Páginas

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Polícia Federal começa fechar cerco a cidades do interior

Mandados estão sendo cumpridos em Maceió e no interior

Mandados estão sendo cumpridos em Maceió e no interior | Assessoria PF-AL
Desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (5), agentes da Polícia Federal cumprem 18 mandados de busca e apreensão contra suspeitos de integrar um grupo criminoso acusado de lavagem de dinheiro e fraude licitatória nos municípios de Pilar e São Luís do Quitunde. A operação, batizada de "Narandiba" (que significa Laranja), conta com a participação de 80 agentes federais.

De acordo com informações da PF-AL, a investigação aponta que servidores públicos destes municípios teriam movimentado quantias consideráveis, sem origem conhecida e na ordem de 4,5 milhões de reais, e efetuado saques na boca do caixa de valores da Prefeitura de Pilar.

Além das cidades do interior de Alagoas, também estão sendo cumpridos mandados na casa de servidores em Maceió. A Polícia Federal determinou medidas cautelares de suspensão de contrato e afastamento dos servidores envolvidos.

Em nota, o prefeito de Pilar, Renato Filho (PSDB), disse que a operação "Narandiba" cumpre mandados referentes aos servidores públicos da gestão passada. Renato Filho também informou que os servidores públicos alvos da operação não têm ligação com a gestão atual.

As apreensões decorrentes desta Operação serão anexadas ao inquérito policial em andamento na Polícia Federal em Alagoas. Se comprovado o envolvimento dos servidores, eles serão enquadrados nos artigos 44, do Decreto nº 93.872/86, 74, §2º, do Decreto-Lei nº 200/67 e 58 a 63, da Lei nº 4320/64, que versam sobre as etapas de empenho e liquidação de despesas públicas.

Ascom PF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...