Páginas

sábado, abril 09, 2016

Entre o que oprime o adversário e o que oprime o adversário e o aliado, prefiro o primeiro à imprevisibilidade do que te abraça e te apunha-la ao mesmo tempo

Preferiria que neste momento, a menos de seis meses das eleições, o araiosense estivesse refletindo o debate político com os olhos voltados para o futuro, e não apegados ao passado e ao presente.

Infelizmente, mais uma vez, é possível observar a contaminação da grande maioria do eleitorado do município por interesses medíocres. E um debate político afetado pelo discurso de quem tem mais para oferecer.

Qual o interesse do eleitor, em querer polarizar as eleições em quem tem mais dinheiro para gastar? Por acaso há interesse em vender seu voto, ou fazer barganha com lideranças comunitárias? Para se votar de forma consciente, analisando a vida pregressa do candidato e seu potencial em ajudar o município, não se precisa saber se ele ou ela tem ou não uma conta bancaria gorda. Não é requisito ao candidato a prefeito ser rico, e sim ético, competente e comprometido com o bem da coletividade.

Nesta busca, poderemos errar, porque o futuro é imprevisível e o homem é mutável, mas insistir no erro sempre será uma opção.

Lamento sentir que todo um trabalho parece não ter servido de nada... Mas até os Hebreus, nação santa e guiada por sábios, a caminho da Terra Prometida, quando cansados das grandes distancias, desejaram voltar para a escravidão do Egito.

Como disse e veemente reafirmo: Desejava que o debate político fosse outro, mas se o araiosense prefere a comodidade da experiência entre o passado e o presente. Afirmo sem medo de contrariar as massas. Prefiro tatear o presente, do que retroagir a um sabido passado.

Penso que por todas as razões possíveis, esse debate não nos interessa, não interessa ao município, não interessa às próximas gerações, ao trabalho do adulto, a qualidade de vida do idoso, ao futuro das crianças. Mas se a opção for pela comparação para se chegar ao menos pior, não vou me furtar de participar. Vamos ao debate...

Marcio Maranhão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...