Páginas

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

RUA INDIGNA E ESQUECIDA: abandonados pelo prefeito Cristino, moradores fazem eles próprios rua prometida à vários governos

Por Marcio Maranhão

Quando um gestor não faz nem sequer o básico pela população que lhe confiou um mandato, deixando à própria sorte áreas vitais a qualquer governo que se preze como saúde, educação, administração e assistência social, não há mais nada a esperar de positivo.

Cristino que em quase dois anos de governo ainda não cumpriu uma promessa feita em campanha. Esqueceu de vez quando esteve em João Peres, pelas Ruas Cruzeiro e Travessa Cruzeiro, do povoado que possui o segundo maior colégio eleitoral do município, prometendo calçar ou piçarrar os citados logradouros.

Cansados de esperar, os próprios moradores se juntaram e com recursos próprios compraram três caçambadas de piçarra. Em mutirão espalharam e fizeram eles próprios com menos de quinhentos reais a tão aguardada rua.

E as ruas que antes eram somente de areia, dificultando o trânsito dos moradores com suas bicicletas, motos e até a entrada de carros para serviços essenciais como socorrer paciente em casos de doença, agora com a cobertura de piçarra deram mais dignidade aos moradores que sempre foram esquecidos pelo poder público.




Os moradores que ajudavam no mutirão, lembraram que Cristino não foi o primeiro prefeito a prometer calçar as ruas em torno do campo, Luciana e Valéria também prometeram e após os oito anos dos mandatos das ex-prefeitas, nada havia sido feito. 

Na campanha do atual prefeito, ele próprio caminhou pelas ruas e sentiu a dificuldade dos moradores, inclusive apelidou uma das ruas de “Rua Esquecida”, mas após quase dois anos de governo, Cristino repetiu o feito das antecessoras e simplesmente esqueceu do povo, que havia lhe confiado o voto na esperança que lembrasse de suas promessas.

Fernando Silva, que teve a iniciativa e incentivou os moradores em prol das ruas, falou sobre o projeto. “Como você pode ver, não custou muitos recursos e nem muito tempo, o que fizemos com menos de quinhentos reais e em apenas uma manhã, a prefeitura poderia fazer com menos, comprando em grande quantidade e em questão de horas, com suas maquinas, fazer muito mais. Mas falta vontade política e sensibilidade com as pessoas que mais precisam”. Fernando ainda lembrou que antes em caso de doença, o paciente tinha que ser carregado nos braços até chegar na parte calçada, porque a ambulância não entrava na rua por ser somente de areia.

“As crianças podem andar de bicicleta na porta de suas casas e quem tem sua moto, pode sair tranquilo para o seu trabalho, tudo isso feito com muito pouco dinheiro e a união de alguns moradores. Esperamos que isso sirva de lição para nosso prefeito, que está convidado para prestigiar nossa inauguração ainda com data não marcada”, concluiu Fernando acompanhado pelos amigos que reafirmaram suas palavras, Clodomiro Diniz e Michael.

Exemplos como esse dado pelos moradores de João Peres, vem se repetindo por todo o município, fruto do abandono do prefeito, que após sua eleição virou as costas para o povo e nossa cidade. Ruas sem iluminação, esburacadas e sujas, crianças sem merenda e escolas sem nenhuma condição de funcionamento, professores sem receber suas férias e operacionais e vigias com salários atrasados, postos de saúde e hospital sem remédio, estrutura e profissionais suficiente para atender a população. Assistência Social sem um programa relevante, enquanto famílias inteiras de araiosenses passam fome e caem no desespero das drogas.














Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...