Páginas

sexta-feira, junho 02, 2017

Motoristas e proprietários de ônibus reclamam: pagamento está atrasado e falta respeito a prestadores do transporte escolar contratado de Araioses

O descaso no setor obrigou alguns motoristas e proprietários de ônibus que prestam serviço de transporte escolar para a prefeitura de Araioses a pararem nesta segunda feira 29, deixando centenas de crianças sem poderem ir à escola.

Imagem da internet, meramente ilustrativa


Segundo alguns proprietários de ônibus, trata-se de uma rápida paralisação por conta de falta de pagamento dos transportes escolares, que diariamente carregam centenas de crianças de vários povoados na modalidade contrato indireto. Uma vez que prestam serviço para uma empresa que já é terceirizada do município.

No emaranhado e obscuro mundo das licitações de Araioses, onde duas únicas empresas parecem terem repartido o bolo da terceirização dos transportes escolares no município e por sua vez terceirizaram a terceirização para vários donos de ônibus, em verdadeiras manobras inominadas e sem previsão legal, os empresários que estão na ponta dessa negociata é que estão sofrendo as consequência do desastre administrativo chamado Cristino.

Muitos, cheios de esperança com o novo governo, se endividaram com aquisições de ônibus, agora frustrados, se sentem obrigados a se submeterem a vontade das duas empresas vencedoras que tem transferidos suas obrigações contratuais a esses pequenos proprietários, que mal remunerados, tendo que ainda pagar motorista e manutenção dos veículos, assumem o riscos do negócio, podendo responder ainda cível e criminalmente por todos os atos no decorrer do contrato e após sua execução.

Nesta segunda feira dia 29, alguns desses proprietários cruzaram os braços, na tentativa de expor à sociedade, à câmara de vereadores e ao poder público em geral a situação. E quem sabe sensibilizar os donos das empresas licitadas para uma negociação mais justa, ao contrário do que ocorre atualmente onde dois empresários recebem o dinheiro e pagam como querem quem realmente presta o serviço com muito esforço.

Os motoristas e proprietários que nos fizeram a denúncia não quiseram fazer declarações públicas por medo de perderem a linha, afirmam que mesmo sendo pouco e os colocarem em situação difícil junto as suas famílias, ainda assim é a única forma que possuem para pagar compromissos assumidos anteriormente.

Não recebemos nenhuma informação sobre o resultado da rápida paralisação e não conseguimos falar com os proprietários das empresas, que parecem não possuírem contados oficiais. Mas nos colocamos a disposição tanto dos empresários, quanto do poder público para qualquer esclarecimento que considerarem conveniente.

Marcio Maranhão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...