Páginas

segunda-feira, abril 17, 2017

Portal Panorama lança campanha contra o suicídio #NãoSuicideAlguém

O Portal já aderiu à campanha “Setembro Amarelo” em 2016, mas o motivo dessa vez, é o fato de o tema ter entrado em pauta novamente, por conta do jogo “Baleia Azul” e da série “Os 13 Porquês“, da Netflix, lançados recentemente.


Por que “Não Suicide Alguém”?

Para que uma pessoa chegue ao ponto de querer tirar a própria vida, é necessário que uma série de fatores biológicos, genéticos, socioculturais e psicológicos coopere para tal. Um desses fatores é a negligência de amigos e familiares. O anseio por suicídio não está ligado à necessidade de morrer, e sim, ao desejo de deixar de existir. Este, por sua vez, está ligado a pensamentos de inferioridade, fraqueza e derrota, e à necessidade de isolamento. Quando você ignora e julga os sentimentos, ou até mesmo alguma ameaça de suicídio; ou ofende alguém que está passando por esses problemas, você só piora a situação, e pode sim, ser um dos responsáveis pelo suicídio de alguém.


Vamos falar de números…

Estima-se que a cada 45 minutos, uma pessoa tira a própria vida no Brasil. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), nós somos o 8º país com a maior taxa de suicídios no mundo, com mais de 12 mil casos por ano.

Em todo o planeta, a estimativa da OMS é de que 1 milhão de pessoas se matam todos os anos e 26 milhões tentam cometer suicídio. O número de homens suicidas é 3,5 vezes maior que o de mulheres, e em alguns países, esse número salta para até 7 vezes.

Como identificar um suicida em potencial?

Primeiramente, todos nós somos suicidas em potencial. Se hoje é um amigo, amanhã pode ser você! Por isso, é tão importante se colocar no lugar das outras pessoas e não julgá-las! Mas enfim… A resposta mais direta é observação. Você quer ajudar o seu amigo ou familiar? Escute mais o que ele fala, e observe mais o comportamento dele! Se a pessoa está sofrendo de tristeza por dias consecutivos; repentinamente perde interesse por atividades que outrora fazia com dedicação; não faz planos para o futuro; fez doações de bens valiosos sem uma explicação plausível; já tentou comentar suicídio outra(s) vez(es); fala coisas como: “você estaria melhor sem mim”, “acho que não faço falta a ninguém”, “não tenho utilidade no mundo”, “talvez eu devesse sumir”… Você precisa agir! Investigue: fale com a pessoa direta e claramente sobre o assunto (de forma leve e com aquele jeitinho que você já sabe ).
Conheço alguém assim! E agora, o que eu faço?!

Ajudar uma pessoa nessas condições pode ser mais fácil do que você imagina! Às vezes, o simples ato de conversar, ouvir os problemas dela, dar atenção, demonstrar interesse pela pessoa e mostrar que ela tem um papel importantíssimo no grupo de pessoas em que ela está inserida, já é uma ajuda enorme! Fazendo isso, você pode até reverter o pensamento suicida do seu amigo ou amiga.

Se o problema estiver em uma proporção que você não consiga lidar sozinho, fale com um especialista no assunto. Se a pessoa resistir, convença-a a buscar ajuda profissional. Faça a sua parte! Você mesmo pode marcar uma consulta com psicólogo ou psiquiatra e lavar a pessoa até lá. Caso precise de ajuda para isso, ligue, ou acesse o site do CVV (Centro de Valorização da vida). O telefone é 141 (188, para quem mora no Rio Grande do Sul). O mais importante é que você não ignore o problema da pessoa!

Se possível, compartilhe fotos, ou o nosso videoclipe com a hashtag #NãoSuicideAlguém, para que mais pessoas possam conhecer, apoiar e divulgar essa campanha!

Eu quero me matar…

Calma! Você já deve ter ouvido a frase “a sua vida vale mais do que o seu problema”, e deve achar que isso é uma falácia, ou tolice. Pois bem… Não é! Tente ver quantas pessoas legais estão ao seu redor e precisam de você; o tanto de coisas legais e úteis você pode fazer! Força rapaz (ou moça)! A vida é repleta de desafios, e todos nós passamos por dificuldades, inclusive nós do Panorama, mas a gente simplesmente investe em outras coisas para pensar. Sabe aquele projeto bacana, ou aquele plano fantástico para o futuro, que você tinha antes dos problemas que você está passando? Invista neles! Sem adversidades, as histórias e biografias que você vê nos filmes seriam muito chatas, não é?! Vença os seus problemas. Você é muito mais forte que eles! Assim, no futuro, você também terá histórias fantásticas para contar na sua biografia, ou quem sabe, no filme sobre a sua vida!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...