cargo, mas certamente foi a que desfrutava da sua inteira confiança; nomeou para o comando da Policia Federal um delegado, indicado pelos ministros mais chegados, que já assumiu absolvendo-o da mala de dinheiro; e, para completar a blindagem, tem o apoio da mídia mercenária, assegurado a peso de ouro. Diante disso, não será muito fácil desalojá-lo do Palácio do Planalto, a não ser através de eleições, o que parece ficar mais distante a cada dia que passa.


Jornalista e escritor

Atuação do vice-prefeito Manoel da Polo e do presidente da Câmara de Vereadores Elson do Dadá em Brasília garante inclusão de Araioses no semiárido nordestino

Por Marcio Maranhão
Imagem relacionada

A inclusão aconteceu na última quinta-feira (23), na XXII Reunião do Conselho Deliberativo da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), realizada em Fortaleza (CE). Além de Araioses, também Timon foi comtemplado com a incorporação e a partir do próximo ano, estes municípios já poderão usufruir de subsídios como financiamentos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE) entre outros.

A inclusão foi amplamente debatida na Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), em uma iniciativa do Conselho Temático de Política Industrial e Desenvolvimento Tecnológico (Copin), junto a órgãos do governo federal e estadual e motivo de grande destaque por toda a mídia do estado, que festou a conquista dos dois municípios.


Screenshot_20171107-121102
No início do mês de novembro o vice-prefeito Manoel da Polo, acompanhado do presidente da Câmara de Vereadores Elson do Dadá e Dr. Sérgio Muniz, foram até Brasília conversar com deputados e senadores maranhenses para que apoiassem a inserção de Araioses na lista dos municípios do Semi-árido. Na Câmara Federal foram recebidos pelos Deputados Federais Hildo Rocha e João Marcelo Souza, no Senado também tiveram a oportunidade de conversar com os senadores João Alberto (casado com D. Teresinha Quaresma, filha de Araioses) e Edison Lobão e o ex-Presidente José Sarney. Na pauta, a inclusão de Araioses, Paulino Neves, Água Doce, Tutóia, Magalhães de Almeida e São Bernardo na área de abrangência do Semi-árido nordestino. Destes somente Araioses foi comtemplado.
Screenshot_20171107-121214

Screenshot_20171107-121148

Screenshot_20171101-155335
Sobre o projeto o Dr. Sergio Muniz escreveu em seu blog: “Pode parecer estranho para observadores desatentos, mas não passou em branco pelo autor do projeto, o atuante Deputado Federal maranhense Hildo Rocha. Ele observou que os municípios do Piauí estão inseridos no Semi-árido nordestino e como tal tem acesso à metade dos 3% (três) por cento dos fundos constitucionais destinados à SUDENE. A inclusão nessa condição implica ainda na obtenção de incentivos fiscais e financiamentos a juros módicos, o que pode fomentar a melhoria do turismo na região e a instalação de novas empresas, as quais gerarão empregos e desenvolvimento. Ora, se os municípios piauienses que margeiam o rio Parnaíba são considerados integrantes do Semi-árido e tem acesso à verba dos fundos, porquê os do Maranhão não podem se estão no mesmo bioma? Brilhante a atuação de Hildo Rocha que conseguiu a aprovação da matéria na Câmara. Agora, ela está no Senado Federal, tendo como relator o Senador João Alberto Souza. Eis a nossa missão: conquistar apoio para o projeto e conseguir que seja aprovado também no Senado. Que missão satisfatória!”.

“Consideramos uma grande vitória para o nosso estado e para estas cidades essa inclusão no semiárido. Sabemos que vários municípios maranhenses possuem essas características e agora poderão usufruir de benefícios”, destacou o presidente da Fiema, Edilson Baldez das Neves. Inicialmente, o pleito maranhense junto à Sudene era para a incorporação de oito cidades. “Continuaremos a atuar em parceria com a Sudene, governo estadual, federal, a fim de dinamizar projetos e ações que possam fomentar a economia do Nordeste”.

Sobre o tema falou também o vice-prefeito de Araioses Manoel da Polo: “Esperamos que com a inclusão do nosso município na lista do Semi-árido, Araioses possa colher os frutos que virão, e não somente alguns poucos acostumados com as facilidades do poder. Todo o nosso esforço, somado com a energia e juventude do presidente da Câmara Elson do Dadá, é para que Araioses se desenvolva e todos os seus cidadãos tenham dias melhores. Apesar dos dias tristes e de desesperança em que vivemos, não podemos perder a fé. Araioses tem filhos bons que mesmo não estando no poder, estão dia e noite lutando por melhorias para nossa cidade. Eu, Manoel da Polo, junto com todos os vereadores estamos nos esforçando para que os araiosenses voltem até orgulho de sua cidade”, destacou o vice-prefeito Manoel da Polo.
Screenshot_20171107-121302

NOVO CHEFE DA PF, SEGOVIA TEM ELOS COM SARNEY, GILMAR E CBF

Foto: Marcos Corrêa/PR
247 - O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, assumiu o cargo com a pecha de estar incumbido de blindar políticos e frear investigações.

A escolha de Segovia foi vinculada a uma articulação dos ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, do ex-presidente José Sarney e do ministro do TCU Augusto Nardes, chancelada porMichel Temer.

Seu período como superintendente da PF no Maranhão, entre 2008 e 2010, faz parte do rol de ligações perigosas que jogaram suspeita na nomeação. Em São Luís, Segovia morou em uma casa alugada de uma família de empresários da construção civil ligada aos maiores caciques do Estado, Sarney e Edison Lobão.

Segovia foi ainda personagem de um episódio envolvendo o ministro do STF Gilmar Mendes, de quem é amigo. Segovia levou uma funcionária do IDP, faculdade de direito que tem o ministro como um dos sócios, para registrar denúncia na PF, logo após o caso JBS se tornar público, em maio.

Até no futebol, há relações estreitas com pessoas ligadas ao partido de Temer e investigados.

Corintiano fanático, o novo chefe da PF acompanhou a conquista do bi-Mundial do clube no Japão, em 2012. Foi sozinho ver a equipe comandada por Tite bater o Chelsea. Ele traz no braço direito tatuagem do símbolo do time.

Frequentador também de jogos da seleção brasileira, o substituto de Daiello foi assistir a diversas partidas com ingressos VIPs dados pela CBF por meio de um lobista famoso em Brasília e diretor da confederação, Vanderbergue Machado

Mais uma vitima do governo de Cristino: Paciente que foi conduzido em carroceria morre em Parnaíba

Por Marcio Maranhão
Depois de 13 dias internado no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) após colidir contra um poste, Eliomar Souza de Araújo, de 29 anos, que foi conduzido em estado grave de Araioses a Parnaíba, 75 quilômetros de distancia na carroceria de uma caminhonete, faleceu neste sábado dia 25.

Segundo a Assessoria de Imprensa do HEDA, a vítima, Eliomar Souza de Araújo, de 29 anos, que era catador de caranguejo, teve fraturas na coluna cervical, face e crânio, por conta do impacto do acidente, e após 13 dias, não resistiu, falecendo na manhã de sábado (25/11), por volta das 11:00.

Para os familiares e amigos, se houvesse serviços básicos de saúde no município e o paciente tivesse tido um melhor tratamento no hospital da cidade. E ainda não tivesse passado pelo tratamento desumano de ser carregado sem nenhuma estrutura até Parnaíba, 75 quilômetros, na carroceria de uma caminhonete, o resultado poderia ter sido diferente.

O vereador Prof. Arnaldo propõe Redução de 30% da Jornada de Trabalho a Servidores Públicos, curador, tutor e/ou responsável por pessoa deficiente

Preocupado com todos os segmento da sociedade o vereador professor, que já é autor de vários projetos de leis no município, volta sua preocupações aos servidores públicos e em especial aos que precisam de uma disponibilidade maior para cuidar de pessoas que requer uma atenção especial. 

Por este motivo sensibilizado com várias situações quotidiana de 
dos servidores públicos encaminhou no dia 23 de outubro o projeto de lei que visa conceder ao curador, tutor e/ou responsável por pessoa deficiente, a concessão de Redução de 30% da jornada de trabalho.

Segundo o vereador esse direito está contido no Art. 7º,2. da Convenção Internacional dos Direitos da pessoas com Deficiências. Assegurado também na lei federal 8.112/90 ( Regime Único dos servidores da União). 

Nossa preocupação é amenizar a situação dessas famílias que tem pessoas especiais, que nasceram com alguma deficiência e precisam do apoio e maior atenção de seus familiares para melhorar sua qualidade de vida.

Diz o vereador Arnaldo, os olhos da população é o poder legislativo que deve está atento a todos os segmentos da sociedade.







Publicado pela ASCOM.

Mais dinheiro para a prefeitura de Araioses

Atenção: Saiba quanto cada Município vai receber do AFM anunciado por Temer
Resultado de imagem para dinheiro mal usado
A Confederação Nacional de Municípios (CNM) calculou quanto cada Município deve receber do Aporte Financeiro aos Municípios (AFM), no valor de R$ 2 bilhões. O repasse foi anunciado na noite desta quarta-feira, 22 de novembro, durante audiência do presidente da República, Michel Temer, com o com líder do movimento municipalista, Paulo Ziulkoski, e representantes das entidades estaduais municipalistas.

A entidade aguarda agora a publicação de medida provisória informando aos gestores municipais a data em que o valor será depositado nas contas das Prefeituras. De acordo com Temer, o valor será creditado ainda no mês de dezembro.

A CNM destaca, no entanto, que o valor será distribuído sobre a forma de Participação dos Municípios, porém, o valor será bruto, sem incidência do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A entidade destaca ainda que o valor compõe a Receita Corrente Liquida (RCL) e por isso tem a mesma vinculação constitucional de gastos em saúde e educação que o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Conquista
A conquista foi muito comemorada entre os gestores municipais que enfrentam sérios problemas para fechar as contas nas administrações municipais. A CNM reforça que a união, o engajamento e a mobilização dos gestores municipais mostrou que essa é a melhor forma de avançar nas pautas que trazem melhorias aos Municípios.

Confira aqui quanto seu Município deve receber.


CNM

quinta-feira, 23 de novembro de 2017


CRISTINO: O PREFEITO 190

Resultado de imagem para disque 190O número da polícia militar disponível à população em muitos estados e cidades do Brasil, apesar de não existir em Araioses (se existisse seria congestionado pelo próprio prefeito), tem servido de qualificativo para Cristino, ou como chamamos por aqui; apelido. Tudo por conta da fama que o prefeito vem ganhando por acionar a polícia contra os araiosenses por qualquer coisa, até por fazerem cara feia para seu rumo/direção.

Fazendo uma rápida análise histórica das últimas 6 administrações, Vicente, Chagas Paixão, Pedro Henrique, Zé Tude, Luciana e Valéria. Em apenas 11 meses Cristino já fez mais BO’s contra araiosenses do que todos eles juntos.

A delegacia tem sido a segunda repartição pública mais frequentada por Cristino em seu governo depois da própria prefeitura.

DO LADO DE FLÁVIO DINO, CRISTINO É O MAIOR CABO ELEITORAL DE ROSEANA SARNEY EM ARAIOSES

Por Marcio Maranhão
O governador Flávio Dino, em sua visita ao município de Araioses no início do mês de outubro, pode concluir por se só que em Araioses os seus dois nomes preferidos não lhe garantirá empatia com o povo na sua ausência, quando será representado nos palanques e nas caminhadas necessárias à uma campanha dura como a que promete ser a de 2018. Luciana não se mistura com o povo de Araioses, a não ser para ser fotografada ou pedir voto, e, Cristino o povo não quer por perto nem para espantar passarinho em vazante de arroz.
Resultado de imagem para Cristino e Flavio Dino
Governador em Araioses - 13.10.2017.
Para fazer campanha como o próprio governador costuma fazer e tem capacidade para tal; falando com o povo diretamente, indo ao seu encontro, no município o governo só poderia contar com Manoel da Polo, liderança popular que conhece e é reconhecido pelo povo. Mas, com as portas do governador fechadas ao vice-prefeito, o comunista deixou bem claro que no município seu nome será conduzido basicamente por Cristino e Luciana.

No que tange a Cristino e a condução da sua campanha no município, Flávio Dino não poderia ter escolhido pedra melhor para amarrar o pescoço e se jogar no mar. Cristino, como cabo eleitoral, seja a que cargo for, só serve ao candidato adversário.

Não me surpreenderia se alguém dissesse que Roseana está pagando a Cristino para apoiar Flávio Dino. Seria só mais uma demonstração de expertise política da Família Sarney!

SAMPAIO DE ARAIOSES NO ESTADUAL PROFISSIONAL DE FUTSAL

A equipe representará novamente o município em uma grande competição sem o apoio da prefeitura


Por Marcio Maranhão

De técnico novo e vários reforços com nomes que brilharam pelo time nas últimas competições e outros que se destacaram em suas equipes, o time de futsal Sampaio Correia de Araioses se prepara para travar uma nova batalha na maior competição profissional do estado: O Campeonato Maranhense de Futsal.


Depois das temporadas 2015 e 2016, onde figurou em quase todas as grandes competições entre os finalistas e teve surpreendente participação na Copa Norte, onde chegou na fase final da competição que reúne as melhores equipes dos estados Maranhão, Ceará e Piaui. O Sampaio Correia de Araioses representará novamente o município e será a única equipe da região Baixo Parnaíba a participar do estadual profissional de futsal, tudo sem nenhum apoio da prefeitura e total omissão das secretarias de administração, cultura e esporte que deveriam incentivar e promover tais iniciativas. 

Técnico Jucélyo Lira
O presidente do Sampaio Correia Araioses, Ezequiel Araújo falou à nossa redação e destacou que o time vem crescendo muito no cenário estadual, sempre ficando entre os melhores em todas as competições que disputa, e que o convite para o Estadual da categoria é o reconhecimento por todo o trabalho já realizado e a sagração de tudo mais que virá. “Somos a única equipe do Baixo Parnaíba a participar e ainda teremos a responsabilidade de representar nossa cidade”, destacou Ezequiel, que ainda disse que a equipe fez muitos investimentos para esta competição, como novo uniforme, a contratação do técnico Jucélyo Lira, experiente no mundo do futsal e campeão do intermunicipal piauiense, reforços com vários atletas que foram destaques nas últimas competições como Adenilson de Araioses, destaque da Copa Norte sub 20 e Gabriel Holanda e o goleiro José. Além das contratações de Deni, Vitim, Profeta e James.

Deni, Vitim, Profeta e James
Ezequiel lamentou que novamente a prefeitura não tenha se sensibilizado em apoiar o time que promove o esporte local, incentiva praticas saudáveis à juventude e ainda eleva o nome da cidade fora do município, tendo que contar com a ajuda de autoridades de outros municípios para representar Araioses. Aproveitou para agradecer o vice-prefeito de Parnaíba Samarone Ferreira, prefeito de Buriti dos Lopes Junior Percy, Postos Pinheirão, Cerveja Proibida, Marcio Maranhão, Bolinha do Sintraf, Paulo Gean e Weliton do Posto, que patrocinam o Sampaio Correia em mais esta batalha pelo esporte e o nome do município de Araioses.

Apresentação dos novos atletas



quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Tentativa de desacreditar CP dos vereadores, demonstra a torcida contra os araiosenses por parte de Daby

Por Marcio Maranhão
Integrante de várias administrações que destruíram o município e aliado em algum momento de vários políticos sujos de Araioses e região, o ex-secretário de comunicação de Manin e Cristino, embora tenha saído pela porta dos fundos dos dois governos, se revela não ser de confiança para quem o emprega e nem ao povo que devia servir. Sua atitude em recentes publicações demonstra o seu caráter em relação aos seus empregadores em cargos de confiança e principalmente aos araiosenses, que em muitos momentos depositaram no experiente blogueiro confiança e credibilidade.

Resultado de imagem para Daby santos
Daby Santos
Daby que em menos de 15 dias de sua exoneração, já endemonizava Cristino, após meses de bajulação, acredita que mordendo e assoprando o prefeito enganará novamente os araiosenses. Tentando mostrar serviço para outro grupo liderado por Neto Carvalho de Magalhães e Eliomar de Água Doce, já sonhando com as eleições municipais de 2020 e quem sabe uma nova boquinha.

Lembrando que para Luciana Trinta, Manin Leal, Neto e Eliomar não interessa a saída de Cristino. Para estes que sonham com a prefeitura de Araioses, a situação desejada é: Quanto pior melhor. E caso Manoel chegue à prefeitura, a eleição desses pretensos pré-candidatos não será facilitada.

Manoel da Polo é uma ameaça porque já demonstrou ser leal ao povo, quando rompeu com Valéria, com Cristino e sempre caminhou com simplicidade e coerência com o povo. É araiosense e tem vontade de trabalhar pelos araiosenses, o que tem feito mesmo sem condições favoráveis como vereador e agora como vice-prefeito, percorrendo corredores e gabinetes de deputados estaduais e federais em busca de benefícios aos munícipes, de quem também não se separa, visitando comunidades rurais, resolvendo pequenos problemas e denunciando irregularidades do governo de Cristino às autoridades competentes.


O ex-secretário de comunicação, mesmo saindo com menos prestigio do que quando entrou, parece estar mais preocupado em receber o que diz estarem lhe devendo e arranjar um novo ninho para se proteger, do que contribuir com a sociedade araiosense, ajudando a tirar a maior desgraça política recaída no município.


OBS: O povo espera que o colega Daby se reconcilie com a opinião pública, e, junte-se a nós na luta que é de todos os araiosenses que amam essa terra. #ForaCristino!


Após dez anos do índice de qualidade da educação, 39% das escolas do 5º ano seguem distantes da meta nacional

Menos de um terço das escolas dos anos iniciais do fundamental já atingiram a meta nacional de 2021, estipulada em 2005 pelo governo federal com base na nota média de países desenvolvidos.

Dez anos depois da criação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), 71% das escolas dos anos iniciais do ensino fundamental avaliadas em 2015 ainda não chegaram ao patamar mínimo de qualidade definido pelo Ministério da Educação (MEC). E 39% delas ainda estão distantes da meta nacional estipulada pelo próprio MEC para 2021, que corresponde ao nível 6 no Ideb.

O Ideb foi criado em 2005, depois que a Prova Brasil passou a ser censitária para o ensino fundamental, ou seja, aplicada em todas as escolas do país. Entre 2005 e 2015, o número de escolas que já conseguiram atingir esse patamar mínimo de qualidade cresceu 66 vezes.

Em 2005 foram 116, em 2015, 11.112, de acordo com um estudo do Iede (Instituto Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional)obtido pelo G1. Mas outras 27.349 ainda precisam alcançar esse índice. A última edição da Prova Brasil terminou de ser aplicada neste mês, e os resultados serão divulgados somente no segundo semestre de 2018.

Até a edição anterior, mais de 15 mil escolas (ou 39% do total) ainda não tinham atingido o Ideb 5 – 5.466 delas ainda estavam abaixo do Ideb 4. Veja no gráfico abaixo:

O que é o Ideb? É um indicador geral da educação nas redes privada e pública, uma espécie de nota. Para chegar ao índice, o MEC calcula a relação entre rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e desempenho em português e matemática na Prova Brasil, aplicada para crianças do 5º e 9º ano do fundamental e do 3º ano do ensino médio. O Ideb é divulgado a cada dois anos em âmbito nacional, mas também para cada escola, rede, município e estado.

Prova Brasil censitária para o ensino médio

Até 2021, três edições do Ideb serão realizadas: a próxima será divulgada no segundo semestre de 2018, com dados da Prova Brasil que foi aplicada entre 23 de outubro e 3 de novembro. Pela primeira vez, todos os três níveis tiveram a prova censitária, depois que o governo federal decidiu parar de divulgar os resultados por escola do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e incluiu todas as escolas públicas do ensino médio na Prova Brasil.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que aplica a Prova Brasil e calcula o Ideb, definiu a meta do Ideb estimando que o desempenho 6 (entre 0 e 10) corresponde ao desempenho médio dos estudantes do 5º ano do fundamental da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) na edição 2003 do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa).

Ao G1, o Inep explicou que, quando passou a aplicar os testes em todas as escolas públicas, "a intenção era oferecer evidências mais detalhadas que pudessem apontar as possibilidades de melhoria da qualidade da educação ofertada", e que "a criação do Ideb facilitou a compreensão dessas informações". A autarquia do Ministério da Educação disse ainda que, ao expandir o caráter censitário da prova, espera que "as escolas de ensino médio possam, no âmbito da sua rede de ensino, conhecer e acompanhar o desempenho do seu conjunto de estudantes".

Para especialistas ouvidos pelo G1, o fato de a Prova Brasil ter se tornado censitária e, assim, permitido o cálculo do Ideb para todas as escolas, é um dos fatores que ajudaram a aumentar o número de escolas que viram a qualidade de ensino avançar, segundo esse indicador.

Eles citam, também, a melhoria econômica, que aumenta o nível socioeconômico das famílias, a melhor qualificação dos professores e uma gestão escolar que acompanhe o aprendizado de cada aluno como os fatores responsáveis pelo avanço da qualidade de ensino.


Patamar mediano

Cada escola tem sua própria meta individual, calculada na primeira edição do Ideb, em 2005. Por isso, algumas têm que atingir, até 2021, metas abaixo do nível 6, enquanto outras têm metas bem mais altas – mas, para o Brasil chegar à meta 6, cada escola precisa atingir sua meta própria. Porém, como o indicador foi estabelecido usando parâmetros para comparar a qualidade do ensino do Brasil com o de países desenvolvidos, e o nível 6 indica o aprendizado médio desses países, o estudo buscou analisar as escolas dos anos iniciais do fundamental de acordo com esse patamar mínimo de qualidade.

Ernesto Faria, diretor executivo do Iede, que será lançado no fim do mês em São Paulo, faz uma ressalva: chegar ao Ideb 6 ainda não é suficiente, já que esse patamar não é considerado alto. "Não era nada razoável ter, em 2005, apenas 166 escolas de ensino fundamental I com um Ideb de pelo menos 6, que nem é um patamar alto", explicou.

Ele ressalta, ainda, que a metodologia por trás desse cálculo não tem rigor científico suficiente para que uma escola com Ideb 6 seja considerada "acima da média da OCDE".

"Como exemplo, a rede pública de São Paulo tem um Ideb de 6,2 nos anos iniciais e apenas 56% dos alunos têm um aprendizado considerado adequado em matemática." - Ernesto Faria (Portal Iede)

Um Ideb 7, segundo ele, seria um indicado mais próximo de um ensino realmente qualificado. Em 2005, apenas seis escolas brasileiras dos anos iniciais do fundamental chegaram a esse patamar. Em 2015, o número havia crescido para 2.138, mas ele ainda representa apenas 6% do total das escolas.

Avanço desigual

Os dados do Ideb 2015 mostram ainda que essa evolução tem sido desigual pelo Brasil. Apenas quatro estados têm mais da metade das escolas com Ideb maior ou igual a 6. Todos eles estão nas regiões Sul e Sudeste: São Paulo, com 65% de suas escolas dentro da meta de 2021, vem em primeiro lugar, seguida de Santa Catarina (57%), Minas Gerais (54%) e Paraná (53%).

Por outro lado, em dez estados, o número de escolas dentro da meta de 2021 ainda não atingiram a marca de 10%. Todos, menos um, ficam no Nordeste e no Norte do país.

O Amapá é o único estado brasileiro que ainda não tem escolas dos anos iniciais do ensino fundamental com Ideb 6. No total, 190 das mais de 260 escolas públicas do Amapá tiveram o Ideb 2015 calculado, e a média do Ideb delas ficou em 4,1.

Os demais são Sergipe (1%), Bahia (2%), Maranhão (2%), Pará (2%), Rio Grande do Norte (3%), Paraíba (3%), Alagoas (4%), Pernambuco (5%) e Tocantins (9%). Veja abaixo:

Mapa mostra a porcentagem de escolas dos anos iniciais do fundamental que já atingiram o Ideb 6, meta esperada para 2021 (Foto: Alexandre Mauro/G1)

Fonte G1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...