Páginas

sexta-feira, outubro 21, 2016

Secretária de Educação de Araioses pública matéria justificando atraso nos pagamentos

Iniciamos este texto com informações do estado do Ceará, conhecido nacionalmente pela capacidade de vencer as adversidades: 

"O repasse da primeira parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de setembro apresentou uma redução de 33% em relação à primeira parcela de agosto. O FUNDEB, repasse advindo do governo federal, é considerado uma das mais importantes fontes de receita de boa parte dos municípios Cearenses. A diminuição das transferências constitucionais afeta as finanças municipais, comprometendo o planejamento das prefeituras e causando atrasos no pagamento de servidores. A crise econômica e a queda de receitas preocupa os gestores municipais, principalmente agora a poucos meses do final de mandato, quando há uma série de compromissos e exigências a serem cumpridas.



Em Araioses e nos municípios em seu entorno esta realidade não é diferente. Levantamentos feitos na data de hoje demonstram que os repasses estão caindo mensalmente.

De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios, Araioses deveria receber os valores abaixo em 2016:

Esses valores foram informados por meio da Portaria Interministerial 11/2015, publicada no Diário Oficial da União no dia 31 de dezembro de 2015. 

No entanto, a julgar pelos valores repassados até então, pouco mais de 22 milhões (e já estamos encerrando o décimo mês) e o quanto entrou neste mês de setembro (R$ 573.094,59), é certo que essa estimativa não se concretizará. 

O município vinha trabalhando dentro do orçado e uma vez que o Governo Federal cumprisse com o esperado, a gestão dos recursos e a eficiência dos resultados estariam garantidos, o que não é a realidade nesse momento.

Hoje, dia 20 de outubro, o que entrou do FUNDEB, pouco mais de 158.000,00 (em números redondos), não paga a folha de concursados restante - referente ao mês de setembro - operacionais, vigias e administrativos.

Uma saída seria a complementação do que falta com recursos oriundo do Fundo de Participação do Município - FPM, que também foi reduzido significativamente e para gerar mais complicação, a conta está bloqueada - segundo informações postadas nas redes sociais - a pedido do sindicato. Uma conquista reverberada como exitosa e comemorada como uma vitória.

Bom, para cada verdade um olhar. Para cada problema, com certeza, muitas soluções. As que conseguimos ver e as que muitas vezes não vemos por estarmos cegos, seja por ódio, rancor, ira, vingança, descaso ou até mesmo por preocupação.

Não cessamos e nem cessaremos de buscar alternativas para os problemas vivenciados hoje. 

Não nos orgulhamos dos dias de atraso que temos hoje com os profissionais operacionais, vigias e administrativos concursados. Temos consciência dos danos causados e dos dissabores.

Consideramos pertinente pedir a todos que estendam o olhar crítico para a gestão, mas também estendam o mesmo olhar para a educação. Podemos passar por este momento de crise juntos, sem causarmos danos à educação de Araioses ou cruzarmos os braços e comprometermos todo o período já trabalhado. 

Cruzar os braços agora é contribuir para que tenhamos um ano letivo perdido e com certeza, no momento em que forem quitados os pagamentos em atraso, já não teremos tempo hábil e nem mesmo fôlego financeiro para ampliar dias de aulas.

Sigamos na busca de soluções e que sejamos abençoados com muitas possibilidades.

Do blog da SEMEA
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...