Páginas

domingo, novembro 05, 2017

Uma Nação e dois Estados

Por Thizé Machado
Após a Segunda Guerra Mundial, os corações dos alemães tinham uma única Nação, embora existissem dois Estados: o Socialista (Oriental, sob a regência da ex-União Soviética) e o capitalista (Ocidental, sob a regência dos Estados Unidos). 

Com a queda do muro de Berlim, em 1989, ficou uma única Alemanha.

Existe também uma Nação, em alguns corações, e dois Estados na Península Coreana: a Coreia do Norte - de Kim Jonh-Un - e a Coreia do Sul.

Ora, nos corações dos brasileiros também existe uma única Nação, mas temos dois Estados: o Estado Democrático de Direito e o estado paralelo.

No primeiro, estamos incluídos, porém alguns corruptos também. No segundo, está o tráfico de drogas e de armas. Que horror! Já perceberam isto?

Agora, não entendo como todo aparato policial do Exército, da força nacional e das polícias fluminenses (a militar e a civil) estão no Rio de Janeiro e não conseguem combater o estado paralelo, principalmente no Morro do Juramento.

Então, ao governador do Rio de Janeiro, ao presidente Temer e ao Raul Jungmann (ministro da Justiça), quero presenteá-los com três palminhas e uma vainha. Uuuuuuuuuuuuuuuuuuu.

Portanto, pode trocar o governo, mesmo o militarismo, não adianta se as nossas fronteiras não forem vigiadas, de tal modo que não deixe o tráfico entrar no país.

Pensem nisso, autoridades. Façam, por favor, termos um Estado de paz.

Este vou aguardar amanhã. Ficou um texto bem elaborado.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...