Páginas

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Sarney é gravado pela PF mandando o filho usar seus veículos de comunicação para atacar adversários; ouça áudio

José Sarney dando entrevista na rádio da família
José Sarney dando entrevista na rádio da família
O grampo é da antiga Operação Faktor da Polícia Federal (anteriormente denominada Operação Boi Barrica que investigou o empresário Fernando Sarney), mas revela que a ordem para vincular reportagens contra adversários no Sistema Mirante de Comunicação parte do próprio ex-presidente José Sarney (MDB).

O áudio mostra como Sarney usa com interesses políticos seus veículos de comunicação. A ligação é do ex-presidente para seu filho Fernando, proprietário do Sistema Mirante e que foi suspeito de fazer caixa dois na campanha da irmã Roseana Sarney na disputa pelo governo do Maranhão em 2006. Antes das eleições, Fernando sacou R$ 2 milhões três dias antes do segundo turno.

Na conversa com o filho, Sarney diz para Fernando botar na TV acusações contra Aderson Lago, primo e entãO chefe da Casa Civil do governo Jackson Lago, que na época derrotou Roseana. Vale ressaltar que as emissoras de TV operam por meio de concessão pública, a lei 4.117/62 veda seu uso para fins políticos, mas o áudio mostra que o grupo Sarney não obedece o que determina a lei.

O grampo foi feito pela PF nos telefones de Fernando Sarney. No diálogo, pai e filho tratam de uma denúncia publicada num blog do Maranhão contra Aderson e seu filho, Aderson Neto. Segundo o blog, Neto teria se envolvido em desvio de recursos públicos de convênios firmados entre a Prefeitura de Caxias (MA) e o governo estadual.

Sarney manda Fernando levar ao ar na TV Mirante uma reportagem sobre o caso. Na conversa, Fernando dá a entender que foi ele quem vazou a informação contra Aderson para o blog, e que já estava preparando reportagens sobre o tema tanto na TV quanto no jornal da família.

No dia seguinte ao diálogo entre Sarney e seu filho, o Jornal “O Estado” publicou a reportagem “Empresa sediada no Rio recebeu verba pública destinada a Caxias”, sobre a denúncia contra Aderson e seu filho. Houve ainda duas outras reportagens negativas a Lago na semana seguinte.

O áudio abaixo revela como tudo acontece de fato, CLIQUE E OUÇA:

PASEP: A VERDADE DO GOVERNO E A REALIDADE DE DEZENAS DE SERVIDORES

Quem está mentindo sobre o PASEP dos servidores públicos de Araioses? 

Pode espernear, chamar de mentiroso e até fazer beicinho, mas contra fatos não há argumentos e tão pouco documentos que não explicam ou comprovam nada. A verdade é que servidores continuam indo ao Banco do Brasil e a gerente informa a mesma coisa: SEU PASEP NÃO FOI PAGO PORQUE A PREFEITURA NÃO INFORMOU A RAIS. 

Inclusive o banco fornece impresso a informação acima, a mesma dada a mim e a tantos outros servidores que se dirigem pessoalmente a agência para saber os motivos de não ter ainda recebido. De todos os cantos do município nos chegam denúncias de servidores com o mesmo problema, comprovando que minha situação não é isolada, e grupos já se reúnem para acionar a justiça. 

Com atuação no serviço público desde 2005, em Araioses a última vez que consta informação a meu respeito ainda se refere ao governo de Luciana Trinta, quando prestei serviço à prefeitura, na condição de assessor de imprensa do município. Problema que deveria ter sido corrigido por uma administração que preza pela lisura e não perseguição a adversários políticos. 

Sobre as falas do blogueiro secretário em tom ofensivo a meu respeito, a seu tempo terão a devida resposta. Só não garanto proporcionalidade e nem espirito esportivo...

O print acima é do portal do próprio Ministério do Trabalho; a mesma informação pode ser consultada no site do Banco do Brasil. Todos os pasep’s consultados antes desta publicação tiveram o mesmo resultado.

terça-feira, 24 de abril de 2018

Certo da derrota, Sarney decidiu sabotar eleições

O depoimento de um preso acusando o Ministério Público de complô com o governo. Um documento sem assinatura do comando da PM divulgado na TV. O Sistema Mirante, de propriedade da família Sarney, voltou sua mira definitivamente para o governo do estado. No arsenal, todo tipo de “fake news”, ou, factoide, como se dizia na época ainda de Reis Pacheco.

Com as pesquisas em mãos, Sarney sabe ser impossível a vitória de sua filha, Roseana, rejeitada por mais da metade do eleitorado. Planeja então o mesmo que fez com Jackson Lago e tentou, sem sucesso, com Flávio Dino em seu primeiro mandato. Cobrir seu governo de mentiras, até inviabilizá-lo.

Como já tentou isso com Dino e não conseguiu, não quer esperar um terceiro mandato e pretende o quanto antes melar as eleições maranhenses.

Improvável que o prefeito Cristino consiga derrubar a CP se essa for a Plenário para votação

Imagem de facebook
Tem gente manifestando suas preocupações nas redes sociais sobre uma suposta compra de 5 vereadores por parte do prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves Araújo, para evitar sua provável cassação, caso a CP – Comissão Processante em curso, vá a Plenário para votação.

Isso é muito improvável, pois todos os vereadores araiosenses sabem que diante das circunstâncias, seria desistir da carreira política e cair em desgraça perante a opinião pública.

Mesmo diante da oscilação de atitude e pensamento de alguns vereadores, cinco é muito. Não que entre eles não tenha quem goste de dinheiro, porém o futuro preocupa mais.

Outra verdade nesse fato é que entre comprar o voto de vereador – isso mesmo, pois ninguém de sã consciência acredita que haja motivo para um vereador não votar pela cassação de um prefeito estupidamente incompetente – seria mais fácil para ele usar dos mesmos “argumentos” que fez uso para paralisar a primeira CP.

Em breve, os membros da Comissão Processante apresentarão em Plenário para votação, o relatório sobre a defesa já apresentada pelo prefeito. Se for reprovado tem início as sessões de ouvir testemunhas.

Se nada de extraordinário não ocorrer até lá, o mandato de Cristino não dura mais nem dois meses.

Por Daby Santos

PREFEITURA DE ARAIOSES DAR NOVO CALOTE NOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

Semana após semana, Agentes Comunitários de Saúde, categoria essencial aos serviços de alcance da atenção básica, vem sendo desrespeitada pelo prefeito Cristino, que se recusa a pagar o incentivo adicional creditado na conta do município desde dezembro. 

O recurso federal destinado ao pagamento de uma parcela extra aos Agentes Comunitários de Saúde pelas prefeituras de todo Brasil, através do FNS (Fundo Nacional de Saúde), tem sido motivo de muitas ações judiciais que questionam o uso do recurso para pagamento de 13º, ou aquisição de equipamentos e uniformes. Mas muitos gestores, em respeito aos ACS’s de seus municípios têm resolvido sem determinações judiciais, prestigiar esses profissionais, reconhecendo o seu valor para a prevenção e cuidado da saúde dos munícipes, pagando o incentivo tempestivamente. Exatamente o contrário vem ocorrendo em Araioses, onde a classe tem sido humilhada ao tentar garantir seus direitos pelo prefeito médico, Cristino Gonçalves.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

PRIMEIRA AÇÃO DE CRISTINO APÓS UM ANO E 4 MESES NÃO DURA UMA SEMANA

Com lâmpadas de intensidade e cor diferentes, luminárias desreguladas e apontando para todas as direções, a primeira grande ação em um ano e quatro meses de governo do prefeito Cristino, que comanda umas das prefeituras mais ricas do Baixo – Parnaíba, já apresenta problemas. 

A iluminação da avenida nova em frente ao Instituto Federal, que passou todo esse tempo sem uma lâmpada sequer, tal qual o resto das ruas de toda a cidade, em menos de uma semana de conclusão da grande e festejada iluminação, já tem várias lâmpadas queimadas e outras piscando. 

As comemorações pelo extraordinário feito ainda nem terminaram e tão pouco a grande inauguração foi realizada, e o serviço já terá que receber o famoso aditivo. Isso se não uma outra licitação. 

E uma tentativa de explicar o porquê da demora em fazer um serviço básico de qualquer administração. O governo explicou ao site panorama: “O engenheiro da empresa Iluminar, de Parnaíba-PI, responsável pela obra, a gestão anterior da Prefeitura de Araioses estava em dívidas com a CEMAR e, portanto, estava impossibilitada de realizar qualquer tipo de intervenção na iluminação do município. Ainda segundo informações sobre a administração da obra, em breve, outras ruas e bairros da cidade serão contemplados”. 

Agora nos diga? Nós que pagamos obrigatoriamente nossa taxa de iluminação publica todo mês, o que temos a ver com isso?

Intervenção: Sarney quer polícia de Temer nas ruas do Maranhão

Aos poucos a armação arquitetada no calabouço da TV Mirante vai avançando e os reais interesses dos líderes da facção sarneyzista vão aparecendo. Depois de estranhamente um documento assinado por um PM ligado à oligarquia ser disparado para todo o Maranhão sem o consentimento do comando da instituição, o caso rapidamente foi parar nos meios de comunicação de José Sarney.

O assunto logo ganhou notoriedade nacional, mesma após as explicações do Secretário de Segurança, Jefferson Portela, do comandante geral da PM, coronel Jorge Luongo, e do próprio governador Flávio Dino, dando conta de que a ordem de monitoramento de lideranças políticas não partiu da cúpula do governo.

O ato isolado do tenente-coronel Emerson Farias e os seus interesses escusos em bagunçar um pleito eleitoral praticamente definido expôs a armação que agora se consolida com o pedido de intervenção federal de parlamentares ligados à oligarquia Sarney.

O que os sarneyzistas querem, na verdade, é que a polícia de Michel Temer esteja nas ruas do Maranhão para trabalhar em prol da candidatura oligárquica e tentar virar um jogo que já está quase ganho de capote. Só assim eles poderão sonhar em voltar a comandar os cofres públicos do Maranhão.

Por isso que armaram todo esse circo contra o governo do Estado.

Marrapá

CÂMARA DE ARAIOSES SE MOVIMENTA PARA ELEGER O NOVO PRESIDENTE DA CASA

Por Marcio Maranhão 
Quais interesses estão por trás das antecipadíssimas negociações para eleger o novo presidente do poder legislativo de Araioses? A Câmara de vereadores, que em um ano e quatro meses de legislatura não conseguiu se impor como um poder independente, autônomo e produtivo, respondendo aos anseios que os araiosenses precisam e que o município necessita para se desenvolver, agora só pensa naquilo: Qual será o grupinho que comandará os recursos legislativos, os empregos reservados ao poder, a pauta legislativa e a caneta para decidir sobre fiscalizações e processos de perca de mandato de colegas e do prefeito. E de resto, mais peito para barganhar tanto junto ao poder executivo, quanto visibilidade e potencial além dos muros da câmara. 

Embora a totalidade dos vereadores se declarem oposição, algo inédito em Araioses, no Maranhão, raro no Brasil e no mundo com essa forma de governo, os edis araiosenses nada fizeram que tivesse resultado positivo para deter o pior prefeito do país em todo esse período. Não deram respostas ao sofrimento dos araiosenses, não criaram e não exigiram o cumprimento de leis essenciais para o município, que cresce de forma desordenada e improvisada, com construções em áreas que deviam ser proibidas, residências avançando meio fio e calçadas, além de áreas que deviam ser protegidas por legislação municipal sendo destruídas. 

Mas nada disso tem sido preocupação do colegiado, que desde a eleição do atual presidente, atendendo as necessidades do bolso de cada vereador que participou das negociações naquele período e os interesses do prefeito Cristino, tem se ocupado unicamente com o novo biênio legislativo e a renovação da mesa diretora.

Tempestades: São Luís e 54 cidades do Maranhão – entre elas Araioses – em estado de alerta

O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) emitiu neste domingo, 22, alerta de risco moderado para ocorrência de fenômeno meteorológico adverso dentro das próximas 72 horas em parte do Maranhão.

Há possibilidades de tempestades de raios, chuvas intensas e acumulados de chuvas (inundações) na capital e em diversos municípios do estado. A emissão do alerta serve para que a população se proteja e tome medidas necessárias de acordo com as recomendações da Defesa Civil.

Veja a lista de possíveis locais afetados no Maranhão, segundo o CPTEC:

  • Água Doce do Maranhão
  • Alcântara
  • Amapá do Maranhão
  • Apicum-Açu
  • Araioses
  • Axixá
  • Bacabeira
  • Bacuri
  • Bacurituba
  • Barreirinhas
  • Bequimão
  • Boa Vista do Maranhão
  • Cândido Mendes
  • Carutapera
  • Cedral
  • Central do Maranhão
  • Centro do Guilherme
  • Centro Novo do Maranhão
  • Cururupu
  • Godofredo Viana
  • Governador Nunes Freire
  • Guimarães
  • Humberto de Campos
  • Icatu
  • Junco do Maranhão
  • Luís Domingues
  • Maracaçumé
  • Maranhãozinho
  • Mirinzal
  • Morros
  • Olinda Nova do Maranhão
  • Paço do Lumiar
  • Palmeirândia
  • Paulino Neves
  • Peri Mirim
  • Pinheiro
  • Porto Rico do Maranhão
  • Presidente Médici
  • Presidente Sarney
  • Primeira Cruz
  • Raposa
  • Santa Helena
  • Santa Luzia do Paruá
  • Santana do Maranhão
  • Santo Amaro do Maranhão
  • São Bento
  • São João Batist
  • São José de Ribamar
  • São Vicente Ferrer
  • São Luís
  • Serrano do Maranhão
  • Turiaçu
  • Turilândia
  • Tutóia

sábado, 21 de abril de 2018

TCE PEDE INTERVENÇÃO NO MUNICÍPIO DE ARAIOSES. AGORA ESTÁ NAS MÃOS DO MPE SALVAR O MUNICÍPIO

Inadimplência: TCE pede intervenção no município de Araioses
martelo
O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) protocolou, na manhã desta sexta-feira (20), junto à Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), cópia da resolução que declarou inadimplentes o prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves de Araújo, o presidente da Câmara Municipal de Água Doce do Maranhão, Tudes José Cardoso, e o presidente da Câmara Municipal de São João do Paraíso, Edvaldo Faustino de Sousa.

Aprovada na última sessão do Pleno do TCE, no último dia 18, a decretação de inadimplência decorre de os gestores citados não terem apresentado suas prestações de contas relativas ao exercício financeiro de 2017 dentro do prazo legal.

Além da declaração da inadimplência, a Resolução TCE nº 294 determina ainda a instauração da tomada de contas dos referidos gestores, conforme estabelece a legislação em vigor.

O documento protocolado junto à PGR destaca que, conforme dispõe o art. 35, II, da Constituição Federal e o art. 16, II, da Constituição do Estado do Maranhão, a ausência da prestação de contas acarreta, dentre outras consequências, “a possibilidade de intervenção do Estado no Município”.

Cabe agora à Procuradoria a adoção das medidas que entender necessárias ao caso. No caso da intervenção, cabe ao Ministério Público Estadual (MPE), solicitar a providência ao Poder Judiciário, que apreciará o pleito e, se for o caso, encaminhará o pedido ao Poder Executivo.

Os gestores inadimplentes também incorrem em ato de improbidade administrativa, estando sujeitos a penalidades como: devolução de recursos ao erário, se houver desvio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa e proibição de contratar com o poder público ou receber incentivos fiscais.

De acordo com o ordenamento jurídico vigente, a omissão também é crime comum, passível de pena de detenção de três meses a três anos, além da perda do cargo e a inabilitação, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública.

Fedeu! Joesley diz ter repassado R$ 110 milhões a Aécio em 2014

Estadão
Na semana em que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) se tornou réu no Supremo Tribunal Federal por corrupção passiva e obstrução da Justiça, novos depoimentos de delatores do Grupo J&F e da empreiteira Andrade Gutierrez ampliaram denúncias contra ele. Aécio, alvo de uma ação penal e oito inquéritos na Corte, foi também acusado de pressionar o ex-ministro da Justiça Osmar Serraglio a nomear um delegado da Polícia Federal de sua preferência. Os fatos aumentaram o desgaste do senador mineiro no PSDB e a pressão para que ele fique afastado do processo eleitoral deste ano.

O empresário Joesley Batista afirmou em depoimento à PF anteontem ter repassado R$ 110 milhões ao senador durante a campanha do tucano à Presidência da República em 2014 em troca de apoio nos negócios do Grupo J&F. A informação foi publicada pelo jornal “O Globo” e confirmada pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

O empresário entregou à PF uma planilha em que listou doações, ao lado de notas fiscais e de recibos com informações para comprovar o repasse ao senador.

Segundo Joesley, o valor foi dividido entre o PSDB – que teria ficado com R$ 64 milhões -, o PTB – com R$ 20 milhões – e o Solidariedade – que teria levado R$ 15 milhões. Além disso, outros R$ 11 milhões foram repassados, segundo Joesley, para as campanhas de políticos que apoiaram o tucano na disputa pela Presidência em 2014.

A defesa de Aécio afirmou que Joesley mente para tentar manter “de forma desesperada”, seu acordo de colaboração premiada que aguarda há sete meses para ser discutido pelo Supremo Tribunal Federal.

Em outro depoimento, o dono da J&F disse que pagou uma espécie de “mesada” de R$ 50 mil por mês ao senador entre 2015 e 2017. No relato, revelado pelo jornal “Folha de S.Paulo”, o empresário afirmou que a “mesada” foi solicitada pelo senador mineiro para custear suas despesas e que o pagamento era feito por meio da Rádio Arco Íris, da qual Aécio era sócio.

Os dois depoimentos de Joesley reafirmam as informações prestadas pelos executivos da J&F durante as negociações do acordo de colaboração com a Procuradoria-Geral da República em maio do ano passado.

Os executivos gravaram conversas com Aécio, o presidente Michel Temer e outros políticos. O acordo de delação da J&F foi rompido pela Justiça em setembro do ano passado após áudios que mostravam que Joesley e o executivo da J&F Ricardo Saud omitiram informações da Justiça virem à tona.

Andrade Gutierrez

Na terça-feira passada, o acionista da Andrade Gutierrez Sérgio Andrade afirmou que a empreiteira firmou um contrato R$ 35 milhões com uma empresa de Alexandre Accioly para repassar recursos a Aécio Accioly é amigo do senador mineiro.

Há cerca de seis meses, o delator Flávio Barra, ex-presidente da Andrade Gutierrez Energia, relatou que o repasse a Accioly era referente a uma sociedade que nunca existiu de fato.

Sérgio Andrade prestou depoimento em inquérito que apura o pagamento de propina ao tucano em troca de ajuda às empreiteiras que participaram da construção da usina de Santo Antônio, no Rio Madeira, em Rondônia. Ele também afirmou que um acerto foi feito entre a Andrade Gutierrez e a Odebrecht para o pagamento a Aécio.

Em delação premiada, Marcelo Odebrecht relatou a combinação de um pagamento de R$ 50 milhões a Aécio, sendo que R$ 30 milhões seriam repassados pela Odebrecht e R$ 20 milhões pela Andrade Gutierrez.

Na terça-feira passada, a Primeira Turma do Supremo acolheu denúncia da Procuradoria-Geral da República e tornou Aécio réu em ação penal. O tucano foi acusado de pedir ilicitamente R$ 2 milhões a Joesley e de atrapalhar as investigações em torno da Lava Jato.

No mesmo dia, o deputado Osmar Serraglio (PP-PR), ex-ministro da Justiça de Temer, afirmou no plenário da Câmara que sofreu pressões de Aécio e do também senador Renan Calheiros (MDB-AL), quando era ministro, para interferir nas investigações.

Serraglio disse que trechos das gravações telefônicas entre Aécio e Joesley deixam claro que ele se recusou a ceder às pressões do senador mineiro, que queria emplacar um novo delegado da PF de sua preferência. No diálogo, o senador mineiro se refere a Serraglio com palavrões.

Desgaste

No PSDB, Aécio já é visto como carta fora do baralho eleitoral. Primeiro-vice-líder do PSDB na Câmara, Betinho Gomes (PE) disse que a situação é “muito delicada”. Para ele, o senador precisa “refletir”.

“Ele perde a condição de disputar um mandato majoritário em Minas Gerais, ele está muito fragilizado. Se insistir nesse movimento, tudo será usado contra ele na campanha eleitoral. Precisa considerar que o partido como um todo não pode ser sacrificado em função dessas acusações”, disse o deputado.

A base mineira do Congresso também avalia que as condições se tornaram “insustentáveis”. Para um deputado ouvido pelo jornal o “Estado de S. Paulo”, os novos depoimentos enterram de vez a possibilidade de o mineiro concorrer a um cargo majoritário.

Aliado de Aécio, o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) disse que ele vai colocar a decisão na balança. “Ele pode entender que, não sendo candidato, pode contribuir com a eleição do (Antonio) Anastasia (pré-candidato tucano em Minas) e do Geraldo Alckmin”, afirmou. As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.

POR ITAPECURU E TODO O ESTADO , WENDEL LAGES FORTALECE BANDEIRA DE RENOVAÇÃO A ALEMA

Jovem político maranhense pleiteará vaga na Assembleia Legislativa do Maranhão Wendel Lages vem recebendo, a cinco meses do pleito, o apoio de centenas de lideranças ao seu projeto político. 

O jovem político maranhense da região de Itapecuru, Wendel Lages vem recebendo , a cinco meses do pleito, centenas de declarações de apoio ao seu projeto político. Ele é pré-candidato a deputado estadual sob a bandeira da renovação na Alema.

Grande aposta de sua cidade e já perfeitamente contextualizado entre os lideres comunitários e políticos da Grande São Luís, Wendel pretende, se eleito, aproximar através de projetos sociais a população da Região Metropolitana dos interiores do estado. ''Quero se eleito for, mostrar que não há distância entre os municípios maranhenses e a Grande São Luís. Através de projetos sociais de largo alcance social podemos unir nossas populações e torná-las, de fato, irmãs nos mesmos interesses em prol do desenvolvimento e progresso de nosso estado'', pontua o líder. 

O jovem político maranhense e pré-candidato a deputado estadual Wendel Lages: ''Os maranhenses anseiam por um tempo de renovação na Assembleia Legislativa do Maranhão e eu, preocupado que sou com os caminhos do estado, pus meu nome à disposição. Estamos querendo dá o nosso melhor em prol de todos''.

Com a pré-candidatura em franco crescimento, o jovem político vem sendo procurado por aqueles que almejam vê na próxima Legislatura nomes que oxigenem o Legislativo maranhense depois de acentuado desgaste perceptível no atual conjunto de deputados. ''Os maranhenses anseiam por um tempo de renovação na Assembleia Legislativa do Maranhão e eu, preocupado que sou com os caminhos do estado, pus meu nome à disposição. Estamos querendo dá o nosso melhor em prol de todos'', afirma Wendel Lages.

POR FERNANDO ATALLAIA

“Sarney está desesperado para voltar ao poder”, afirma Flávio Dino

Metropólis – O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), atribuiu, nesta sexta-feira (20/4), a seus adversários políticos a crise que enfrenta na segurança pública do estado após a divulgação de ofícios do alto escalão da Polícia Militar (PM) determinando a espionagem de oposicionistas.

“Por que tantos ataques desvairados ao nosso governo? 1) Sarney desesperado para voltar ao poder; 2) alguns tentando me intimidar pelas minhas críticas sobre a prisão ilegal do presidente Lula. Vamos vencer nas urnas e continuarei a criticar o que acho errado”, afirmou.

O caso está sob investigação da Procuradoria Eleitoral e causou tumulto político no estado do Maranhão. Diversos partidos se manifestaram em repúdio às ordens para monitorar opositores que “causassem embaraço” às eleições.

Em reação à divulgação dos documentos, o governador afirmou que mandou “demitir o autor do papel disparatado”. “Mandei também apurar por que esse oficial da PM assinou aquele papel absurdo. Ele irá responder a processo disciplinar para esclarecer os fatos”, disse.

“Infelizmente vivemos essa época. Alguém inventa uma farsa, uma fraude, transforma isso em um ‘escândalo’ e alguns, por ideologia ou interesses, divulgam como sendo verdade. O nazismo agiu assim contra judeus, liberais e comunistas”, afirmou Dino.

Tiradentes e a soberania nacional

Por Flávio Dino - No 21 de abril celebramos a memória de Tiradentes, um dos muitos heróis que lutaram pela independência de nosso país. O exemplo dos inconfidentes mineiros e de tantos outros patriotas inspira-nos até hoje na batalha por um Brasil com soberania. Somente com o trinômio Soberania, Desenvolvimento e Justiça Social, podemos construir um futuro melhor em um país tão marcado pela desigualdade social.

Termos uma Nação soberana significa priorizar um projeto de desenvolvimento para todos, formulado segundo os nossos próprios interesses, e não em obediência a ditames de grupos ou potências estrangeiras. Significa também investirmos em Ciência e Tecnologia e criarmos condição para o florescimento de uma economia complexa, que não dependa de poucos produtos e poucos mercados.

Infelizmente vivemos tempos difíceis, em que assistimos à desindustrialização do Brasil e à destruição de empresas nacionais, às vezes em nome de boas intenções como o combate à corrupção. Sob esta capa, a verdade é que alguns fingem defender o "verde-amarelo", mas no fundo são apaixonados e prestam continência a outras bandeiras. Vale lembrar o ensinamento bíblico: não se pode servir a dois senhores.

Tiradentes foi injustiçado e massacrado, por defender os interesses do Brasil. Na atual conjuntura, outros patriotas são tratados como inimigos e difamados não por seus eventuais defeitos, mas justamente por se oporem à ganância de altos interesses capitalistas. Foi o que aconteceu com estadistas como Getúlio Vargas, Juscelino Kubitscheck, João Goulart e Leonel Brizola, para falar apenas dos que já deixaram este plano existencial.

O fato é que o patriota verdadeiro não é aquele que, tal qual um fariseu, chora ao ouvir o nosso Hino e depois impulsiona a perda de riquezas estratégicas como o petróleo do Pré-sal. Os grandes países do mundo defendem a sua economia e a sua população. Aqui, lamentavelmente há até agentes públicos que se orgulham de se mancomunar com agentes de outros países para destruir empresas essenciais, que poderiam gerar muitos empregos aqui.

Quando houve a grave crise de 2008, nos Estados Unidos, causada por escândalos de corrupção no mercado financeiro, empresários corruptos foram punidos, mas ocorreu um grande esforço para preservar empresas e empregos. Ou seja, lutaram para preservar o seu interesse nacional.

Daqui a alguns anos, quando arquivos secretos de outros países forem divulgados, mais uma vez vamos descobrir que os tempos turbulentos pelos quais passamos desde 2013 não foram por acaso. Isto é, muitos Silvérios dos Reis vão ser desmascarados.

Desde muito jovem aprendi que, na vida política, você pode estar do lado dos resignados ou com os indignados. Do mesmo modo, você pode ser Silvério ou Tiradentes, traidor do nosso povo ou defensor dos seus direitos. Tenho mostrado, no Governo do Maranhão, de que lado estou, com muita coragem e convicção. Sem medo de nada e de ninguém. E sem medo de ser feliz. Viva o Brasil. Viva Tiradentes.

BINGO BENEFICENTE EM PROL DA IGREJA EM JOÃO PERES E CONSTRUÇÃO DA CAPELA DE JATOBÁ


sexta-feira, 20 de abril de 2018

Vereador Arnaldo denuncia completo descaso com um dos maiores patrimônios de Araioses


Um dos patrimônios do município que mais custou ao bolso dos araiosenses, reformado duas vezes em menos de dois anos pelos governos de Luciana Trinta no final de sua administração e inicio da gestão de Valéria do Manin; o Estádio Municipal Cardosão está tomado pelo mato, com estruturas em ruinas, instalações entregues ao vandalismo e servindo apenas para ponto de encontro de usuários de drogas e à prostituição. 


Em visita ao que poderia se um orgulho para os araiosenses e motivo de esperança para centenas de jovens que sonham com um futuro no esporte, o vereador Arnaldo Machado, em sua prerrogativa de fiscalizar e denunciar os atos de irresponsabilidade do prefeito Cristino, se deparou com a imagem de abandono da coisa pública e total descaso do gestor, não levando em conta quanto dinheiro público já foi gasto naquele estádio, e que se esperava do senhor prefeito pelo menos o mínimo; a manutenção do patrimônio dos araiosenses.















"Vamos aguardar para que possamos encontrar Lula", diz Nobel da Paz

boff esquivel.jpg
A dupla aguarda por autorização para visitar o ex-presidente
Adolfo Pérez Esquivel e o teólogo Leonardo Boff não tiveram autorização da Justiça para visitar o ex-presidente

O prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel, e o teólogo Leonardo Boff, não conseguiram visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da sede da Superintendência da Policia Federal, em Curitiba, na manhã desta quinta-feira 19. O pedido encaminhado pelas advogadas de Esquivel deu-se na segunda-feira 16. Até o momento, a dupla não conseguiu se encontrar com o petista.

Esquivel, assim como Boff, é amigo de Lula há mais de 30 anos. “Além de amigo pessoal de Lula, minha visita é na condição de assistência religiosa” afirmou o teólogo. Ele pretendia entregar, pessoalmente, dois livros ao ex-presidente. Um de sua autoria, “O Senhor é Meu Pastor – Consolo Divino para o Desamparo Humano” e outro de Carlos Mestres, “A Missão do Povo que Sofre – Tu És meu Servo”.

No portão da Delegacia, Boff escreveu uma dedicatória a Lula e pediu que os livros fossem encaminhados ao ex-presidente. O teólogo levava pendurado no pescoço um xale vermelho que, segundo ele, era um pedido do próprio Lula. “Ele pediu que quando o visitasse, não esquecesse de levar o xale vermelho”.

O Prêmio Nobel permaneceu pouco mais de 30 minutos na sede da PF. Na saída, foi econômico nas palavras. Disse que foi recebido pelo superintendente da corporação, Mauricio Valeixo, é que apenas foi comunicado que não poderia visitar o ex-presidente enquanto não houvesse autorização judicial.

“Não tive acesso ao presidente Lula. Gostaria de poder tê-lo visitado na companhia de Leonardo Boff, mas não foi possível. Espero que humanitariamente, no sentido de justiça, permitam que possamos nos encontrar com ele. Assim, não posso adiantar nada” afirmou.

Depois, caminharam até a concentração do acampamento Lula Livre para falar aos simpatizantes que se aglomeravam na praça Olga Benário – como foi batizada a esquina onde acontecem as manifestações. Ao se dirigir aos manifestantes, Boff os cumprimentou pela luta e pela resistência em favor de Lula.

Disse que a presença de cada um serve como uma injeção de esperança e ânimo, principalmente para alguém que está recluso não porque cometeu um crime, mas “pela dimensão política, pela significação que ele tem junto ao povo brasileiro, como grande líder carismático e servidor das causas populares”. Manifestou-se contrariado por não ter podido encontrar o amigo “para cumprir a missão que está escrito no evangelho de Mateus, quando ‘tive fome, me deste de comer; quando estive na prisão e foste me visitar’”.

Adolfo Esquivel falou de sua solidariedade ao povo brasileiros e que sua luta nesse momento é em favor de Lula livre. Disse que o que ”se passa com Lula é uma grande injustiça, mas o mais importante nesse momento é que povo esteja unido para conquistar a liberdade, verdade, e a justiça. Pela reparação dos danos feitos a Lula”. Falou sobre a impossibilidade de poder encontrar o amigo e que espera uma decisão favorável da Justiça brasileira. “Por enquanto, vamos esperar. Aguardar para que possamos encontra-lo, dar um abraço e manifestar a solidariedade que vem de todas as partes do mundo”.

De acordo com a advogada Tânia Mandarino, a expectativa é que a juíza decida ainda hoje pela possibilidade da visita.

Carta Capital

Flávio Dino reúne presidentes de 14 partidos e apresenta sua proposta de chapa: Brandão vice, Weverton e Eliziane para o Senado

Como o blog havia antecipado na semana passada, o governador Flávio Dino (PCdoB) reuniu para um jantar, nesta quinta (19), presidentes estaduais de 14 partidos políticos para anunciar a sua proposta de chapa majoritária governista para as eleições de 2018.

O governador será candidato a reeleição e apresentou como seus preferidos para compôr a chapa majoritária: o atual vice-governador Carlos Brandão (PRB) e os deputados federais Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) como candidatos favoritos ao Senado Federal.

Dino deixou claro que a escolha não é uma imposição e que cada partido deve seguir seus ritos internos para se definir. As siglas marcaram uma nova reunião em maio para acertar os últimos detalhes da coligação.

Os partidos que participaram da reunião e garantiram total apoio a reeleição do governador foram: PCdoB, PT, PPS, PRB, PTB, PTC, SD, PEN, PSB, PP, DEM, PR, apenas o presidente do PROS, Gastão Vieira, não esteve presente por motivo de viagem ao exterior.

Marrapa

Após ter decretado emergência por estiagem, Cristino agora quer recursos do governo estadual e federal por conta de enchentes

Por Marcio Maranhão 
Resultado de imagem para cristino de araioses
Cristino de Araioses
Após ter declarado Estado de Emergência por meio do Decreto 34/2017, sob a justificação que o município sofria por estiagem que provocara grande seca, afetando a agricultura e até os rios do município, o prefeito Cristino agora se diz preocupado com as fortes chuvas que recaem sobre a região, que podem a qualquer momento provocar alagamentos e enchentes nas comunidades ribeirinhas do Rio Parnaíba. 

Para quem analisa o nosso município apenas pela mídia fajuta do despreparado gestor, pode suspeitar que nossa cidade se encontra em algum território de marte onde as mudanças climáticas acontecem quase que instantaneamente, ou apenas se brinca de administrar em Araioses, quando na iminência de um dos invernos mais rigoroso como já apontava os institutos de meteorologia, o prefeito decretou estado de emergência por uma seca, que todos sabem, nunca chegou em Araioses. E na vigência desse decreto, o prefeito agora pretende decretar novamente estado de emergia em função das fortes chuvas. Imagine a confusão para o leitor externo e alheio a realidade do município: É seca ou inundação? 

O certo é que Cristino está com a mão coçando para assinar decretos desse tipo, apenas por um motivo; acessar recurso emergenciais dos governos do estado e federal sem licitação. Em um ano e quatro meses de governo, nosso gestor demonstrou em nada se importar com a situação do município e as realidades vividas por nosso povo. E suas manifestações na FAMEM e junto a secretarias estaduais não passa de teatrinho para aparecer bem em alguma foto. 

Às famílias já afetadas de alguma forma pelo aumento da maré ou aquelas que poderão ser atingidas por uma possível enchente, caberá apenas a misericórdia de Deus, porque se depender de Cristino não terão o mesmo cuidado que tiveram em governos anteriores como na época de Zé Tude e Luciana Trinta.

Veja os reais interesses de Cristino

Mulher e idoso de 76 anos são presos acusados de tráfico de drogas em Parnaíba

Mulher e idoso de 76 anos são presos acusados de tráfico de drogas no Litoral do PiauíA Polícia Militar prendeu Mônica Rocha de Carvalho, 22 anos, no fim da tarde de quinta-feira (19), em uma residência na Rua Arimateia Carvalho, no Bairro Planalto Montserrat, em Parnaíba. Mônica Carvalho é acusada de tráfico de drogas.

Segundo o sargento Farlon, sua equipe fazia rondas próximo a residência já conhecida por eles por funcionar uma boca de fumo, quando abordou Felipe de Souza, 25 anos, que afirmou ter ido comprar drogas; mas foi impedido por conta da intervenção dos policiais. Ainda segundo o sargento Farlon, no momento da abordagem, Mônica Rocha de Carvalho tentou esconder uma balança de precisão dentro da roupa, na região da genitália.

Dentro da casa estava Antônio Franco Rodrigues, 77 anos, que disse ter ido comprar droga, mas não conseguiu. Informou ainda que começou a fumar maconha aos 40 anos de idade e atualmente está consumindo crack. Os policiais revistaram a casa e encontraram quatro pedras de crack e R$ 50,75 em dinheiro e documentos, provavelmente de usuários de drogas. Mesmo diante das evidências, Mônica Carvalho afirmou que não vende drogas e que nem usa. As três pessoas foram conduzidas para a Central de Flagrantes por envolvimento com o tráfico de drogas.

Fonte: Meio Norte

II Seminário de pesquisa e I Encontro de Iniciação Cientifica do IFMA Campus Araioses





Joesley Batista diz que pagou mesada de R$ 50 mil para Aécio por dois anos

Senador Aécio Neves
O empresário Joesley Batista afirmou à Procuradoria-Geral da República que pagou R$ 50 mil por mês a Aécio Neves (PSDB-MG), ao longo de dois anos, por meio de uma rádio da qual o senador era sócio.

Os pagamentos, de acordo com Joesley, foram solicitados diretamente pelo tucano em um encontro no Rio, no qual Aécio disse que usaria o dinheiro para “custeio mensal de suas despesas“, segundo palavras do empresário da JBS.

Joesley entregou aos procuradores 16 notas fiscais emitidas entre 2015 e 2017 pela Rádio Arco Íris, afiliada da Jovem Pan em Belo Horizonte. A JBS figura nas notas como a empresa cobrada.

A Folha de S. Paulo teve acesso ao relato, que está em um dos anexos da colaboração do empresário entregue à PGR em 31 de agosto do ano passado, em material complementar à primeira leva, de maio —que atingira o presidente Michel Temer e também Aécio.

As notas fiscais têm como justificativa a prestação de “serviço de publicidade” e trazem a descrição de que o valor mensal era de “patrocínio do Jornal da Manhã”, um dos programas da rádio.

Pela soma das notas fiscais, a JBS pagou à rádio da família de Aécio R$ 864 mil.

Reportagem da Folha de 13 de março revelou que Aécio vendeu suas cotas da rádio Arco Íris para Andrea Neves, sua irmã, por R$ 6,6 milhões em setembro de 2016.

Nas declarações de Imposto de Renda do tucano, obtidas pela PGR mediante quebra de sigilo autorizada pelo Supremo, o valor declarado das mesmas cotas em 2014 e 2015 foi de R$ 700 mil. Com o negócio com a irmã, o patrimônio declarado de Aécio chegou a R$ 8 milhões em 2016.

No relato aos procuradores, Joesley disse não saber se algum serviço de publicidade foi de fato prestado pela rádio Arco Íris, mas reforçou que o objetivo dele foi repassar os R$ 50 mil mensais a fim de manter um bom relacionamento com o senador, que tinha sido candidato à Presidência em 2014 e poderia voltar a ser em 2018.

As notas fiscais mencionam o valor de R$ 54 mil, mas no anexo à PGR Joesley cita R$ 50 mil —ele não esclarece se a diferença era imposto a ser abatido para repassar o valor exato que teria sido solicitado pelo tucano.

Acompanham as notas fiscais os respectivos comprovantes de pagamentos, feitos via transferência eletrônica ou boleto bancário.

Os pagamentos saíram da conta da JBS S.A. direto para a da Rádio Arco Íris Ltda., que fica na agência número 0925 do banco Itaú, localizada na Savassi, bairro nobre de Belo Horizonte.

O primeiro pagamento registrado é de julho de 2015, mais de um ano depois do início da Operação Lava Jato. O último, de junho de 2017. À época, a delação da JBS já tinha vindo a público e Andrea e o primo, Frederico Pacheco, já tinham sido presos.

Os dois foram detidos em maio e soltos pelo STF no mês seguinte em razão do episódio em que Aécio foi gravado por Joesley pedindo R$ 2 milhões. Parte desse montante foi entregue ao primo do tucano em dinheiro vivo, em uma ação filmada pela PF.

Aécio, a irmã, o primo e um assessor de um senador aliado tornaram-se réus no STF na última terça (17), sob acusação de corrupção passiva nesse caso. A defesa diz que os R$ 2 milhões eram um empréstimo pedido a Joesley, que induziu o tucano a receber em dinheiro vivo.

Para a defesa, houve um flagrante armado por Joesley e membros da Procuradoria em março de 2017. O material da mesada entregue aos procuradores indica que empresário e senador tinham relação anterior à delação.

Outro lado
O advogado de Aécio Neves, Alberto Toron, disse, por meio de nota, que Joesley Batista se aproveita de uma “relação comercial lícita” para “forjar mais uma falsa acusação“.

Ele confirmou a relação financeira entre JBS e a rádio Arco Íris e negou que o senador, ao contrário do que diz Joesley, tenha solicitado os recursos para despesas pessoais.

“O senador jamais fez qualquer pedido nesse sentido ao delator, da mesma forma que, em toda a sua vida pública, não consta nenhum ato em favor do grupo empresarial.“

De acordo com o advogado, a prova de que a relação com a rádio era legal é que o contrato com a JBS foi mantido normalmente até o encerramento, quando a delação de Joesley já tinha sido feita.

“Ao dar início à negociação de acordo de delação, delatores se comprometem a suspender qualquer prática irregular“, afirmou.

Segundo Toron, o relato é mais uma demonstração de má-fé e desespero do delator. “A afirmação do delator de que não sabia se os serviços teriam sido prestados demonstra o alcance da sua má-fé, já que bastaria uma consulta ao setor de comunicação das suas empresas para constatar que os serviços foram correta e efetivamente prestados”, disse.

“A falta de credibilidade e as sucessivas mentiras e omissões praticadas pelo delator levaram a PGR a pedir a rescisão dos benefícios de sua delação e contribuem para desqualificar mais uma mentira desse cidadão”, afirmou.

Procurada, a rádio Arco Iris se disse “surpresa” com o relato de Joesley por tentar “dar caráter político a uma relação estritamente comercial, comprovadamente correta, legal e legítima na prestação de serviços publicitários”.

De acordo com a empresa, a relação com a JBS está documentada por trocas de e-mails com tratativas com os setores de marketing de marcas do grupo de Joesley, como Vigor, Itambé e Seara.

A rádio enviou à Folha cinco comerciais veiculados na grade de programação. Segundo a emissora, esses foram os localizados. A rádio diz que um mesmo material pode permanecer meses no ar. Afirmou ainda que há campanhas promocionais “gravadas com a voz do locutor da rádio“.

GOVERNO DO CRISTINO ESTÁ MORTO, FEDENDO, SÓ FALTA ENTERRÁ-LO

O governo de Cristino não existe, pois já morreu
Por Daby SantosA última notícia – TCE declara inadimplência do prefeito de Araioses – sobre o prefeito de Araioses retrata uma gestão sem controle com a coisa pública, que expõe a todos a situação extremamente vergonhosa pela qual passa o povo araiosense.

Cristino Gonçalves de Araújo nos envergonha cada vez mais. Foi o único prefeito, entre os 217 gestores maranhenses que não prestou conta junto ao TCE – Tribunal de Contas do Estado do que fez com nosso dinheiro no exercício de 2017. O prazo final foi dia 5 de abril, do mês em curso.

O que ele deveria fazer e não fez ao órgão fiscalizador estadual era mostrar em que foram gasto os mais de 70 milhões que entraram nas contas da prefeitura no ano passado.

Não é difícil entender porque isso não ocorreu. Afinal, como é do conhecimento de todos, Cristino não manda em nada na prefeitura e os que mandam não estão nem aí para o futuro dele. Ele não tem noção do que ocorre diante de seu bigode. Se ele vai ter o mesmo destino de Manin Leal (reveja AQUI o caso) a eles pouco importa.

Coloca-se a narrativa no plural é porque sabemos que Sônia manda muito, mas nessa hierarquia ainda tem mais gente com poderes acima do que tem o prefeito. Uma lástima, infelizmente!

Ter supostamente no comando de nossa prefeitura um gestor, que de longe é pior de todos os tempos, nos causa uma indignação que não tem mais tamanho. O maior sonho do araiosense é ver essa gente pelas costas o mais rápido possível.

Chega de vergonha, chega de vexame, chega de escândalo – um seguido de outro.

Não existe mais governo. Os compromissos assumidos com o povo foram jogados na lata do lixo. Cristino e seu bando não estão nem aí para o nosso destino. Para eles pouco importa se nenhum dos serviços essenciais da prefeitura não funciona.

O governo daquele se apresentou em campanha como um homem sério, competente e compadecido com a sorte do araiosense está morto, fedendo e só falta enterrá-lo.

Em respeito ao futuro de 50 mil araiosenses, que isso ocorra o mais rápido possível.


quinta-feira, 19 de abril de 2018

STF CONCEDE PRISÃO DOMICILIAR A MALUF

JANINE MORAES
Por André Richter, repórter da Agência Brasil - O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu há pouco conceder prisão domiciliar ao deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) por razões de saúde.

A questão foi decidida após a votação na qual a Corte definiu que Maluf não pode recorrer em liberdade da condenação de 7 anos e 9 meses de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro.

A decisão confirma liminar proferida pelo ministro Dias Toffoli, que, no mês passado, determinou que o deputado passe do regime fechado, no presídio da Papuda, em Brasília, para prisão domiciliar.

Atualmente, Maluf está internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. De acordo com o último boletim médico, divulgado na terça-feira (17), ele faz tratamento contra um câncer de próstata, que está em estágio evoluído, com metástase.

MANIN NA MIRA: EX-PREFEITOS DE SANTA QUITÉRIA SÃO ALVOS DE OPERAÇÃO DA SECCOR E GAECO

Manin Leal e Sebastião Moreira, ex-prefeitos de Santa Quitéria
O Ministério Público do Estado do Maranhão (MPMA) e a Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), realizaram na manhã desta quinta-feira (19) uma operação conjunta para cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão temporária. A ação aconteceu simultaneamente nos municípios de São Luís e Santa Quitéria. Os mandados foram expedidos pelo juiz da 1ª Vara Criminal de São Luís.

A Promotoria de Justiça de Santa Quitéria, a 2ª Promotoria de Justiça Criminal de São Luís e o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) requereram as medidas cautelares. Segundo o promotor de justiça Luiz Eduardo Braga Lacerda, “há indícios da existência de uma organização criminosa estruturada, com divisão específica e ordenada de tarefas, objetivando a prática de crimes relacionados a fraudes em processos licitatórios, desvio e apropriação de verbas públicas na gestão do ex-prefeito Sebastião de Araújo Moreira. Tudo com a participação de agentes públicos e particulares do município”.

O Procedimento Investigatório Criminal apurou que o município de Santa Quitéria realizou procedimentos licitatórios para a contratação de serviços de manutenção veicular e de locação de veículos. A licitação teria sido direcionada para beneficiar a empresa Translumar- Limpeza Urbana e Transporte Maranhense. As irregularidades foram cometidas na gestão do ex-prefeito Sebastião Araújo Moreira.

Durante as investigações, foi constatado que a Translumar não exercia suas atividades no endereço indicado como sua sede, não possuía veículos cadastrados em seu nome e que tivessem as especificações contidas no Edital e não possuía funcionários registrados. Foi identificado, ainda, que o município de Santa Quitéria realizou pagamento em favor da empresa no valor aproximado de R$3.255.000,00 (três milhões duzentos e cinquenta e cinco mil reais). Luiz Eduardo Braga Lacerda explicou que “o pagamento foi feito sem a prestação dos serviços e com ausência de empenho prévio, representando efetivo dano ao erário municipal.”

Documentos e objetos apreendidos durante operação da Gaeco e Seccor


Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados Sebastião de Araújo Moreira (ex-prefeito), Dalila Pereira Gomes (ex-primeira-dama), Keller Bernardo Aquino da Silva (ex- secretário municipal de Educação e Administração), Eliza dos Santos Araújo Lima (ex-pregoeira), Osmar de Jesus Costa Leal (ex-prefeito e liderança política na região) e Luís Henrique Almeida Lopes (sócio da empresa TRANSLUMAR – Limpeza Urbana e Transporte Maranhense).

Durante a operação, Dalila Pereira Gomes, Keller Bernardo Aquino da Silva, Eliza dos Santos Araujo Lima, João Francisco Amorim Moreira foram presos. O vereador Francisco das Chagas Silva, conhecido como “Chico Motorista”, foi preso em flagrante por posse de arma de fogo. O contador Osmar de Jesus foi preso por posse de arma de fogo e usurpação de documentos públicos. Ele estava de posse de processos licitatórios completos. Luís Henrique Almeida Lopes está sendo procurado.

O promotor de justiça Marco Aurélio Cordeiro Rodrigues, membro do Gaeco, detalhou que “a operação foi realizada para apreender documentos, computadores e outros objetos relacionados à possível conduta delituosa, e para identificar outros integrantes da organização criminosa. Diante das evidências da prática do crime de lavagem de dinheiro, queremos saber a destinação dos valores desviados, e entender o papel desempenhado por cada um dos agentes da organização.”

Fonte: Blog do Minard

TCE DECLARA INADIMPLÊNCIA DO PREFEITO DE ARAIOSES

Cristino
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) declarou, em Sessão Plenária realizada hoje, 18/04, a inadimplência do prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves de Araújo. O gestor foi o único prefeito a não cumprir a obrigação constitucional de prestar contas.

Entre as Câmaras Municipais, foram declarados inadimplentes Tudes José Cardoso Silva, de Água Doce do Maranhão e Edvaldo Faustino de Sousa, de São João do Paraíso.

Após a declaração de inadimplência, os gestores que não obedeceram a determinação constitucional de prestar contas ficam sujeitos a diversas consequências legais, além da decretação da Tomada de Contas Especial, na esfera do TCE. Tomada de Contas é o procedimento por meio do qual o TCE levanta no município as contas que foram sonegadas, à revelia do gestor que cometeu a ilegalidade.

Os gestores inadimplentes também incorrem em ato de improbidade administrativa, estando sujeitos a penalidades como: devolução de recursos ao erário, se houver desvio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa e proibição de contratar com o poder público ou receber incentivos fiscais.

De acordo com o ordenamento jurídico vigente, a omissão também é crime comum, passível de pena de detenção de três meses a três anos, além da perda do cargo e a inabilitação, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública

No caso de Araioses, o Tribunal de Contas do Estado (TCE), conforme determina a Constituição Federal, no artigo 35, entrará com pedido de intervenção no município junto ao Ministério Público Estadual (MPE), instituição responsável por solicitar a providência ao Poder Judiciário, que apreciará o pleito e, se for o caso, encaminhará o pedido ao Poder Executivo.

Este ano, o TCE inaugurou a prestação de contas integralmente por meio eletrônico e a inadimplência registrada foi a menor de sua história.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Araioses: bebê é encontrado em estado de decomposição dentro de sacola

Segundo relatos de moradores do Conjunto João Machado, em Araioses, na manhã de hoje (18/04), por volta das 7:00, alguns cachorros de rua estavam inquietos, indo e voltando de um matagal na localidade e urubus sobrevoavam o local. Achando aquela movimentação estranha, uma moradora chamou a sua amiga para ir até o local, para ver o que estava acontecendo.

Ao adentrar na vegetação, elas viram uma sacola meio que dentro de uma mochila e de dentro, exalava um cheiro forte. Logo, chamaram um rapaz, também morador do local, para analisar. Quando mexeu na sacola, uma perna saltou para fora e foi possível constatar que havia uma criança ali. O bebê, que já tinha um tamanho considerável, classificado pelos próprios moradores como já tendo cerca de sete a nove meses de nascido.

Um buraco havia sido cavado ao lado do cadáver da criança, provavelmente para enterrar o corpo, na tentativa de esconder as provas do crime.

Equipes da Polícia Militar e Civil, Perícia Criminal e uma funerária estiveram no local por volta das 10 horas da manhã para coletar informações sobre o crime e dar o devido destino ao corpo do bebê.

Os moradores já suspeitam de quem pode ter sido a autora do crime: uma jovem mulher de aproximadamente 20 anos, que, segundo testemunhas, estava grávida, mas a todo momento negava a gestação. Para não atrapalhar a investigação policial, achamos melhor não tentar contato com a suspeita.

Por Jonatan Aguiar e Isaac Carvalho
Imagens: Jonatan Aguiar/Panorama
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...