Páginas

sábado, dezembro 26, 2015

Perseguição a blogueiros do Maranhão é denunciada a representantes da União Europeia em encontro em São Luís



O encontro entre Marcio Maranhão, Asier Santillán Luzuriaga – Adido de Cooperação da Delegação da União Europeia no Brasil e Erik Von Pistohlkors – Primeiro conselheiro da Sessão Politica, Econômica e de comunicação da Delegação da União Europeia no Brasil, aconteceu na capital São Luís no Seminário Estadual Contra a Violência, pela Vida com Direitos, promovido pela Sociedade Maranhense de Direitos Humanos com o tema “Eu sou um ser Humano”. 

O evento teve o apoio da União Europeia no Brasil, e na ocasião falamos sobre os casos que resultaram nas mortes recentes no Maranhão dos blogueiros Ítalo Diniz, da cidade Governador Nunes Freire, no dia 13 de novembro e Roberto Lano de Buriticupu, no dia 21, oito dias após a primeira morte. Falamos ainda sobre o blogueiro de Urbano Santos, que cobriu o caso da criança de 6 anos, que foi estuprada na cidade. O blogueiro foi acusado de incitação à violência e está preso no presídio de Pedrinhas, onde nem o estuprador está. O caso foi denunciado pela Sociedade de Direitos Humanos e também está sendo acompanhado pelos representantes da União Europeia.

Quanto a situação de Araioses, que tanto a SMDH, quanto a organização internacional “Artigo 19” passam a monitorar, terá também o acompanhamento da sessão de Direitos Humanos e Democracia da União Europeia, que apoiam mais de 100 projetos em todas as regiões do Brasil, que visam em particular, iniciativas de desenvolvimento sustentável, governança, democracia, direitos humanos, comércio e integração regional, água e energia, desenvolvimento humano, desenvolvimento rural, agricultura e segurança alimentar e prevenção de conflitos.

Sobre as perseguições, os representantes afirmaram que ficarão atentos aos desrespeitos e agressões aos direitos no Maranhão e que pressionarão as instituições para tomarem providências. Levarão os casos diretamente aos órgãos federais e cobrarão do governo brasileiro respostas. Denunciarão às organizações internacionais caso nada seja feito para mudar a situação.




Marcio Maranhão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...