Páginas

quinta-feira, novembro 02, 2017

Constantes mudanças no secretariado de Cristino e recorrentes anulações de portarias demonstram o desequilíbrio de um governo sem controle

Por Marcio Maranhão
Sem considerar secretários decorativos e outros que de tão ruins não servem nem para decorar cemitério. O governo Cristino entrará para a história por fazer uma administração tão decadente, que mesmo em tempos de crise, secretários tem dispensado um salário de quatro mil e quinhentos reais, várias outras regalias como diárias e combustível à vontade, a ficar do lado do prefeito, seja por não compactuar ou por não suportar tanta incompetência do gestor, ou ainda, as duas coisas, foi o caso dos ex-secretários de educação professor Ribinha, de Cultura professor Cacá, de obras o empresário BBA e ainda teve a secretária de agricultura e saúde, que alegou em sua carta de demissão problemas de saúde. 

E ainda tem aqueles que saíram por suspeitas de irregularidades em suas pastas e por determinação da justiça, como a esposa do prefeito, ex-secretária de finanças Sonia Gonçalves, o genro secretário de Administração Rafael Leal e o chefe de licitações Nilberto, que tinha status de secretário, suspeito de participação na quadrilha de sua esposa, presa na operação Tsunami no Piaui.
Imagem relacionada
Tudo isso em menos de dez meses de administração do prefeito Cristino. Que contando com o silêncio do Ministério Público e Judiciário, que não respondem aos clamores da sociedade e os apelos dos vereadores, ainda terá mais 3 anos para superar os seus próprios feitos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...