Páginas

Magalu

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Luis Fernando e Gastão são os preferidos, mas ainda não foram os escolhidos

Engana-se quem pensa que o grupo Sarney já bateu martelo quanto aos nomes escolhidos para disputar a eleição majoritária em 2014. Como política é igual nuvem, tudo pode mudar até o próximo ano.

O pendor da oligarquia realmente está voltado para o secretário de Infraestutura (Governo) e o ministro do Turismo (Senado) – estão com a cotação em alta – e a dupla certamente fariam parte da linha de frente do clã para continuarem com a política de perpetuação da família Sarney no poder.

O cenário político, portanto, hoje favorece os dois.

Por outro lado, em que pese novas articulações ou acordos no futuro, o espectro – ora praticamente definido – pode alterar-se assim como o humor de Roseana.

Sabe-se que a vaga de Senador é um dos trunfos do senador José Sarney e da governadora Roseana Sarney para atrair partidos que não integram a base de apoio do grupo. É com essa carta na manga que o Palácio dos Leões investe fortemente no PSB e PSDB.

O jornal O Estado do Maranhão, retrato panfletário do que vislumbra a oligarquia, desnuda essa possibilidade na edição deste domingo, dando a entender que tanto João Castelo quanto Roberto Rocha podem ser senadores, se assim quiserem, com o aparato da famiglia. Só falta combinar com os dois!

De mais a mais, caso Roseana decida sair candidata ao Senado, dificilmente Luís Fernando se arriscará disputar uma eleição, considerando que o peso da máquina é fundamental a sua candidatura.

Com Washington Luís, Arnaldo Melo ou quem quer seja no comando do estado, LF não teria o esteio necessário que precisaria para vencer Flávio Dino, líder das pesquisas e o qual encarna para si o sentimento de mudança no estado. Só com o gogó as chances de Luís sobressair-se sobre o comunista são reduzidas.

Aí a alternativa seria recorrer ao plano B, o ministro Edison Lobão. Leva-se em conta ainda o fato de os postulantes que representam a continuidade do modelo sarneysista de governar ainda não terem decolado nas pesquisas. Sinal amarelo no clã.

Sendo assim, Luís Fernando e Gastão Vieira, considerando o tempo e os movimentos políticos que ainda devem ocorrer, continuam sendo candidatos de proveta.

Marcio Maranhão|Fonte John Cutrim

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Eles querem intimidar de qualquer jeito

Incomodados com os artigos postados em nosso blog, simpatizantes de Valeria e Manin atacam nosso blog e esquecem que vivemos em um país livre e democrático.

Acompanhe os comentários ofensivos feitos por mais um cidadão muito bem orientado e simpatizante do governo da família Leal em Araioses.







  1. Meu Deus, como pode uma pessoa usar o blog para mentir tanto como esse Marcio Maranhão? Ou devo chama-lo de Marcio mentiras? Olha não sou de Araioses mais conheço Araioses o suficiente para saber que esses problemas de calcamentos mau feitos foi enrança de governos anteriores e o que o governo Valéria, o que fez e o que esta fazendo é concertando o que há de errado nesse calcamento. A respeito da saúde não precisa nem falar, que todos sabem que no governo passado ficava a desejar! Estive olhando suas postagem e a de um tal de itamagu, percebi que vocês dois só querem desmoralizar o governo Valeria por não ter tido oportunidade nesse governo e que com tantas mentiras esperam que vão ter algum mérito. Meu caro Marcio Mentiras para que crescermos na vida, precisamos primeiramente ter caráter e aprender falar a verdade. O que você e esse itamagu fajudo espera com todas essas mentiras? Aprenda uma coisa, para que vocês tenham que crescer na vida é preciso trabalhar e muito não ficar falando besteiras em um blog esperando que com isso cresça.
    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Cerqueira Santos
      Realmente se percebe pelas suas palavras que você não é de Araioses, não conhece nosso povo, nosso sofrimento nem nossas lutas. Ou isso, ou você é mais um hipnotizado pelo canto da sereia. Ou talvez apenas mais um forasteiro que vem em nossa cidade apenas para receber salario e por aqui não presta nenhum serviço.
      Sugiro que não se dê ao trabalho de lê nossos artigos, para conhecer um pouco da atual realidade dos araiosenses, basta conversar com nossa gente nas esquinas e nas calçadas por onde andar.
      Quanta a oportunidade de está neste governo, convites não faltaram e comsalário possivelmente muito superior ao seu. Mas saiba que tenho moral e não me prestarei a compactuar com todas essas irregularidades, muitas delas denunciadas por mim.
      E na matéria que fala do calçamento de Araioses, talvez seu poder de compreensão textual não tenha lhe permitido entender, mas me refiro aos buracos que supostamente estão consertando, o valor exorbitante destas manutenções e a péssima qualidade do serviço. Vá você mesmo e comprove o que atestamos na matéria.
      Gostaria de lembrar ainda Senhor Cerqueira Santos Leal, que emitir opinião e escrever sobre os fatos é um direito meu previsto na Constituição Federal, assim como é direito seu concordar ou não com o que está sendo dito.
      Mas se está muito incomodado, lhe proponho um acordo, eu deixo de publicar qualquer matéria de contra ponto ao governo se você me apresentar uma explicação convincente sobre o porquê do atraso no pagamento de funcionários, a razão de um buraco custar quase o preço de uma rua, termos alunos estudando em pé por falta de carteiras, vacinas vencidas, merendas estragadas, ruas sujas e sem iluminação publica, perseguição politica a opositores e comunicadores em tempos democráticos, obras sem licitação e como está sendo gastados os milhões e milhões que Araioses recebe mensalmente...
      Excluir
  2. Se você sabe, diga para todos qual o valor de cada buraco que você mesmo diz que esta sendo no valor exorbitante, E a qualidade deixa por conta da população.A respeito de outras acusações que você mesmo inventa não posso responder, porque quando alguém inventa coisas que as outras pessoas não sabem nem o que é não se tem respostas.
    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve está ganhando muito bem para se expor dessa forma ridícula. Nem os secretários do governo tem coragem diante da população de defender essa podridão. Mas você meu nobre devia ganhar um troféu.
      O que eu digo caríssimo, digo com propriedade e provo, pois sou um profissional e trabalho há muito mais tempo na área do que você imagina. Mas não deve satisfação a um forasteiro sugador como você e sim ao meu povo que tem passado por situações de grande constrangimento social por conta desse governo imoral que você defende.
      Excluir
  3. Se você acha que estou ganhando muito bem só pro causa dessas poucas palavras que escrevi, então você esta ganhando muito melhor por se expor muito mais do que eu, que até um blog você criou para mentir. Agora mim diga, Quem paga seu salário? A ex prefeita? E não venha mim dizer que faz isso para defender o povo de Araioses. E quem deve esta sugando o povo de Araioses supostamente deve ser você, ou você acha que com essas mentiras esta ajudando o povo? Quais os serviços prestados que você tem em Araioses? A não ser escrever nesse blog fajudo dizendo que é pro ao povo? Quer ajudar o povo de verdade? Saia no campo veja o sofrimento de cada um e tente diminuir nem que seja uma parte de cada um dele. Agora é muito fácil centar em frente de um computador escrever o que vem na cabeça e jogar na Internet, mais difícil é resolver os problemas e isso é coisa que você não faz.
    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bonitas palavras caríssimo; pena que elas em nada contribuem se não para mostrar sua ignorância e despreparo. Diga-me onde estão as mentiras, seja homem e me aponte uma e iremos para a justiça ver quem está com a verdade. Minhas denuncias foram protocoladas no ministério publico, então tenha mais respeito e antes de apontar este dedo sujo de quem colabora com essa podridão. Faça alguma coisa de útil, explique para nosso povo onde está sendo empregado nosso dinheiro ou cale sua boca suja e caluniosa.
      Excluir
  4. Até agora você nunca respondeu uma pergunta, só tenta iludir a mim e ao publico que ler suas mentiras. Você como um homem que não é ignorante e preparado, já era para responder o que foi perguntado e não responder fazendo outra pergunta. Denuncias são feitas protocoladas de qualquer coisa quantas vezes quisermos, só que depois das denuncias temos que provar o que estamos denunciando. Mais como a mentira tem pernas curta, você nunca vai conseguir provar? Quem é você para dizer que meu dedo é sujo? Se o seu já até apodreceu! Qual foi a coisa útil que você fez para o povo dessa terra? Até agora a única coisa que fez foi querer aparecer!A única boca suja e caluniosa que deve se calar e que todos estão vendo é a sua, que desde de quando a Valeria Leal assumiu a prefeitura você a calunia.E se você estiver incomodado com meus comentários, se acostume porque vou ser uma pedra em seu sapato.
    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu incomodado, imagina você está me dando a maior audiência... Agora quem tem que responder alguma coisa é você que mesmo afirmando que não é de Araioses está todo doido e tem insistentemente defendido um governo que até agora tem se omitido muito ao povo de Araioses. Mas se você quer ser o salvador da pátria responda o que todos querem saber. Onde está nosso dinheiro?
      Excluir
  5. Estou lhe dando a maior audiência? kkkkkk Então você precisou de um "FORASTEIRO" como você mesmo diz para ter audiência? Isso prova sua incapacidade de convencer o maior numero de pessoas a ler o que escreve! Não tenho que responder nada,a única pessoa que vai ter que responder é você quando suas denúncias protocoladas ir a tona e você não conseguir provar.
    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então caríssimo você realmente não tem noção do papel ridículo que está protagonizando. Se realmente acredita que não tenho credibilidade por que insiste em me atacar. Não é você e o governo que você defende que salvarão a pátria. Então não se preocupe e nem se ocupe comigo, sou apenas um publicitaria filho dessa terra que resolveu da sua opinião sobre o que sinto e vejo todos os dias na minha cidade. Mas como vocês tem um jeito violento de resolver as coisas e não aceitar pontos de vistas contrários aos seus. Resolvi me resguardar e fiz um B.O. Para registrar sua ameaça. Afinal como você disse; “será uma pedra no meu sapato”. Ora você nem me conhece e nem sabe da minha luta nesta terra. E ser uma pedra no sapato, talvez você não saiba, mas foi exatamente o que os mandantes da morte de Décio Sá disseram. Prezado Cerqueira Santos, está frase é muito abrangente e pode qualificar muitos fatos no passado, presente ou até no futuro.
      Excluir

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Manin e companhia.O governo de uma família só.

Essa Daby tem que nos explicar; passou 4 anos cansando nossos ouvidos falando de nepotismo, agora no poder, seu governo mais parece uma monarquia ou uma capitania hereditária. E agora José, o que você me diz?


Permitam-me os sábios e entendidos, uma rápida visita ao Google, para rememorar os mais esquecidos assim como eu.

Monarquia é um sistema de governo em que o monarca (rei) governa um país como chefe de Estado. A transmissão de poder ocorre de forma hereditária (de pai para filho), portanto não há eleições para a escolha de um novo monarca. O governo se restringe a família do monarca que goza de plenos poderes sobre tudo e sobre todos de forma vitalícia, ou seja, até morrer ou abdicar.

As Capitanias hereditárias foram um sistema de administração territorial criado pelo rei de Portugal, D. João III, em 1534. Este sistema consistia em dividir o território brasileiro em grandes faixas e entregar a administração a famílias de nobres portugueses que a governavam como bem entendiam.

Nepotismo é um termo utilizado para designar o favorecimento de parentes ou amigos próximos em detrimento de pessoas mais qualificadas, geralmente no que diz respeito à nomeação ou elevação de cargos, e é uma palavra que derivado latim, onde nepos significa neto ou descendente.

O nepotismo é uma afronta à profissionalização da gestão, porque alguém que tem poder político dificilmente avaliará com imparcialidade o trabalho de uma pessoa que pertence à sua família.

O artigo 37 da Constituição Federal refere que as contratações de funcionários para cargos públicos devem cumprir os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. Este artigo revela então que o nepotismo é uma prática anticonstitucional. No entanto, alguns municípios podem criar determinadas leis para prevenir o ato de nepotismo.

O Supremo Tribunal Federal possui também a 13ª Súmula Vinculante, aprovada em 21 de agosto de 2008, onde o nepotismo é proibido nos Três Poderes, em nível da União, dos estados e municípios. Esta súmula também prevê e proíbe o nepotismo cruzado.

Mas aqui em Araioses, parece que vivemos em outro planeta, onde os governantes estão acima das leis e de qualquer moral social. Na administração publica o sobre nome LEAL é temido e está por toda parte.

É tão absurdo o numero de parentes da prefeita empregados na prefeitura de Araioses, que chegar a saltar os olhos. E novamente o povo humilde de nossa terra, teve apenas a coragem de 5 vereadores, que saíram em defesa da moralidade na administração publica.

Graças sensibilidade dos legisladores: Jacira Pires, Wilson de Miranda, Assis, Hélio e Maria, o caso foi levado ao Ministério Publico Estadual para tentar estancar o grande fluxo de dinheiro retirado dos cofres de Araioses, para beneficiar apenas uma família.

Veja a seguir os detalhes da representação e pasmem com numero de familiares da prefeita ligados a administração. Esse numero pode ser ainda maior; os elencados na representação é apenas os de conhecimento publico.

Marcio Maranhão






domingo, 28 de abril de 2013

Se calarem a voz dos profetas, as pedras falaram.


Meditando um pouco sobre esses tempos violentos em que nós vivemos em Araioses. Tempos em que não podemos ter uma opinião, sob pena de sermos excluídos, mas se insistimos em ter, expressa-la pode ser um risco: para os negócios (caso fiscalização da vigilância por ordem da procuradoria do município),risco à intimidade (caso invasão do computador pessoal) e um risco até para a integridade física ou a própria vida (caso perseguição na BR entre sede e João Peres, ameaças de morte pelo celular e de surra por gente do governo).E lembrei das palavras de Jesus: “No mundo tereis tribulações, mas coragem! Eu venci o mundo. João 16.33.


E estas palavras me deram animo para continuar a luta em defesa do nosso povo, que se sente amedrontado com a forma truculenta que está sendo tratado. Mas nós não nos acovardamos diante dos poderosos, nós somos araiosenses, terra de heróis destemidos, buscamos o progresso e não tememos os caminhos vencidos, não permitiremos que ninguém nos tire o orgulho de vivermos na terra da paz e do amor.

E continuando minha meditação, lembrei-me de outro fato bíblico muito interessante: Jesus entrava em Jerusalém e todo o povo o recebia com grande alegria, com cânticos e louvores a Deus, uns estendiam ramos e outros até seu próprio manto para que Jesus passasse por cima. Isso causou indignação aos fariseus que ordenaram a Jesus que pedisse ao povo que parasse com tamanha manifestação. E a resposta de Jesus para aqueles homens poderia ser também a resposta para mim e para aqueles que tentam hoje silenciar o grito do povo através de seus representantes. “Se calarem a voz dos profetas, as pedras falaram”.
Jesus nos deu ai um grande ensinamento; não se pode atentar contra a verdade com nenhum tipo de censura, por que ela prevalecerá se não pela nossa boca, mas pela boca de outros.

Vejam o caso de Araioses, quanto mais os donos do poder perseguem os comunicadores que denunciam a opressão do nosso povo, mais vozes surgem e engrossam a luta em defesa da nossa dignidade.

Com destaque para o mais recente; Revista Itamagú, mas antes já tinha o Itamagú, Inspetor Bugiganga, Véi do Chapeuzão, Blog do Edu Santos, Itamagú-Araioses, Araioses te Amo, Cidade Diário, Marcio Maranhão e tantos outros que não me recordo agora e mais os que ainda surgiram. Muitos pelo clima de tensão e por terem certeza que estariam colocando suas vidas em perigo, preferem como nos tempos da ditadura, usarem epíteto, por saberem que em Araioses a liberdade de imprensa é na medida da vontade do governo e a democracia está ferida.

Mas nem isso tem nos obrigado baixar a cabeça para os novos coronéis. Por mais que o governo de Valeria e seu pai Manin tentem nos calar, seus esforços são subtraídos pela multiplicação de blogueiros que se levantam e reafirmam que em Araioses quem manda é os araiosenses. Mesmo que comprem a radio com todos seus sócios, sindicatos e lideranças. Nossa dignidade não tem preço e nosso silencio não está à venda.

Marcio Maranhão

sábado, 27 de abril de 2013

Minha casa, meu negócio.


Por Josie Jeronimo

Num claro conflito de interesses, parlamentares lucram com contratos milionários do maior programa habitacional do governo. Políticos são beneficiados na venda de terrenos e ao colocar suas próprias empreiteiras para tocar as obras.

De vitrine do governo Dilma Rousseff à vidraça para os órgãos de controle, o programa Minha Casa, Minha Vida se tornou uma fonte de problemas e fraudes. Nas últimas semanas, o jornal "O Globo" denunciou que ex-servidores do Ministério das Cidades integrariam um esquema para ganhar contratos de habitação destinados às faixas mais pobres da população. Os antigos funcionários das Cidades não são, porém, os únicos que lucram com um dos principais programas sociais do governo. Levantamento feito por ISTOÉ indica que a política habitacional criada para ajudar os mais pobres enriquece também deputados e senadores. Os parlamentares se aproveitam de um filão imobiliário que já movimentou R$ 36 bilhões em recursos públicos para a construção de 1,05 milhão de casas e apartamentos para famílias de baixa renda. Os dados do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) – reserva financeira composta por recursos do FGTS e gerenciada pela Caixa Econômica Federal – mostram que parlamentares de diferentes partidos têm obtido vantagens financeiras com o programa de duas maneiras: na venda de terrenos para o assentamento das unidades habitacionais e na obtenção de contratos milionários para obras que são realizadas por suas próprias empreiteiras. Entre eles, os senadores Wilder Morais (DEM-GO) e Edison Lobão Filho (PMDB-MA), filho do ministro de Minas e Energia e presidente da Comissão de Orçamento do Senado, e os deputados Inocêncio Oliveira (PR-PE), Augusto Coutinho (DEM-PE) e Edmar Arruda (PR-PR).
Os deputados Augusto Coutinho, Inocêncio Oliveira e os senadores Wilder Morais e Lobão Filho (da esq. para a dir.) têm sido favorecidos pelo programa Minha Casa, Minha Vida
O procurador Marinus Marsico, representante do Ministério Público no Tribunal de Contas da União (TCU), não tem dúvidas da irregularidade de tais práticas. Segundo ele, a utilização de financiamento habitacional de programa do governo a empresas de parlamentares constitui, no mínimo, conflito de interesses. “O parlamentar é um ente público. Assim, quando firma contrato com recursos públicos, ele está dos dois lados do contrato, porque ele é responsável por gerir ou fiscalizar essas verbas. Há uma incompatibilidade. Não é possível servir a dois senhores. Ou você é administração pública ou é empresa”, critica Marinus. Na terça-feira 23, a própria presidenta Dilma admitiu a possibilidade de haver irregularidades no programa e foi enfática ao dizer que o governo tem a obrigação de investigá-las.

Os casos levantados pela reportagem, segundo o procurador, podem ser apenas uma mostra de um crime muito maior. É prática corrente colocar empresas e imóveis, como terrenos, em nome de terceiros, o que dificulta a fiscalização. Mas em Pernambuco o vínculo com o parlamentar beneficiado é direto. No Estado, nove mil das 20 mil casas prometidas pelo programa do governo federal já foram entregues. A especulação imobiliária é intensa, como também é grande a oferta de enormes áreas para a construção das casas populares. Apesar disso, a construtora Duarte, uma empreiteira local que abocanhou o contrato para erguer 1.500 casas no município de Serra Talhada, escolheu justamente as terras do deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) para construir as habitações.

A área de 34 hectares foi adquirida pelo parlamentar 30 anos atrás, antes de ser desapropriada pelo Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs). Era parte de uma fazenda, que foi dividida em vários lotes. O lote em questão foi declarado por Inocêncio à Justiça Eleitoral em 2010 pelo valor de R$ 151 mil. No mesmo ano, ele vendeu o terreno à construtora do programa Minha Casa, Minha Vida por R$ 2,6 milhões, de acordo com registros do cartório do 1º ofício de Serra Talhada. Ou seja, uma valorização espontânea de 1.600%. Procurado por ISTOÉ, Inocêncio confirmou o negócio, mas disse ter recebido “apenas R$ 1 milhão”, dando a entender que a empreiteira registrou valor diferente. O parlamentar disse ainda desconhecer o uso da área. “Eu não tenho nada a ver com a Caixa. Vendi para uma empresa particular”, afirma. Coincidência ou não, o negócio foi fechado no fim de 2010, momento em que a prefeitura de Serra Talhada era comandada por Carlos Evandro, do PR, um colega de partido de Inocêncio.
No Recife, o deputado federal Augusto Coutinho (DEM) também tenta tirar proveito do programa Minha Casa, Minha Vida, seguindo o exemplo de Inocêncio Oliveira. O governo negocia com o parlamentar a compra de uma área de 2.400 metros localizada no bairro de Campo Grande para construção das casas populares. As terras estariam registradas em nome de sua construtora, a Heco. Os valores precisos da negociação não foram divulgados. Coutinho já declarou que não aceita menos de R$ 300 mil para ceder o terreno para o Minha Casa, Minha vida. O caso, no entanto, deve parar na Justiça. A prefeitura, nas mãos do PSB, alega que a área é de propriedade da Marinha.

Outro jeitinho arranjado pelos parlamentares para lucrar com o programa federal é fechar contratos com suas próprias empreiteiras para a construção das unidades habitacionais. Segundo dados da Caixa Econômica Federal, obtidos por ISTOÉ, um dos barões do Minha Casa, Minha Vida é o senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA), presidente da Comissão de Orçamento do Senado. Até o fim do ano passado, ele já havia embolsado R$ 13,5 milhões por meio de contratos firmados por sua empreiteira, a Difusora Incorporação e Construção. Um dos empreendimentos populares de Edinho, como ele é conhecido no Senado, financiados pelo Fundo de Arrendamento Residencial, está sendo erguido no município de Estreito, a 700 quilômetros de São Luís.

O município tem atraído investimentos milionários desde que recebeu o canteiro de obras da usina hidrelétrica de Estreito em 2007 – empreendimento de R$ 1,6 bilhão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A população local cresceu 60%, saltando de 25 mil habitantes para 40 mil. No mês passado, a Caixa Econômica Federal abriu sua primeira agência no município e anunciou investimentos de R$ 57 milhões para construir mil casas.

No Paraná, em pelo menos três municípios, imóveis do Minha Casa, Minha Vida levam o selo da Cantareira Construções. A empreiteira pertence ao deputado Edmar Arruda (PR-PR). Só da Caixa, a Cantareira recebeu R$ 65,5 milhões até o fim de 2012. E a empresa do deputado fechou novo contrato para construir 400 casas no município de Paranavaí, um acerto de R$ 30 milhões. Os recursos, desta vez, virão do Banco do Brasil. Acumulando as funções de representante do Legislativo e presidente do Grupo Cantareira, Arruda percorre municípios do Estado discutindo com prefeitos projetos de ampliação do Minha Casa, Minha Vida. Em um evento na Câmara Municipal de Ivatuba (PR), no fim de 2011, Arruda foi homenageado por anunciar um empenho de R$ 300 mil de uma emenda parlamentar para a cidade. Na mesma reunião, aproveitou para fazer lobby pela construção de 140 casas do programa Minha Casa, Minha Vida. O próprio deputado-empreiteiro, sem nenhum constrangimento, explicou aos vereadores que o município precisaria captar R$ 2,3 milhões com o programa do governo para tirar as habitações do papel. Procurado, ele alegou que já foi sócio da empresa, mas hoje não faz mais parte dela. Embora, na reunião com os prefeitos, ele seja apresentado como presidente do Grupo Cantareira, Arruda diz que a empresa “está em poder da sua família”, como se isso resolvesse o conflito de interesses. Arruda argumenta ainda “que o dinheiro do Programa Minha Casa, Minha Vida não é público e que advém de recursos oriundos de fundos como o FAT e o FGTS”.

No Estado de Goiás, a história se repete. Em Nerópolis, município próximo a Goiânia, a Orca Incorporadora constrói o conjunto residencial Alda Tavares. A empreiteira é do senador Wilder Morais (DEM), que assumiu o gabinete de Demóstenes Torres após sua cassação por envolvimento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. Até o final de 2012, só em contratos com a Caixa, a empresa de Morais faturou R$ 42,1 milhões. O empreendimento de Nerópolis está sendo investigado pelo Ministério Público de Goiás depois que moradores relataram que as casas lá são feitas com chapas metálicas. Os choques elétricos são rotina, um dos beneficiados do programa disse que seu cachorro morreu eletrocutado no quarto do filho. A construtora do senador também tem empreendimentos populares em Aparecida de Goiânia. Procurado por ISTOÉ, Morais não retornou as ligações. Questionada pela reportagem, a Caixa também não se manifestou. O ex-superintendente da Caixa Econômica Federal José Carlos Nunes diz que os métodos de escolha dos terrenos e empresas para o Minha Casa, Minha Vida ainda não são uniformes. “Tudo fica a critério da Caixa, que escolhe quem quer”, critica Nunes.

Fonte:ISTOÉ
Edição:Marcio Maranhão

Rapidinhas com Gato Mestre


Mosca na sopa I
Mas duas instituições de defesa da liberdade de imprensa manifestam apoio ao blogueiro Marcio Maranhão. E estão de olhos voltados e bem abertos para Araioses. Qualquer sinal de abuso de poder, perseguição ou cerceamento de qualquer comunicador da cidade, as associações prometem não ficaram impunes.

Mosca na sopa II
Marcio Maranhão em parceria com o jornalista Emerson Marinho, lança mais um canal na internet, que servirá a todos os Araioses com noticias locais e nacionais, do nosso estado e tudo o que acontece na capital São Luís. Trata-se do site www.cidadediario.com.br.

Mosca na sopa III
Cresce o numero de blogueiros que denunciam o terror e a corrupção em Araioses. Para desespero de Manin, só de blogueiros que usam epíteto Itamagú já se conta quatro e crescendo! ...
Mosca na sopa IV
Raul Seixas
Eu sou a mosca / Que pousou em sua sopa / Eu sou a mosca / Que pintou prá lhe abusar... (3x)
Eu sou a mosca / Que perturba o seu sono / Eu sou a mosca / No seu quarto a zumbizar...(2x)
E não adianta / Vir me detetizar / Pois nem o DDT / Pode assim me exterminar / Porque você mata uma / E vem outra em meu lugar...
Eu sou a mosca / Que pousou em sua sopa / Eu sou a mosca / Que pintou prá lhe abusar...(2x)

-"Atenção, eu sou a mosca / A grande mosca / A mosca que perturba o seu sono / Eu sou a mosca no seu quarto / A zum-zum-zumbizar / Observando e abusando / Olha do outro lado agora / Eu tô sempre junto de você / Água mole em pedra dura / Tanto bate até que fura / Quem, quem é? / A mosca, meu irmão!"
Gato Mestre

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Rapidinhas com o Gato Mestre


O bicho ainda não comeu, mas correram e o bicho pegou.

As temidas audiências pelo governo de Valeria do Manin finalmente aconteceram, não teve dor de barriga nem na cabeça que conseguiu adiar dessa vez. Até tentaram novamente, mas o esforço foi em vão. Dr Gerusa foi irredutível e conduziu os trabalhos na primeira audiência que se tratava de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral – AIJE e a segunda, uma carta de ordem para ouvir testemunhos e depois enviar para o TRE – MA.

O bicho ainda não comeu, mas correram e o bicho pegou II.

Manin novamente quis aparecer mais que todo mundo, mas dessa vez não deu certo. Tentou permanecer na sala de audiência como se sua presença ali fosse importante ou necessária. Como nem importante e nem necessário ele é; foi ordenada sua retirada imediatamente, o que foi cumprido pelos seguranças do fórum à contra gosto do coronel.

O bicho ainda não comeu, mas correram e o bicho pegou III.

Tem blogueiro que sem saber o que dizer da audiência, se resume em falar de carro parado em frente o Fórum. O carro em questão é o da ex-prefeita que estava estacionado em frente o local da audiência. Por sinal o carro é muito bonito, mas isso não era caso necessário a se saber em meio a uma audiência importante.
Vai uma dica de um primo: “Às vezes é melhor permanecer calado e parecer um idiota, que abrir a boca e acabar com a duvida”.
Vou pedir que faça uma matéria sobre minha bicicleta, ela requer cuidados e um pouco de atenção nunca fez mal a ninguém.

O bicho ainda não comeu, mas correram e o bicho pegou IV.

Cresce as ameaças ao blogueiro Marcio Maranhão, dessa vez testemunhas viram e ouviram em frente o Fórum, exatamente no dia em que o mundo relembra a morte de outro blogueiro, Décio Sá. Uma pessoa da alta burguesia ameaçar Marcio Maranhão.

Em resposta as ameaças, o blogueiro afirmou: “se tiver que me tornar um mártir e derramar meu sangue para abrir os olhos do meu povo, estou disposto ir até o fim. Mas quero avisar que associação de profissionais de comunicação a que faça parte já esta avisada, e espera apenas o menor ato de perseguição a minha pessoa para acampar em Araioses, tomar todas as medidas judiciais e levar o caso as manchetes nacionais. Além de outras instituições de defesa da liberdade de imprensa”.

sábado, 13 de abril de 2013

Perdeu a chance de ficar calado – PARTE I


Caríssimos amigos leitores, desde o lançamento deste site, que se presta a ser uma voz urrante em defesa daqueles que diante do massacre dos poderosos, não tem tido vez nem voz; tenho recebido diversos sinais intimidatórios: mensagens no celular, nas redes sociais e até fui seguido como relatei no artigo, EM ARAIOSES... A IMPRENSA QUE ELES QUEREM. Publicada no dia 05 do corrente mês. Mas o que me surpreendeu euforicamente foi o pedido do Secretario de Comunicação do Município de Araioses, o senhor Daby Santos, pedir ao senhora Valeria que tome providencias sendo verdade ou não a meu respeito e que não deixe barato a despeito das denuncias publicadas no meu site, provenientes de uma funcionaria do PSF de João Peres e familiares de crianças que receberam as doses das vacinas apontadas como vencidas.

Antes de entrar no mérito, quero dizer para os jovens, futuro da nossa Araioses, que não repitam jamais tamanha barbaridade. O que este indivíduo fala, é o total exemplo do que não se deve fazer em uma democracia, quando se tem apreço pelo bem comum e das instituições. A postura correta de qualquer cidadão, ainda mais quando este ocupa cargo publico, diante de uma denuncia como esta, feita pelos agentes envolvidos, técnica em enfermagem e paciente, é apurar o ocorrido, verificar causas e consequências, punir os culpados pela irresponsabilidade, dar assistência às vitimas do erro,vir a publico e esclarecer a população o que está acontecendo,trazendo a luz da verdade os fatos. O que realmente ocorreu ou não. E não perseguir aqueles que falam em nome de uma sociedade que noite e dia clama pelo mínimo do mínimo, o necessário para a sobrevivência.

Tomar as providências. Não deixar barato, quero pensar que seja; não por medo,mas por amor ao meu povo.O fazer justiça a essa gente:A criança que passou mal  e aos responsáveis por gravíssimo erro.E não tentar calar a minha voz. Mas se isto por acaso tiver passado pela cabeça do senhor Daby e de seus superiores,gostaria de lembra-los o que diz nossa Constituição Federal a respeito da liberdade de expressão e informação em seus arts. 5° e 220. As principais disposições normativas são:

Art. 5°, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

Art. 5°, IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

Art. 5°, XIV - é assegurado a todos o acesso à informação e resguardo do sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional;

Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a. informação, sob qualquer forma, processo ou veículo, não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§1° - Nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social, observado o disposto no art. 5°, IV, V, X, XIII e XIV;

§2° - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.


Desejo lembrá-los ainda,que é por vontade do povo que estas informações estão vindo a tona.E como diz Dom Pedro Casaldáliga: “.Não existe nada mais subversivo,do que a morte de um marte”.

Isso por que é o povo que nos procura, pra falar das suas dores, para relatar o mau tratamento que tem recebido na educação, saúde e tudo mais neste governo. Por tanto senhor Daby, se calarem a minha voz, mil vozes outras surgiram.

Outro fato curioso da infâmia do cidadão. É ele, o próprio, falar agora de credibilidade. ”Logo tu, ó Brutus”!De quem o caráter não precisamos falar mais nada. E ainda me chamar de mentiroso; confesso que tinha até certa admiração por vossa excelência, mas sua colocação foi tão baixa, tão baixa, que quase se iguala a vossa própria pessoa.

Quanto a outras injurias feitas por vossa senhoria a minha pessoa digo; se fosse proferida por qualquer cachorro vira lata da rua daria um pouco mais de atenção, mas como se trata de insignificante pessoa me reservarei apenas as provas e aos autos protocolados no ministério publico.

Querendo mais, trarei também em outra oportunidade o depoimento da mãe e da criança que passou mal ao receber a dose da vacina vencida.













 


















Material protocolado no Ministério Publico.

Marcio Maranhão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...