Páginas

quinta-feira, abril 28, 2016

A resposta da sociedade a quem acha que os blogueiros de Araioses não têm valor

É fácil em um primeiro momento, em analise rápido e superficial, a pessoa despertar no outro o interesse e a admiração, mas quando se tem a chance de conhecer quem de fato é aquela pessoa, o que pensa e como age verdadeiramente, quando não está encenando para sua plateia de supostos eleitores, a coisa muda de figura.

Dizer que não precisa da imprensa local e os quer bem longe, é no mínimo egocentrismo com requinte de burrice. Burrice porque sem comunicação ninguém vai muito longe, egocentrismos porque os comunicadores que já trouxe e que irá trazer de outras cidades e da capital a peso de ouro não se observava o mesmo desprezo, enquanto aos filhos de Araioses eram tratados como capachos, tendo que se subordinarem até as ordens de puxa sacos como se os fossem filhos ou serviçais, como aconteceu recentemente com o blogueiros Edu Santos.

... Nem se os pagasse, teria esse direito... Mas nem um muito obrigado se dava, imagine pagamentos...

A resposta da sociedade, a quem os comunicadores da terra falam abertamente, veio no número recorde de acessos a matéria “Porque não irei a manifestação de Luciana Trinta” publicada um antes do ato. E na matéria “Luciana no ataque: Pão sem mortadela, campanha antecipada e mais de duas horas de atraso”, publicada  dois dias seguinte.

Vejam os números e comparem quem tem o respaldo dos Araioses, as duas matérias juntas, passam do número de 23 mil leitores, coisa que Luciana nunca reunira para ouvi-la apontando o dedo seja para quem for, como se o povo já tivesse esquecido de sua própria gestão.




Marcio Maranhão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...