Páginas

domingo, setembro 18, 2016

Luciana caindo, Valéria estável, Cristino e Weliton do Posto crescendo no interior



Com a lembrança ainda do seu governo e por seus inúmeros processos judiciais e administrativos por conta de suas atuações políticas, Luciana Trinta parece não decolar mais. Além disso, a ex-prefeita se arrodeou de cabos eleitorais que a puxam para baixo, fazendo inimigos em nome da esposa de Remi por todos os lados e nas redes sociais.

Já Valéria vem do desgaste natural de se estar no governo e de uma administração cheia de nós internos e externos. Falta de parceria com o governo do estado em áreas importantes como saúde e educação. E a máquina pública inchada por sabotadores excêntricos e preocupados apenas com seus próprios interesses.

Cristino por sua vez, tal qual urubu que observa do alto a desgraça da sua presa desfalecer até ficar podre, para então se deliciar. Esperou quase trinta anos do conforto da sua casa com muros de fortaleza, em Araioses e em Parnaíba, por onde transitava sem se misturar com o povo araiosense, apenas o observando pelo retrovisor do seu confortável carrão, tem agora sua grande oportunidade de não só está no poder, como quase sempre esteve em toda a sua vida em Araioses, mas ser o poder no município, que teve que esperar 27 anos para o médico, um dos mais bem pagos da região, acordar e ver que Araioses tem problemas. 

Weliton do Posto, apesar das várias histórias, muitas contadas com ares de oficialidade, ainda é uma incógnita. Pode ser que seja a nossa salvação, ou nossa entrada de vez no inferno. Muitos reclamam do jeito grosseiro do candidato. Eu, particularmente sempre fui bem tratado pelo cidadão e por essa razão guardo uma boa impressão. Mas, em Araioses o empresário cearense ainda não construiu uma identidade com o povo e por vezes ainda tenha certa resistência. Por outro lado, enquanto que aos demais candidatos têm quem considere, com toda a certeza que dará certo, e outros que não dará, Weliton pode dizer que fará uma boa administração, pois ainda não foi testado na gerência pública de Araioses, seja de forma direta como a ex-prefeita Luciana Trinta e Valéria do Manin, ou indiretamente como Cristino, que participou de muitos governos, inclusive como demandante de despesas, como na gestão de Chagas Paixão.

Com a sorte lançada, o araiosense terá que escolher o melhor dos piores. E talvez por essa razão, pouco se possa afirmar com toda a certeza a quanto está a eleição em Araioses. Se não, o que se tem claro: Luciana a cada dia tem menos apoio dos araiosenses, e os poucos que tem se mantido ao seu lado, estão insatisfeitos com a falta de estrutura e a supervalorização apenas da candidatura para vereador do irmão da ex-prefeita, enquanto aos demais resta ver navios.

Valéria se manteve estável até aqui; soube fazer bom uso da prerrogativa de se “estar no poder”. Mas faltando ainda 14 dias e com a sangria nos demais grupos que não votam na filha do “Pé no Chão”, a coisa pode se afunilar naturalmente para um único candidato de oposição e tornar a reeleição de Valéria impossível. Ainda mais, com a possibilidade de vários outros nomes que podem fazer a diferença com Cristino, saindo do próprio grupo de Valéria, insatisfeitos pelo não cumprimento de acordos políticos, assunto que será abordado em outra matéria.

Weliton ganhou um novo gás, provindo principalmente da zona rural, que concentra grande parte do eleitor araiosense, mas quem vem a galope mesmo é Cristino, com o apoio que surge de todos os lados; sede e interior...

Faltam ainda 14 dias e muitas histórias. E todo esse tempo pode ser uma eternidade para quem estar contado os minutos.

Marcio Maranhão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...