Páginas

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Temer faz acordo com o STF para aumentar salário dos ministros para R$ 39,2 mil, enquanto mantem veto de R$ 500,00 à ACS’s e ACE’s

Por Marcio Maranhão
Foto: Agência Brasil/Arquivo
Imagem da internet

Além de decidir manter o reajuste dos servidores civis, o presidente determinou à equipe econômica do governo tomar as providências para viabilizar o aumento salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal, de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

Para bancar parte do gasto extra, Temer combinou com o STF que irá acabar com o auxílio-moradia, no valor de R$ 4,7 mil, para os ministros do tribunal.

O governo vai ter de fazer uma alteração na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que não previa o reajuste salarial do STF. O custo extra no Poder Judiciário será de R$ 930 milhões.

Técnicos do Congresso avaliam que a medida pode gerar um efeito cascata em todo setor público, fazendo o gasto atingir quase R$ 4 bilhões.

Enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) comemora o reajuste de 16% no salário dos ministros da Corte para 2019, de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil por mês, Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE) foram frustrados numa luta para implantar um piso salarial de R$ 1,5 mil, de forma escalonada até 2021. Profissionais essenciais para a prevenção em saúde na Atenção Básica, há caso de trabalhadores que recebem menos que um salário mínimo no vencimento líquido.

Com informações do G1 e Século Diário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...