Páginas

segunda-feira, maio 01, 2017

Abigail e Ingram,vereadores diferentes para uma Araioses que precisa mudar

Por Marcio Maranhão
Os dois legisladores de primeiro mandato têm quebrado tabus e surpreendido os araiosenses com atuações muito próximas dos eleitores, acostumados a verem candidatos depois de eleitos se esconderem do povo e sumirem das comunidades.

Abigail e Ingram estão continuamente visitando os povoados, os departamentos públicos e conversando com os cidadãos. Fiscalizam, denunciam irregularidades, reivindicam medidas urgentes, levam as demandas dos populares ao conhecimento público, à administração e cobram a quem é de direito.

Provindos de áreas especificas da administração pública, Abigail da educação e Ingram da saúde, os dois dão especial atenção as suas áreas de origem profissional, mas demonstram que estão preparados e trabalham por todos os araiosenses.


Ingram com esposa e filho, homem de valores tradicionais, defende com seu próprio exemplo a dignidade da família como escola fundamental a uma sociedade justa formada por homens e mulheres de caráter.


Vereadora Abigail junto com estudantes que caminham sozinhos até a escola por falta de ônibus escolar. Para ficar pior, a estrada cortada pelas águas da chuva, é negligenciada porque seu conserto não foi requerido por um aliado. E mesmo representando um transtorno para a comunidade e um perigo para usuários, prefeitura age como se desconhecesse os fatos. 


Ingram se soma as centenas de araiosenses que sofrem diariamente com a buraqueira bem na entrada da cidade e reivindica medidas emergenciais da parte do poder público.


Moradores reclamam à vereadora, mesmo com poço e instalação residencial, a água não chega até as casas por falta de um simples conserto na bomba. Descaso total da parte de quem nunca passou um dia de sede ou teve que andar quilômetros para conseguir água para beber.


Em Barreiras, vereador Ingram ouve as queixas dos moradores que por anos foram esquecidos, deixados a própria sorte sem o bem mais precioso a sobrevivência: Água Potável.


Em visita a várias escolas da zona rural, professores denunciaram a vereadora: Faltam bebedouros, merenda e as reformas nas escolas usadas na propaganda de Cristino não passam de uma simples demão de cal e tirada de goteira. Em pleno ano de 2017, quase 15 anos após discussão que concluiu que uso de quadro negro e giz em escolas públicas, colocam a saúde de professores em risco, educadores de Araioses ainda são obrigados a conviver com o produto, que tem alergias e doenças respiratórias, relacionadas a seu uso.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...