Páginas

segunda-feira, setembro 25, 2017

Um balde de água fria nos planos de muitos prefeitos corruptos do Maranhão: Justiça suspende pagamento precatórios do Fundef

Por Marcio Maranhão
Os 217 municípios maranhenses ganharam na Justiça o direito de receber quase oito bilhões de reais do governo federal para serem usados exclusivamente na educação. O dinheiro vem do antigo Fundef, atual Fundeb - Fundo para o Desenvolvimento da Educação Básica, que no entendimento da Justiça foi depositado em valores abaixo do que deveria durante oito anos.

Os Municípios do Maranhão iriam receber mais de 7 bilhões de reais do FUNDEB referente a perdas do FUNDEF de 1998 a 2005. O que fez muitos prefeitos mal-intencionados já fazerem todo tipo de plano sórdido para meter a mão no dinheiro federal, apesar da má qualidade da educação em seus municípios, precariedade na estrutura das escolas e todo tipo de carência no ensino.

Como é o caso do município de Tutóia, que receberá cerca de 42 milhões e fica a 463 km de São Luís, onde escolas funcionam nos fundos de um bar. No local, tudo é improvisado. Parede sem pintura, cadeiras e carteiras velhas. O casebre não tem nenhum pátio ou refeitório para as crianças. Mas ainda assim o prefeito disse em recente reportagem à TV Mirante que o repasse é muito dinheiro para se investir todo em educação. Romildo Soares (PSDB), quer que o dinheiro seja usado em outras áreas. “Hoje o momento que atravessa o nosso Brasil, os nossos municípios eu acho um exagero gastar todo esse dinheiro na educação”.

Araioses, que tem 42 mil habitantes, receberá R$ 50.567.924,60 (CINQUENTA MILHÕES, QUINHENTOS E SESSENTA E SETE MIL, NOVECENTOS E VINTE QUATRO REAIS, SESSENTA CENTAVOS). Ou receberia, porque o desembargador Fábio Prieto, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), determinou nesta sexta-feira (22) a suspensão dos pagamentos dos precatórios do Fundef aos municípios.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...