Páginas

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Um prefeito a cada 8 dias é cassado no Brasil

Imagem relacionada
Por Marcio Maranhão 
Contrariando o senso comum, no Brasil se cassa prefeito e se cassa muito. Levantamentos realizados em anos anteriores dão conta que um prefeito é cassado a cada semana no país. Não há dados mais recentes, mas considerando os anos pesquisados 2016, 2017 e meados de 2018, as proporções se mantiveram. 

Desde a introdução de artigo na lei eleitoral que trata da compra de votos, em 1999, o Brasil se tornou o país que mais cassa mandatos no mundo. A Justiça cassa em média 5% dos prefeitos eleitos no país desde as eleições de 2000, disse o advogado Frederico Alvim, em debate que tratou do tema em congresso sobre direito eleitoral em junho de 2018 na cidade de Curitiba. 

"Nos últimos anos, isso dá um prefeito cassado a cada oito dias, em média", disse Alvim, que é funcionário da Justiça Eleitoral. O Brasil tem 5.570 municípios. O principal motivo é que, com a mudança na legislação introduzida em 1999, a compra de um único voto avaliza que o político tenha seu mandato cassado. 

Embora os números aparentem justiça sendo feita, na grande maioria das cidades o sentimento é que o judiciário é muito lento, ou trabalhe em desarmonia com os anseios sociais. E, pelo menos nesse ponto, a democracia é aleijada. O povo bota, mas o povo não tira, mesmo quando se acumulam suspeitas de irregularidades como é o caso de Araioses. 

Outra situação, é o que acontece em muitos municípios país à fora, onde, após os quatro anos de mandato, o povo não reúne mais forças dignificantes para enxergar e livrar-se do mal. O poder libertador do voto é subjugado pelo poder econômico e homens maus se perpetuam no poder apoiados por escravos sem grilhões. 

Pelo menos nessa situação, Araioses tem passado bem longe, historicamente o município não reelege prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...