Páginas

terça-feira, abril 18, 2017

Araioses: Crianças e pais ribeirinhos denunciam, estudantes das ilhas estão abandonados

Por Marcio Maranhão
Embora já tenha entrado mais de 20 milhões nos cofres da prefeitura, o prefeito Cristino continua dizendo que não tem dinheiro pra nada, enquanto isso falta merenda, falta remédio e até papel higiênico no hospital e lençol limpo pacientes reclamam que tem que levar de casa. 

Crianças do povoado Manga se arriscam em uma 
travessia de canoa e andando em um trapiche 
destruído para chegar à escola / Imagem 2015 
Com as crescentes reclamações e a ausência total de respostas, a revolta da população a cada dia só tem aumentado, dessa vez, populares procuraram nossa equipe para denunciar, que, embora, já tenham cobrado por diversas vezes o transporte dos alunos que moram nas ilhas do município, pais e estudantes tem recebido como resposta a informação que a lancha está quebrada, mas os mesmos populares afirmam que já avistaram as mesmas lanchas carregando a comitiva do senhor prefeito para Canárias e outros pontos do Delta, inclusive em dias não escolares. Sem falar em outras lanchas que até a administração passada faziam o transporte dos estudantes ribeirinhos e até agora não foram disponibilizadas.

O transporte dessas crianças, além de ser um direito é uma questão de segurança urgente, pois muitas delas se arriscam remando no Rio Santa Rosa e outros igarapés do nosso município, ou dando voltas enormes como as crianças do Goiabal e Manga, dificultando ainda mais a vida dessas crianças que querem estudar e já passam por muitas dificuldades dentro de suas próprias casas.

O drama das crianças da Manga já foi tratado por nosso blog em uma imagem que correu o estado, revelando as dificuldades que os jovens estudantes enfrentavam para chegar à escola. Passou a administração de Valéria do Manin e nada se fez, e a atual até esta data, só tem tornado as coisas ainda pior.


As lanchas a que se referem os moradores ribeirinhos se trata das que foram ganhadas na administração de Luciana Trinta do governo federal em 2011, através do programa Caminho da Escola criado em 2007, com o objetivo de renovar a frota de veículos escolares, garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar, ampliando, por meio do transporte diário, o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais. Em Araioses atendiam várias comunidades às margens do Rio Santo Rosa e Parnaíba, transporte mantido e ampliado com outras embarcações alugadas de proprietários locais pela administração de Valéria Leal, que sucedeu à de Luciana Trinta.

Crianças aparentando idade inferior a 12 anos, atravessando à remo sozinhas o Rio Santa Rosa para poderem estudar
No cenário atual, o que vimos e sentimos até agora no governo do Prefeito Cristino Gonçalves é um lamentável retrocesso, onde não se tem nem uma coisa e nem outra, além de desculpas, justificativas e o discurso que o araiosense já está cansado de ouvir: “NÃO TEM DINHEIRO PRA NADA”.

Com a palavra o senhor prefeito e o secretário de educação... Aguardando...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...