Páginas

segunda-feira, julho 03, 2017

1º CAMPEONATO DE BEACH SOCCER, PROCISSÃO DE BARCOS E QUADRILHAS JUNINAS... Final de semana movimentado em Araioses apesar de Cristino

Esporte, lazer e cultura sobrevivem em Araioses apesar da falta de apoio de Cristino e total abandono do poder público, que deveria incentivar essas áreas importante para o desenvolvimento sadio de qualquer sociedade.

Promovido pela Associação Araiosense de Beach Soccer – AABS, a primeira edição do Campeonato Araiosense de Beach Soccer categoria Sub 20 iniciou no sábado 1º de julho, às 16 horas no campo do Bairro Alto São Manoel. 

Em partidas de abertura jogaram os times Internacional X Ibis e Real City X Conjunto. No primeiro jogo o internacional venceu pelo placar 2 X 0 o seu adversário Íbis e na segunda partida da tarde, o placar ficou igual para City e Conjunto que empataram em 3X3.


Internacional de João Peres

Íbis de João Peres






Real City e Conjunto



No domingo houve apenas uma partida, entre as equipes BFC e Flamengo de Barreirinhas. Em uma partida disputadíssima, BFC demonstrou superioridade levou a melhor vencendo por 6X4 o Flamengo de Barreirinha.


Equipe BFC

Flamengo de Barreirinha



Encerramento do novenário de São Pedro com procissão das barcas dia 29 de junho

Umas das manifestações religiosas e culturais mais bonitas e tradicionais do município, a procissão de barcos marca o fim das festividades em honra ao Santo Padroeiro do Bairro Barreiras, São Pedro, e sempre contou com a ajuda de combustível da prefeitura aos barqueiros. Gostem ou não do padre, seja ou não religioso ou católico sempre foi assim, porque manifestações como estas, não são somente de um grupo, mas de todo o município e fazem parte da identidade cultural da cidade. Para alguns é lazer, cultura e para outros é devoção. Seja o que for tem que ser respeitado e apoiado porque tudo é Araioses. 





Começou os Arraiás de Araioses, mas sem o apoio da prefeitura 

Quem não lembra do famoso Festival de Quadrilha nos tempos de Luciana Trinta? Viva lotado, comerciantes lucrando, movimentos culturais crescendo e se profissionalizando, jovens conhecendo e se engajando em grupos folclóricos, se libertando de vícios e outras mazelas sociais por meio da cultura... É, mais tudo isso parece mesmo que ficou no passado, se a quatro anos atrás isso vinha de degradando, agora acabou de vez. Nem um mísero centavo para a cultura, porque eles podem ir para Luís correia e São Luís assistir as apresentações de lá.

Grupos como o Rosas do Sertão, que se profissionalizaram, são registrados em federação e levam o nome do município além dos nossos limites, não puderam participar do Festival da Mira do grupo Mirantes/Globo, e nem de tantos outros no estado do Maranhão e nos vizinhos por falta de apoio do município. E assim é a situação de todos os outros grupos da nossa cidade que metem a cara, levantam a bandeira e são desprezado pelo poder público.

Apesar disso, quem já viu as apresentações dos boizinhos, das quadrilhas e danças do município presenciou o quanto nossa força de vontade, cultura e beleza é maior que a prepotência de uma família só.

E assim, cada dez ou vinte reais que cada membro desses grupos tem tirado do próprio bolso para bancar suas apresentações, enriquecem mais a cultura do município do que a soberba do prefeito de Araioses.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...