Páginas

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

APÓS STF SUSPENDER INVESTIGAÇÃO, FLÁVIO DIZ NÃO TER MAIS NADA PARA FALAR SOBRE BOLSOGATE

Tânia Rêgo/Agência Brasil
247 - Depois do Supremo Tribunal Federal (STF) conceder liminar suspendendo as investigações e se cogitar a retirada do caso do procurador-geral do Ministério do Rio de Janeiro, o agora senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) diz que não tem mais nada a dizer sobre os relatórios do Conselho de Controle de Atividade Financeiras (Coaf) que apontaram movimentações bancárias suspeitas nas contas dele e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

"Eu já falei o que tinha para falar, não tem novidade nenhuma", afirmou o senador, nesta quarta-feira (30), quando questionado por jornalista sobre quando iria ao MP para esclarecer as movimentações suspeitas e sua conta. A declaração foi dada aos jornalistas quando ele se dirigia para fazer registro biométrico no Congresso para o início do mandato que tem posse marcada para esta sexta-feira (1º de fevereiro).

As investigações do Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro apuravam as movimentações de R$ 1,2 milhão suspeitas na conta do ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia do Rio de Janeiro, além de depósitos sequenciais na sua conta em 48 envelopes de R$ 2 mil. Para o MP, o depósito sequencial é uma tentativa de despeitar a fiscalização e pode revelar a lavagem de dinheiro. 

O procedimento de investigação foi suspenso pelo Supremo atendendo pedido de Flávio, que alegou foro privilegiado e a quebra de sigilo bancário sem autorização judicial. Aos jornalistas, o senador disse que é vítima de perseguição. "Tem que esperar o Supremo se pronunciar. Está todo mundo vendo que eu sou vítima de perseguição", afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...