Páginas

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

FLÁVIO DINO REELEITO E VAI PARA SEGUNDO MANDATO MAIS FORTE

Flávio Dino foi reeleito governador do Maranhão no 1º turno das eleições — Foto: Divulgação
Na Assembleia Legislativa, na Câmara Federal e no Senado, Flávio Dino vence e se fortalece ainda mais. O atual governador superou outros cinco concorrentes ao cargo. Roseana Sarney e Maura Jorge aparecem na sequência na lista dos mais votados.

Flávio Dino, do PCdoB foi reeleito neste domingo (7) governador do Maranhão para os próximos quatro anos. Com 100% dos votos válidos, o candidato teve 1.867.396 milhões de votos, o que corresponde a 59,29% dos votos válidos, contra 30,07% de Roseana Sarney(MDB).

A reeleição leva Dino ao segundo mandato como governador, assim como também reelege a vice-governador o empresário Carlos Brandão, do PRB. A coligação que apoiou a candidatura se chama "Todos pelo Maranhão" e foi composta pelo PCdoB, PDT, PRB, PPS, PTB, DEM, PP, PR, PTC, PPL, PROS, AVANTE, PEN, PT, PSB e Solidariedade.

Flávio Dino de Castro e Costa é formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), tem 50 anos e é advogado, ex-juiz federal e professor de Direito Constitucional na UFMA, atualmente licenciado. Natural de São Luís, nasceu em 30 de abril de 1968 e é filho dos advogados Rita Maria e Sálvio Dino. Atualmente, é casado com Daniela Lima e tem quatro filhos.

Pronunciamento de Flávio Dino

"Declarações breves, em primeiro lugar, de agradecimento, a generosidade do povo do Maranhão, que reconheceu o nosso governo, reconheceu a expansão dos serviços públicos no Maranhão nesse período em que nós tivemos a honra de governar o estado. Reconheceu as obras que nós fizemos e, por isso, nos honrou com uma espetacular votação, vitória no primeiro turno. É claro que as minhas primerias palavras são, portanto, de gratidão. Gratidão a todos aqueles que trabalharam conosco, gratidão a minha equipe, mas gratidão, sobretudo, ao nosso povo. Ao povo simples, humilde, aos invisíveis, que foram destinatários da políticas públicas nesse período, sobretudo aqueles que menos tem, os mais pobres, que conduziram a nossa campanha e apoiaram em todos os movimentos a nossa caminhada. Quero agradecer a Deus, que abencoou a nossa campanha, agradecer aos nossos companheiros de chapa, me comprometer especialmente em fazer um segundo mandato ainda melhor e mais realizador do que o primeiro mandato"

Na coletiva realizada após a apuração dos votos, Flávio Dino também falou que pretende fazer campanha para Fernando Haddad no segundo turno das eleições presidenciais.

“Quero, finalmente, dizer da minha alegria de participar de segundo turno em nível nacional. Vimos um quadro inicialmente, que alguns cogitavam, inclusive, de que a eleição não teria segundo turno. Mas, felizmente, eu teria a possibilidade de participar muito ativamente no segundo turno na eleição porque considero que Luís Inácio Lula da Silva é o maior presidente da história do nosso país, como disse o tempo inteiro durante a campanha. Reconheço, portanto, que o candidato Fernando Haddad é o candidato que melhor expressa o que nós buscamos da retomada do desenvolvimento brasileiro com justiça social. É preciso colocar em primeiro plano aqueles que menos têm. E todo o modelo econômico que foi apresentado pela candidatura adversária é um modelo de negação de direitos, de supressão de direitos para os mais pobres e, por isso, eu considero de alta importância para o nosso estado, para os pobres do Brasil, para a classe trabalhadora brasileira, que Fernando Haddad vença o segundo turno da eleição presidencial e vou me dedicar com enorme energia esse objetivo. Publicamente, como amigo pessoal, uma pessoa que eu tenho muito respeito e muita amizade, que é o candidato Ciro Gomes, amigo pessoal dele, fui deputado federal com ele, somos partícipes e companheiros de caminhada de muitos sonhos.. tenho convicção que o candidato Ciro Gomes tem um papel gigantesco a se empenhar com os demais governadores, sobretudo no segundo turno. De modo que tenho, ao final, essa convicção, portanto, que os governadores eleitos em primeiro turno, com as nossas bancadas eleitas, com os moimentos sociais e populares do Brasil, com o sindicalismo brasileiro e com a lideranças de patriotas brasileiros, como o Ciro Gomes, nós pudemos, sim, vencer as eleições presidenciais e vou me dedicar, doravante a esse objetivo. Com isso, meu amigo e minha amiga, só tenho a dizer que nós estamos muito felizes, conquistamos uma grandiosa vitória que não nos envaidece, mas nos confirma, nos encoraja a continuar no caminho das transformações sociais no Maranhão. Muito obrigado”.
























G1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...