Páginas

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Dia Nacional da Consciência Negra

Dia Nacional da Consciência Negra
Imagem em homenagem de Zumbir dos Palmares
O dia 20 de novembro faz menção à consciência negra, a fim de ressaltar as dificuldades que os negros passam há séculos.

A escolha da data foi em homenagem a Zumbi, o último líder do Quilombo dos Palmares, em consequência de sua morte. Zumbi foi morto por ser traído por Antônio Soares, um de seus capitães.

A localização do quilombo ficava onde é hoje o estado de Alagoas, na Serra da Barriga.

O Quilombo dos Palmares foi levantado para abrigar escravos fugitivos, pois muitos não suportavam viver tendo que aguentar maus tratos e castigos de seus feitores, como permanecerem amarrados aos troncos, sob sol ou chuva, sem água e sofrendo com açoites e chicotadas. O local abrigou uma população de mais de vinte mil habitantes.

Ao longo da história, os negros não foram tratados com respeito, passando por grandes sofrimentos. Pelo contrário, foram escravizados para prestar serviços pesados aos homens brancos, tendo que viver em condições desumanas, amontoados dentro de senzalas.

Muitas vezes suas mulheres e filhas serviam de escravas sexuais para os patrões e seus filhos, feitores e capitães do mato, que depois as abandonavam.

As casas dos escravos eram de chão batido, não tinham móveis nem utensílios para cozinhar. As esposas dos barões é quem lhes concedia alguns objetos, para diminuir as dificuldades de suas vidas. Nem mesmo estando doentes eram tratados de forma diferente, com respeito e dignidade. Ficavam sem remédios e sem atendimento médico, motivo pelo qual inventaram medicamentos com ervas naturais, ações aprendidas com os índios durante o período de colonização.

Algumas leis foram criadas para defender os direitos dos negros, pois muitas pessoas não concordavam com a escravização. A Lei do Ventre Livre foi a primeira delas, criada em 1871, concedendo liberdade aos filhos dos escravos nascidos após a lei. No ano de 1885, criaram a Lei dos Sexagenários, dando liberdade aos escravos com mais de sessenta anos de idade.

Porém, com a Lei Áurea, assinada pela Princesa Isabel em 13 de maio de 1888, foi que os escravos conquistaram definitivamente sua liberdade.

O grande problema dessa libertação foi que os escravos não sabiam realizar outro tipo de trabalho, continuando nas casas de seus patrões, mesmo estando libertos. Com isso, a tão esperada liberdade não chegou por completo.

As oportunidades de vida que tiveram eram limitadas apenas aos trabalhos pesados, como não haviam estudado e não aprenderam outros ofícios além dos braçais, porém, alguns conseguiram emprego no comércio.

O dia da consciência negra surgiu para lembrar o quanto os negros sofreram, desde a colonização do Brasil, suas lutas, suas conquistas. Mas também serve para homenagear àqueles que lutaram pelos direitos da raça e seus principais feitos.

Na data são realizados congressos e reuniões discutindo-se a história de preconceito racial que sofreram, a inferioridade da classe no meio social, as dificuldades encontradas no mercado de trabalho, a marginalização e discriminação, tratando-se também de temas como beleza negra, moda, conquistas, etc.

Mundo Educação

IV FEIRA CULTURAL DE PROGRAMAÇÃO HISTÓRIA



ATENÇÂO: Os organizadores da IV FEIRA CULTURAL comunicam: Em razão da morte do vereador Elson do Dadá, em respeito e solidariedade a todos os familiares e amigos, que no momento sofrem pela perca trágica do ente querido, a programação acima divulgada, foi adiada para esta sexta-feira, dia 23, seguindo os mesmos horários e locais já publicados.

Vice-prefeito Manoel da Polo emite nota de pesar pelo falecimento do vereador Elson do Dadá

Imagem relacionada
Neste momento de dor de todos os familiares e amigos do companheiro ELSON NASCIMENTO COUTINHO SILVA, o amigo Elson do Dadá, quero me unir às dezenas de araiosenses que hoje acordaram tristes com a notícia de sua repentina partida do nosso convívio. 

Nesta consternação, só nos cabe pedir a Deus que lhe ilumine e lhe dê paz, e que Deus dê conforto à sua família para que possam enfrentar esta imensurável dor com serenidade. 

Agradeço imensamente o tempo que pude conviver com ele, que será sempre lembrado pelo profissionalismo, generosidade, inteligência, competência e sensibilidade para lidar com as adversidades e conflitos humanos. Devemos sempre lembrar que Deus quer ao seu lado os melhores, e com certeza o nosso amigo já está ao lado do Senhor cumprindo uma nova missão. 

Deixo os meus mais sinceros pêsames aos familiares e amigos. 

Manoel da Polo 
VICE-PREFEITO MUNICIPAL DE ARAIOSES

TRAGÉDIA: Vereador de Araioses Elson do Dadá morre em grave acidente na cidade de Parnaíba

Resultado de imagem para vereador Elson do dadáO vereador Elson do Dadá, se envolveu em um grave acidente nesta madrugada 20, e não resistiu aos ferimentos e veio a óbito ainda no local, a tragédia aconteceu por volta das 2h da manhã desta terça-feira (20/11). 

O jovem ELSON NASCIMENTO COUTINHO SILVA, de 26 anos, natural de Araioses-MA, estava em seu segundo mandato de vereador no município, morreu nesta madrugada de terça-feira(20), após sofrer um acidente de trânsito na Avenida Princesa Isabel, na altura do supermercado Carvalho, na cidade de Parnaíba, vizinha de Araioses, distante apenas 75 quilômetros. 

Elson ocupava o cargo de presidente da Câmara de Vereadores de Araioses-MA. 



Testemunhas afirmaram que um carro modelo Toyota/Corola com placas de Parnaíba, tentava ultrapassar um outro veículo modelo Hilux, em alta velocidade quando o motorista perdeu o controle do veículo capotando e colidindo contra uma mureta de proteção, vindo de encontro a um poste da eletrobras. O bairro inteiro ficou sem energia elétrica. 

O carro só parou vários metros depois do local do Impacto, e ficou totalmente destruído. 



Agora pela manhã (20), uma equipe da Eletrobras já estava no local fazendo a substituição do poste de iluminação já que nas proximidades ficou sem energia devido a colisão. 

Foi preciso uma equipe do Corpo de Bombeiros, que foi até o local para retirar a vítima que ficou preso nas ferragens, para então o IML fazer a remoção do corpo do local do acidente.

Veja o vídeo:

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

'Eu também sou réu no Supremo, e daí?', diz Bolsonaro sobre ministra que deu incentivos à JBS

Tereza Cristina concedeu incentivos fiscais ao grupo na mesma época em que manteve parceria pecuária com a empresa
RIO DE JANEIRO

Presidente eleito, Jair Bolsonaro
Presidente eleito, Jair Bolsonaro - Reuters

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), minimizou reportagem segundo a qual sua futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS), concedeu incentivos fiscais à JBS enquanto manteve uma parceria pecuária com a empresa. À época, a hoje deputada federal era secretária do agronegócio de Mato Grosso do Sul.

“Eu também sou réu no Supremo, e daí?”, disse Bolsonaro, que responde a ação por incitação ao estupro.

“Afinal de contas sou um ser humano, posso errar, e, se qualquer ministro tiver uma acusação grave e comprovada, a gente toma uma providência. Neste momento, ela goza de toda a confiança nossa”, disse, ao visitar a competição mundial de jiu-jítsu Abu Dhabi Grand Slam, no Parque Olímpico da Barra (zona oeste do Rio de Janeiro).

Segundo a reportagem, publicada neste domingo (18), a deputada arrendava uma propriedade em Terenos (MS) aos irmãos Joesley e Wesley Batista para a criação de bois e, ao mesmo tempo, ocupava o cargo de secretária estadual de Desenvolvimento Agrário e Produção, no governo de André Puccinelli (2007 -2014), que foi preso em julho sob acusação de corrupção.

A política de incentivos fiscais do governo estadual está no centro da delação premiada fechada pela JBS com a Procuradoria-Geral da República no capítulo que tratou da corrupção em MS.

Em um período de 13 anos, até 2016, teriam sido pagos R$ 150 milhões em propina.

Ministros de Bolsonaro
Ministros de Bolsonaro
Tereza Cristina, no entanto, não é alvo de investigação nem de processo no âmbito da delação premiada.

A deputada federal é processada pela JBS em razão do negócio entre eles, que foi fechado entre 2011 e 2012. A empresa cobra na Justiça um total de R$ 14 milhões, em valores atualizados.
Tereza Cristina nega irregularidade. Procurada, a JBS não se pronunciou.

Folha de São Paulo

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA: Câmara de vereadores e prefeitura de Araioses ainda não cumprem a lei devidamente

Por Marcio Maranhão 
Resultado de imagem para fiscalização do dinheiro publicoApesar de publicada em 2011 e em vigor desde 16 de maio de 2012, a Lei nº 12.527/2011, conhecida como Lei de Acesso à Informação - LAI, que regulamenta o direito, previsto na Constituição, de qualquer pessoa solicitar e receber dos órgãos e entidades públicos, de todos os entes e Poderes, informações públicas por eles produzidas ou custodiadas, ainda não é uma realidade possível aos cidadãos araiosenses. 

Ainda que prefeitura e mais recente a Câmara de vereadores, por pura pressão do Tribunal de Contas Estadual, tenham colocado no ar seus respectivos portais da transparência, as informações ainda são escassas, incompletas ou confusas de mais para que simples cidadãos possam compreender e realizar a fiscalização, na garantia de que os recursos públicos sejam bem empregados. 

No site da prefeitura, faltam detalhes sobre serviços realizados, contratos de exercícios inteiros e ausência total de valores unitários de produtos comprados, sem falar em tantas outras informações desencontradas e confusas, que parecem estar ali com o único propósito: Confundir o cidadão e criar embaraços no visitante. 

Câmara e prefeitura devem estar confundindo, talvez por conta do nome do portal, a Lei da Transparência (LC 131/2009), criada para divulgar de forma técnica e em tempo real a receita e despesas das entidades pública, com a Lei de Acesso à Informação que diz respeito às informações públicas e permite a qualquer pessoa que esteja interessada solicitar documentos ao órgão público fazendo o pedido sem qualquer justificativa. Isso significa que toda prefeitura precisa ter em seu site um link que direcione o usuário a uma página onde ele poderá fazer suas solicitações, como por exemplo; quais as atividades desenvolvidas pelo prefeito durante sua candidatura. E por essa razão, as informações devem ser claras e detalhadas, para que seu conhecimento por parte da população contribua para aumentar a eficiência do Poder Público, diminuir a corrupção e elevar a participação social. 

Quando, onde e como estão gastando nosso dinheiro? O acesso a informação é direito do cidadão araiosense e dever da câmara de vereadores e prefeitura de Araioses.
Resultado de imagem para fiscalização do dinheiro publico

Topete é preso pela Polícia de Araioses por suposto tráfico de drogas e posse de armas

Topete
Nas primeiras horas da manhã de hoje, 19/11/2018, a POLICIAL CIVIL DO MARANHÃO, por intermédio da DELEGACIA DE ARAIOSES-20ª DRB, contando com o apoio operacional dos policiais dos Destacamentos de POLÍCIA MILITAR de ARAIOSES e ÁGUA DOCE DO MARANHÃO – 16º BPM deflagrou operação NARCOS visando dar cumprimento à mandado de busca e apreensão que tinha como alvo a residência de FRANCÉLIO CARLOS DA SILVA SANTOS, vulgo “TOPETE”.

O referido Suspeito já vinha sendo investigado meses pela prática do crime de TRÁFICO e a deflagração da referida operação foi antecipada em virtude de informações de que na manhã de ontem, o mesmo teria receptado uma arma de fogo subtraída das dependências do Banco do Bradesco desta cidade, fato registrado nesta quinta-feira, 15/11/2018, durante o plantão policial.
Na operação foram presos em flagrante o alvo FRANCÉLIO CARLOS DA SILVA SANTOS, vulgo “TOPETE”, 27 anos, e sua companheira SIMONE VIEIRA ALVES DA SILVA, 34 anos, após na residência destes serem apreendidos:


Uma Geladeira Eletrolux DF42X, inox, registro nº 005404/2016;

Uma TV Samsung preta, 50 polegadas, registro nº 05992/2007;

Um Smartphone Samsung J7 prime, branco e rosa;

Um Smartphone Motorola, Moto G, azul;

Um Smartphone Sony Xperia, preto;

Um Smartphone Samsung J2 prime, rosa;

Um Celular LG, preto;

Uma Motocicleta XTZ, placa NIW 3058, ano 2011, chassi 9C6KE1060B0010429, cor preta;

Aproximadamente seiscentos e oitenta gramas de substância semelhante a maconha prensada em dois tabletes grandes e também em pequenas porções;

Aproximadamente quatrocentos e vinte gramas substância semelhante a crack em três grandes pedras e outras de tamanho médio;

Aproximadamente trinta e cinco gramas de substância semelhante a cocaína em três pedras de tamanho médio e uma pequena;

Cento e noventa e três pedras de substância semelhante a crack, embalados individualmente em sacos plásticos;

Noventa e seis pinos (embalagem para acondicionar cocaína);

Uma de balança de precisão, marca XTRAD;

Uma munição calibre 32 (intacta);

Três Relógios, sendo 01 Tecnos cromado, 01 Lince dourado e 01 Champion dourado;

Um Revólver, calibre 38, Rossi, nº 376176, FURTADO DO BANCO BRADESCO NO DIA 15/11/2018;

Um Revólver, calibre 32, nº 61007;

Três pacotes de sacos plásticos (apetrechos para embalagem de droga);

Duas caixas de lâminas Wilkinson Sword (apetrechos para cortar de droga);

R$ 6.022,00 (seis mil e vinte e dois reais), em espécie;

Simone foi autuada pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico e Topete foi autuado pelos crime de tráfico e associação para o tráfico, posse irregular de arma de fogo, receptação e corrupção ativa, este último por ter tentado subornar o Delegado Titular da Delegacia de Araioses ao propor-lhe que ficasse com o dinheiro apreendido na casa e não efetuasse as prisões.

Ambos os flagranteados serão transferidos para alguma das Unidades Prisionais do Estado, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.
As investigações acerca do furto ocorrido no Bradesco seguirão à cargo da Delegacia Especializada, com o apoio da Delegacia de Araioses.

Mais uma vez lembramos que o sucesso das operações policiais depende da colaboração da população, que pode denunciar ou dar informações de forma anônima através dos telefones: (98) 3478-1567 e (98) 98613-8877, no WhatsApp Denúncia da Polícia Civil.

Por Dr. Raphael Reis – Delegado de Araioses

Bolsonaro poderá privatizar Parque dos Lençóis Maranhenses

Foto reprodução da internet
O governo do presidente eleito Jair Bolsonaro receberá de Michel Temer um plano para privatizar nove parques nacionais que serão abertos à visitação, na tentativa de aliar a preservação ambiental ao turismo. O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, no Maranhão, é uma das áreas incluídas na proposta. 

Apenas 53 unidades de conservação ambiental podem receber visitas do total de 324. Entre os outros oito parques que podem ser privatizados por um período de 20 anos estão a Serra da Canastra, a Chapada dos Guimarães e o Parque Nacional de Jericoacoara. A informação foi noticiada pelo jornal paulista O Estado de S. Paulo. 

Estima-se que as privatizações rendam R$ 140 milhões em outorgas e R$ 153 milhões em investimentos privados. 

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses 

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, criado em 02 de junho de 1981 pelo Decreto nº 86.060 de, é o maior campo de dunas da América do Sul e compreende uma área de 155 mil hectares. O Parque localizado no Maranhão abrange três municípios, Barreirinhas, Santo Amaro e Primeira Cruz. O Parque é uma unidade de conservação federal, gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), entidade vinculada ao Ministério do Meio Ambiente. 

O Imparcial

sábado, 17 de novembro de 2018

Por atraso no pagamento dos servidores, Ministério Público pede afastamento de prefeito

Imagem relacionada
Apesar de servidores da educação amargarem constantes atrasos e professores terem sido obrigados a todo tipo de humilhação para receberem suas férias, o que ainda não aconteceu, diga-se de passagem. E, sem falar dos inúmeros contratados com dois, três e até seis meses aguardando um único salário, o caso em destaque não se refere à situação do prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves, e sim, Gilsimar Pereira, gestor do município de São Pedro da Água Branca, que não paga o salário do funcionalismo municipal há três meses. 

O Ministério Público do Maranhão requereu, no último dia 7, em Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa, o afastamento liminar do prefeito de São Pedro da Água Branca, Gilsimar Ferreira Pereira, o Pelezinho (PSB), e do secretário municipal de Finanças, Samuel Souza, respectivamente, de seus cargos. 

Formulada pela promotora de Justiça Glauce Mara Lima Malheiros, a ação foi motivada pelo atraso de três meses no pagamento de salários do funcionalismo municipal. “A falta de pagamento e o atraso reiterado prejudica toda a economia de São Pedro da Água Branca porque o comércio gira em torno do funcionalismo público e dos benefícios sociais”, enfatiza Glauce Malheiros. 

Segundo divulgou a assessoria do MP/MA, o valor atual do débito é R$ 801,4 mil. 

Em investigação, o órgão verificou que os repasses federais e estaduais têm sido feitos regularmente, sem alterações, o que não compromete as finanças da gestão de Gilsimar Pereira. A prefeitura, porém, justifica que o atraso vem ocorrendo em razão de alegada diminuição na arrecadação do Imposto Sobre Serviços (ISS). 

A questão é recorrente no município. Em 2012, o problema resultou no afastamento do prefeito à época, Vanderlúcio Ribeiro (MDB), que se reelegeu e ainda emplacou o atual prefeito no cargo. 

Pedidos 
MP pede o afastamento do prefeito de São Pedro da Água Branca
Prefeito Gilsimar Pereira
Nas manifestações, o MP/MA requer a condenação dos réus por improbidade administrativa, o que implica na perda de direitos políticos pelo prazo de cinco a oito anos e pagamento de multa civil até o dobro do dano. 

As penalidades incluem, ainda, a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.

Flávio Dino rebate governadores que defendem fim da estabilidade para servidores

“Problema do Brasil é a falta de crescimento econômico, que arrasou com as finanças públicas. Tirar estabilidade dos servidores não vai resolver o problema”, disse o governador do Maranhão

Foto: Reprodução/G1

Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, reeleito para seu segundo mandato, publicou em sua conta no Twitter uma mensagem rechaçando reivindicação de vários governadores eleitos, no sentido de acabar com a estabilidade dos servidores públicos. “Esclareço que não me incluo nesse conjunto. Problema do Brasil é a falta de crescimento econômico, que arrasou com as finanças públicas. Tirar estabilidade dos servidores não vai resolver o problema”, destacou.

Esta semana, durante um encontro realizado em Brasília, governadores eleitos de 19 estados entregarem uma carta a Jair Bolsonaro, solicitando a flexibilização dos critérios que regem a estabilidade dos servidores públicos.

O documento, que recebeu o nome de “Cartas dos Governadores”, apresenta 13 pontos considerados prioridades para o novo governo, entre eles, reforma da Previdência e tributária; alteração da Constituição para que os estados possam explorar concessões portuárias e de infraestrutura aeroportuária, além dos serviços de energia elétrica; flexibilização da estabilidade dos servidores públicos, entre outros.

Revista Fórum

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

MAIS UMA INDICAÇÃO POLÍTICA: COM NOVO CHANCELER, BRASIL VIRA ANÃO DIPLOMÁTICO E PÁRIA INTERNACIONAL

Comércio e 'soft power' correm risco com chanceler bolsonarista
247 - Uma dura crítica à indicação do diplomata Ernesto Araújo para o cargo de ministro das Relações Exteriores partiu da Organização Não Governamental Observatório do Clima. 

Em nota divulgada nesta quinta-feira, 15, a ONG classificou de "estarrecedora" a escolha do presidente eleito Jair Bolsonaro, dizendo que as posições assumidas pelo diplomata em artigos e outras publicações de sua autoria podem fazer do Brasil um "anão diplomático e um pária global".

Onze municípios maranhenses têm FPM bloqueado: Araioses de fora dessa vez




Por Marcio Maranhão 
Foi divulgada a lista dos municípios com solicitação de bloqueio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), impedidos de receber o repasse por alguma irregularidade. Na maioria dos casos, são identificados débitos por inadimplência no Regime Geral de Previdência Social (RGPS), ou por inadimplência do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP), na RFB. Os municípios que estiverem na lista devem procurar a Superintendência da RF da sua região e providenciar a regularidade do débito. 

A retenção do recurso é geralmente efetuada no dia 13, impedindo a liberação dos recursos dos dias 20 e 30 do mês até a sua regularização. 

Para obter a liberação do recurso retido, é necessário contatar o órgão regional responsável pela retenção. Para o caso de retenção do PASEP, o município deverá regularizar sua situação na Delegacia Regional da Receita Federal do Brasil que, por sua vez, providenciará a regularização. 

Araioses apesar de problemas no pagamento do PASEP de vários servidores, não figura na lista. Confira a relação dos municípios maranhenses que tiveram FPM bloqueado.


terça-feira, 13 de novembro de 2018

A caminho do hospício

O próximo governo vai realizar uma verdadeira revolução cultural para impor a lei do mais forte e um projeto que nega os valores da civilização

mamaefalei.jpg

No país material e moralmente devastado pelos efeitos do golpe de 2016, Jair Bolsonaro prepara-se para exercer a Presidência da República. Há quem o defina como fascista ou nazista, de extrema-direita ou super-reacionário. Bolsonaro, entretanto, é tão único como será seu governo e o próprio Brasil. Qualquer comparação é impossível.

Estamos diante da exasperação de tudo quanto sofremos em dois anos e alguns meses, através de uma série de atentados à razão.

Os ricos se dão ares de contemporaneidade do mundo, e ignoram o miserável estado da sua incultura e da sua imoralidade, a maioria pobre não passa de uma grei incrédula e sempre amedrontada, pronta a dar seu aval não a um populismo rasteiro, e sim ao reinado da violência demente. Não há exemplo igual, ou mesmo parecido.

Valores e princípios da civilidade são sepultados com o apoio do exército de ocupação e o beneplácito do Judiciário que jogou ao lixo a Constituição e permitiu todos os desmandos praticados pelo estado de exceção, e até se antecipou ao futuro presidente pela boca de um certo Toffoli, capaz de revisar a história dos últimos 54 anos na definição do golpe de 1964, do qual resultou a ditadura, como “movimento”.

Ali está, no soturno palácio do Supremo o grupelho pomposo que se prontifica a legalizar a ilegalidade, embora ninguém seja tão representativo da injustiça como Sérgio Moro, ministro da Justiça dotado de plenos poderes para fiscalizar a vida de todos, o inquisidor de Curitiba em quem Luigi Ferrajoli identificou “a negação da imparcialidade”.

Só no Brasil o fenômeno Bolsonaro, primitivo, desvairado, delirante, seria possível. Leiam, na página ao lado, os pontos principais da ação do próximo governo e entendam por que se trata da proposta de uma verdadeira revolução cultural a colocar pobres contra pobres.

A mais falada revolução cultural do século passado, promovida por Mao Tsé-tung ao cabo da Longa Marcha, foi tão comentada a ponto de levar um enfant gâté de uma belle époquenova-iorquina a brindar o mundo da arte moderníssima com o retrato do líder chinês, realizado com a técnica de colorir ao acaso uma foto prismada. Andy Warhol inspira a capa da edição de CartaCapital desta semana.

Quanto à revolução, destinada a derramar cada vez mais sangue nas calçadas, ela assume propósitos mais largos. É a revolução que prega a lei do mais forte ao sabor do ódio desmotivado, o entreguismo amplo, geral e irrestrito, a repressão na mira do fuzil, a reedição da arcaica visão de que atrás de cada esquina agacha-se um comunista degustador de criancinhas.

Segundo o pensador do bolsonarismo, Olavo de Carvalho, FHC é comunista e não vai faltar quem acredite. É a conclusão de um enredo de 518 anos, a moral de uma história excepcionalmente sombria, a infelicitar um país credenciado a ser potência mundial e enfim reduzido a escombros.

Neste momento, minha única esperança é que a razão nasça da loucura, algum dia que almejo próximo. No mais, aviso: cidadãs e cidadãos, vocês nunca verão terra igual à de Bolsonaro.

Carta Capital

ANIMAIS NO CONTROLE: Governo de Cristino tem transformado cidade em um grande zoológico propício a todo tipo de acidente



Por Marcio Maranhão 
Jumentos, bois, cavalos, cachorros e até porcos já se sentem os donos da cidade e desfilam empoderados por todos os cantos do município. 

Animais soltos em via pública, são considerados uma ameaça à segurança no trânsito e consequentemente a vida das pessoas. Além da segurança, envolve questão de saúde pública, já que podem transmitir doenças e reviram sacos de lixo doméstico. 

Negligência do governo de Cristino em promover uma política de controle de animais nas ruas de Araioses e ao longo da MA 345, principalmente no trecho entre a sede do município e o povoado Placa, principal acesso da cidade, continua causando acidentes de toda sorte e inúmeros prejuízos a particulares e aos cofres públicos, seja na reparação de danos ao patrimônio coletivo ou no tratamento de vítimas envolvidas nos incontáveis casos, que se intensificaram nessa administração, que até o momento não apresentou uma proposta sequer para a problemática, representando um verdadeiro retrocesso, uma vez que as últimas duas administrações tiveram políticas públicas de combate ou amenização dos transtornos causados pela livre circulação de animais em logradouros públicos. 

O cruzamento de braços do prefeito, já ceifou vidas e tem causado uma infinidade de transtornos ao município, que somente um prefeito que não participa da vida da cidade é capaz de ignorar. 

Somente entre o povoado Pirangí ao Bairro Cumprida, é possível observar a carcaça de 4 jumentos nas margens da pista, sem falar em cachorros, gatos e outros bichos que causam inominável transtorno à população e juntam em torno de seus corpos em decomposição dezenas de urubus, que agravam ainda mais o risco de acidentes. 

Ao contrário da Câmara de vereadores, o poder judiciário já fez algo, por meio de uma portaria, mas se o próprio prefeito a ignora, imagine a população! 



Dr. Marcelo e Dra. Jerusa 

A Dra. Jerusa de Castro Duarte Mendes Fontenele Vieira, na época Juíza Titular da Comarca de São Bernardo e Dr. Marcelo Fontenele Vieira, Juiz Titular da Comarca de Araioses, assinaram conjuntamente uma Portaria determinando que os donos de quadrúpedes ruminantes (gado, cavalos, mulas, jegues etc.), além de porcos e cães, prendessem seus animais, na tentativa de impedir a livre circulação desses bichos na via principal de tráfego, da MA-345 e MA-034, em toda sua extensão. 

A Portaria Unificada nº. 1/2011- GJ, de 22 de junho de 2011, concede prazo de 10 dias para o cumprimento das determinações contidas nela. Decorrido este prazo de 10 dias sem o cumprimento da determinação judicial, os animais que forem encontrados às margens das rodovias MA 345 e 034, serão apreendidos e custodiados na Comarca de São Bernardo. 

Após noventa dias de apreensão, os animais cujos donos não forem identificados, e não reclamados, serão levados a hasta pública na forma do art. 32 do código Nacional de Trânsito. 

O descumprimento ao estabelecido na portaria, por qualquer pessoa, implicará no cometimento de crime de desobediência, devendo aquele que assim proceder ser imediatamente conduzido à delegacia para as providências necessárias.

COLUNISTA DO ESTADÃO É CENSURADA E DEMITIDA POR CRITICAR BOLSONARO


Revista Fórum - A colunista Ruth Manus foi demitida, nesta segunda-feira (12), do Estadão, por ter feito coluna criticando o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

A colunista publicou em sua conta no Facebook, nesta terça-feira (13), texto na terceira pessoa onde explica que, "uma moça chamada Ruth, que escrevia para um grande jornal brasileiro", em agosto, publicou uma coluna onde "criticava um certo candidato à presidência do país" e, por conta disso, "foi surpreendida com uma ligação do jornal proibindo-a de se manifestar sobre política por prazo indeterminado".

Ruth afirma que reagiu à proibição e disse à direção do jornal que "caso eles não estivessem dispostos a preservar sua liberdade como colunista, que ficassem à vontade para rescindir o seu contrato".

Ao final da nota ela afirma: "Quem quiser seguir me acompanhando, será muito bem-vindo na minha página do facebook, no meu instagram, no Observador- jornal português no qual escrevo desde 2016 com total respeito e liberdade- e, futuramente, em outros espaços que façam sentido. Obrigada pelos anos de leituras atentas".

Leia, abaixo, o texto na íntegra: 

"Era uma vez uma moça chamada Ruth, que escrevia para um grande jornal brasileiro. Escreveu durante anos, sobre amor, humor e tantas outras coisas sérias e indispensáveis, com liberdade e boas intenções. Impressionou com seus números de audiência e foi premiada três vezes pelo jornal.

Acreditando, ainda, na liberdade que julgava ter, escreveu no fim de agosto um texto que criticava um candidato à presidência do país. Foi surpreendida com uma ligação do jornal proibindo-a de se manifestar sobre política por prazo indeterminado. Assustou-se, não esperava uma coisa dessas em pleno ano de 2018. Escreveu para o jornal, lembrando-os de que fora contratada para escrever colunas com tema livre e dizendo que essa conduta de censura não fazia sentido para ela, sobretudo pelo fato deles saberem que ela era advogada e professora de Direito.

Como seria possível não falar sobre política? O que não é política? Direito envolve política, minorias envolvem política, feminismo envolve política, sociedade envolve política, relacionamentos envolvem política. Liberdade é pura política- e sua ausência, ainda mais. Disse que não estava disposta a escrever com medo, pisando em ovos e que, caso eles não estivessem dispostos a preservar sua liberdade como colunista, que ficassem à vontade para rescindir o seu contrato.

Algumas semanas depois- ontem, no caso- foi comunicada acerca do seu desligamento.

Saio do Estadão com tranquilidade e com a certeza de que fui absolutamente coerente com aquilo em que acredito. Tenho orgulho da minha trajetória lá dentro, ao longo de quase 5 anos, assim como tenho orgulho da minha saída, sobretudo no momento que o Brasil atravessa. Agradeço a todos os que trabalharam comigo no jornal, agradeço pelo espaço que tive ao longo desses anos e lamento profundamente que a liberdade de expressão já esteja sendo tão relativizada no Brasil.

Continuarei escrevendo com a mesma alegria, com a mesma coragem e com a mesma fé. Quem quiser seguir me acompanhando, será muito bem vindo na minha página do facebook, no meu instagram, no Observador- jornal português no qual escrevo desde 2016 com total respeito e liberdade- e, futuramente, em outros espaços que façam sentido. Obrigada pelos anos de leituras atentas. Seguimos juntos. Isso foi só o começo."

EM NOVO RECUO, BOLSONARO DIZ QUE TRABALHO MANTERÁ STATUS DE MINISTÉRIO

247 com Reuters - O presidente eleito, Jair Bolsonaro, realizou um novo recuo nas decisões anunciadas do futuro governo. O ministério do Trabalho, cuja extinção havia sido confirmada por ele, não será mais incorporado e continuará como ministério. 

"Vai continuar com status de ministério, não vai ser secretaria não", declarou o presidente eleito, em entrevista coletiva na saída de visita ao STM (Superior Tribunal Militar), em Brasília. "Vai ser ministério 'disso', 'disso', 'disso' e Trabalho", explicou, sendo questionado em seguida se haveria, então, uma fusão. "Tanto faz. É igual [o atual] Ministério da Indústria e Comércio. O que vale é o status [de ministério]", complementou, segundo noticiou o UOL. Ele disse ainda que não tem o nome do futuro ministro desta pasta.

Bolsonaro disse também que pretende participar de uma audiência com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e procurou minimizar um eventual mal-estar com os presidentes das duas Casas Legislativas. Ele disse que houve um "mal-entendido" que levou ao cancelamento das audiências com as duas autoridades na manhã desta terça-feira. Ele disse que pretendia apenas rever colegas da Câmara e que sua assessoria tinha achado que era para marcar reuniões formais com Maia e Eunício.

"Houve um mal-entendido... quero entrar no plenário, apertar a mão dos deputados, meus amigos, dar um abraço neles e a partir daí uma audiência com o Rodrigo Maia e depois também com o Eunício. Eu não tenho problema de falar com eles e nem eles para falar comigo", disse.

Segundo Bolsonaro, está previsto um café na quarta-feira com Maia. Ele destacou que, se o encontro não ocorrer, na próxima semana vai haver "com certeza".

A movimentação de Bolsonaro visa a reduzir um desconforto no Congresso, após o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, ter dito na semana passada que era necessário dar uma "prensa" nos parlamentares para aprovar a reforma da Previdência ainda este ano.

MEIO AMBIENTE E SAÚDE

Bolsonaro também disse que talvez anuncie ainda nesta quarta-feira o nome do futuro ministro do Meio Ambiente, dizendo que tem dois nomes em análise e que pode surgir um terceiro. Ele fez uma rápida avaliação do perfil e das demandas.

Para Bolsonaro, é preciso "alguém que tenha vontade e iniciativa para mudar muita coisa ou alguma coisa de modo que destrave a questão ambiental".

"A questão de licenças ambientais tem atrapalhado muito o desenvolvimento do Brasil", afirmou.

O presidente eleito admitiu, ainda, que o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) é um dos cotados para assumir o Ministério da Saúde.

"Olha só, ele é muito bem quisto por grande parte dos médicos de todo o Brasil, a própria frente parlamentar da saúde é simpática à ideia dele. Deixou um rastro de bom serviço lá em Mato Grosso do Sul. Então é um nome que está sendo cogitado sim", afirmou.

Bolsonaro disse que a indicação do general da reserva do Exército Fernando Azevedo e Silva para o cargo de ministro da Defesa, anunciada mais cedo nesta quarta-feira, não foi sugestão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Azevedo e Silva é atualmente assessor especial de Toffoli.

O presidente eleito disse que o escolhido fez um "estágio" com Toffoli, mas que a escolha foi feita pela equipe dele e confessou ter ouvido o também general da reserva do Exército Augusto Heleno para bater o martelo dessas questões. Heleno é um dos mais próximos auxiliares de Bolsonaro e chegou a ser confirmado ministro da Defesa, mas foi deslocado para o Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

Cadê nosso dinheiro, quando será o nosso pagamento?


Hoje (13) um grupo de vigias, operacionais e agentes administrativos que trabalham na educação do município estiveram na prefeitura de Araioses e no Ministério Público.

Na pauta: os salários desses servidores que estão atrasados há vários dias.

Na prefeitura cobraram pelos vencimentos atrasados. “Cadê nosso dinheiro”? E como resposta receberam um não.

De lá foram até o Ministério Público denunciar o atraso de seus salários.

Depois da peregrinação de hoje apenas uma certeza: vão continuar sem saber o que fazer de suas vidas, pois o pagamento agora virou uma grande interrogação.

Não foi para isso que esse prefeito foi eleito.



Por Daby Santos

Cerca de 9 mil famílias da região de Parnaíba já retiraram o kit gratuito distribuído pela Seja Digital

Com o desligamento do sinal analógico de TV se aproximando, a entidade reforça as ações para distribuir outros mais de 25 mil kits gratuitos às famílias de Parnaíba, Araioses e Ilha Grande

Resultado de imagem para seja digitalEsta semana, a Seja Digital atingiu o patamar de cerca de 9 mil kits gratuitos distribuídos para as famílias da região de Parnaíba. A distribuição do kit gratuito, que conta com antena digital e conversor com controle remoto, é uma das missões da Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos, criada por determinação da Anatel para operacionalizar a migração do sinal analógico de TV para o digital.
O desligamento do sinal analógico de TV em Parnaíba, Araioses e Ilha Grande está previsto para acontecer no dia 05 de dezembro. Após essa data só será possível assistir à programação da TV aberta por meio do sinal digital. “Temos ainda mais de 25 mil kits para serem distribuídos e não vamos deixar ninguém para trás”, afirma Luciane Soares, gerente regional da Seja Digital. Para saber se tem direito ao kit, a população deve ligar gratuitamente para o número 147 ou acessar o portal sejadigital.com.br/kit com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos.

Instalação Premiada

Instalando o kit gratuito, as famílias ainda podem participar do sorteio de prêmios de R$2 mil, em cartões pré-pagos. Para concorrer, basta anotar o código que aparecerá na tela da TV, após a instalação dos equipamentos, e fazer o cadastro também no site da Seja Digital. O próximo sorteio será em 21/11 e o nome dos vencedores será divulgado no site da Seja Digital e também em sua página no Facebook. Retire o kit gratuito, instale os equipamentos e participe!

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Luzes acesas de postes durante o dia geram prejuízos aos araiosenses e fazem falta na maioria das ruas do município a noite



Por Marcio Maranhão 
As condições não estão nada favoráveis, mas o desperdício no gasto de energia elétrica está acontecendo por quem mais deveria dar o exemplo. Nos últimos dias, nossa redação observou em várias ruas do município, lâmpadas da iluminação pública acesas, mesmo com sol brilhando forte. 

A Agência Nacional de Energia Elétrica- ANEEL- informam que as condições de geração de energia não estão nada fáceis. O que levou o órgão a decretar bandeira vermelha, que é quando a energia sofre um acréscimo de R$3,00 em cada 100kwh, várias vezes durante o ano. O aumento é justamente para que as pessoas reduzam o consumo até que se normalizem as condições. 

Resultado de imagem para cemar e o desperdicio de energiaMas parece que isso não é problema para a prefeitura de Araioses, justamente porque a conta quem paga é o cidadão araiosense. 

Enquanto a CEMAR pesa a mão sobre o contribuinte para compensar os enormes gastos com serviços e distribuição de energia, em plena luz do dia, postes de iluminação pública em todo o município de Araioses desperdiçam energia com lâmpadas acesas. Quase a totalidade das ruas da cidade apresentam problemas de iluminação pública, “A NOITE”, porque durante o dia o que mais se ver nas ruas são lâmpadas em postes e prédios públicos acesas. 

Segundo o engenheiro eletricista Clayton Vabo, em reportagem semelhante no portal G1, o problema é a falta de manutenção. O descaso custa caro. 

"Essa lâmpada vai queimar mais rápido e essa perda que se vai ter ali, além da perda energética do consumo, vai se refletir certamente em algum custo maior para o serviço que a população paga de iluminação pública", explicou o engenheiro. 

Imagem relacionada
“É errado pagar por uma coisa desnecessária. Cobrança injusta, irregular. De dia fica acesa, à noite apaga, vira um breu”, reclama uma moradora. 

“Alguém tem que tomar uma providência, porque é a gente que tá pagando isso daí, sai do bolso da gente isso daí”, desabafou um consumidor. 

O vereador Arnaldo Machado já acionou o Ministério Público a esse respeito, a exatos um ano atrás, mas até hoje nenhuma providência foi tomada de nenhum órgão competente. 



Nada de novo em Araioses, apenas mais de um governo ruim sobre o mesmo, população acomodada

Passados alguns dias sem publicar nada no Blog Marcio Maranhão por motivos de saúde na família, retornando hoje dia 12, muitos amigos leitores vinham nos perguntando quais foram e são as novidades no município nesse período de ausência. A resposta, não poderia ser mais fática: Nenhuma novidade é possível com uma situação de total incompetência administrativa (no âmbito público, porque na vida e nos negócios privados do prefeito e sua família as coisas parecem irem muito bem, obrigado!), somado a uma população que se lamenta de braços cruzados. 

E para o futuro 

Se é pra frente que se anda, não nos resta alternativa, se não seguir em frente, embora o futuro não nos pareça mais ou menos promissor. Em esfera maior venceu o vazio aliado ao ódio, no estado a novidade é a continuação, com o bônus do enfraquecimento ainda mais da oligarquia, que mesmo não exercendo o poder, mantinha ainda forte influência nos três poderes maranhense, sem falar em sua supremacia na mídia em todas as plataformas. Em nossa micro realidade, a atmosfera é turva. Embora Cristino não tenha tido o melhor dos desempenhos eleitorais em prol dos seus candidatos, o prefeito teve a clara e nítida certeza que com a máquina administrativa nas mãos e alguns punhados de dinheiro para a campanha, se faz ódio virar amor em instantes, além de esvaziar grupos adversários, despenando pré-candidatos de suas lideranças a ponto de lhes restar apenas a vergonha. 

Com tantos pré-candidatos à prefeitura de Araioses em 2020, já passam de 8 os pretendentes, Cristino é nome natural para se manter na cadeira. É ingênuo quem não percebeu ainda o poder de Cristino de fazer estragos em tudo e a todos. 

Marcio Maranhão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...