Páginas

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

PT PARTE PARA O ATAQUE CONTRA BOLSONARO

Nota do autor do Blog Marcio Maranhão: “Se os brasileiros não derem um basta, não votando em nenhum dos dois, o país pode ir se preparando para uma grande guerra que passará pelo segundo turno e se perpetuará pelos próximos quatro anos, em detrimento de toda a nação, paralisação das instituições e agravamento de todas as situações de crise, como aumento do desemprego e travamento da economia. 

Seja qual for o perdedor entre Jair Bolsonaro e Haddad, ainda assim, esse terá um exército de seguidores pelas ruas e parte significativa do congresso. O que abrirá portas para todo tipo de discursão, que não ajudará o país a avançar. 

Está em nossas mãos passarmos essa página e voltarmos a pensar somente no crescimento do Brasil. Ou isso, ou mais quatro anos de... Sabe lá Deus do que nos espera!”.


247 - O PT inicia na manhã desta quarta-feira (3) a batalha que marcará o segundo turno: Haddad contra Bolsonaro. O partido veicula no horário eleitoral gratuito um vídeo que você pode assistir logo abaixo demonstrando como Bolsonaro, que pretende se apresentar com alguém "contra o sistema" é, na verdade, expressão condensada do golpe de Estado e dos ataques aos direitos dos trabalhadores e mais pobres do país. O programa não embarca na discussão sobre valores morais e costumes, e concentra-se unicamente nos temas econômicos relativos à vida cotidiana.

O vídeo é contundente e apresenta alguns dos votos de Bolsonaro na Câmara dos Deputados para apresentar sua face verdadeira aos eleitores. Diz o narrador do vídeo, enquanto são apresentadas imagens e legendas ao redor das votações do candidato fascista:

"Bolsonaro foi o único deputado que votou contra o Fundo de Combate à Pobreza; votou contra a valorização do salário mínimo; votou contra os direitos dos trabalhadores na reforma trabalhista de Temer. Mas quando foi para aumentar o próprio salário, ele votou a favor".

A seguir, entram dois homens e uma mulher falando: "Contra o Bolsa Família, volta contra o salário..." (homem) e "Um cara desse quer governar o meu país" (mulher) e "Chega, né. Já basta o Temer"

O narrador encerra o vídeo assim: "Não vote em quem sempre votou contra você. Bolsonaro não".

Assista o vídeo:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...