Páginas

segunda-feira, outubro 27, 2014

“O PT AJUDOU MAIS O NORDESTE”, RECONHECE FHC

Ex-presidente Fernando Henrique reconheceu, nesta quinta-feira, os avanços promovidos pelo PT nos últimos 12 anos e disse que as gestões de Dilma e Lula fizeram mais pelo Nordeste do que a sua; "Não tenho dúvidas que o governo do PT ajudou mais o Nordeste. Eles foram beneficiados pela conjuntura favorável e ampliaram os programas sociais", afirmou, em entrevista à Rádio Jornal do Recife; na reta final, isso ajuda ao PSDB?

:
Pernambuco 247 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) defendeu, nesta quinta-feira (23), o legado tucano para o País e disse que o PT utiliza a tática de demonizar as administrações do partido para tentar reconstruir a história. Apesar da crítica, FHC reconheceu os avanços promovidos pelo PT nos últimos doze anos e disse que as gestões da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fizeram mais pelo Nordeste do que quando ele comandou o governo federal.

“Não tenho dúvidas que o governo do PT ajudou mais o Nordeste. Eles foram beneficiados pela conjuntura favorável e ampliaram os programas sociais. Obviamente, com a prosperidade de 2004 a 2009, houve mais possibilidade de ampliar os programas sociais”, reconheceu, em entrevista à Rádio Jornal do Recife.

Apesar disto, FHC destacou que durante a sua administração o Nordeste brasileiro jamais foi preterido e que dizer que o PSDB tem preconceito contra a região é um ponto “perigoso”. “O primeiro programa de seguro contra a seca foi no meu governo. O Porto de Suape, em Pernambuco, foi finalizado no meu governo. Pecém (CE) foi iniciado no meu governo. Dizem que não fizemos nada em energia. Das cinco unidades de Paulo Afonso, três foram no meu governo. Então não tem sentido. É eleitoreiro e até perigoso lançar parte do Brasil contra parte do Brasil”, ressaltou o ex-presidente.

Fernando Henrique Cardoso também destacou que os ataques do PT contra o PSDB seriam uma tentativa de reconstrução da história “denegrindo o que foi feito no passado para exaltar o que foi feito depois. “Não precisava dizer que avançou por aqui, por aí, como é natural. O Brasil está progredindo. Não precisava ficar jogando pedra no passado”, pontuou. Segundo ele, isso teria se tornado “uma obsessão do PT e da presidente Dilma”.

Ele também observou que, diferente das eleições anteriores, quando o PSDB “teria escondido” a sua gestão, Aécio “teve uma atitude corajosa”. “O clima era tão pesado que os candidatos do PSDB tinham medo de perder eleitores se defendessem o governo. Uma coisa errada, podiam ter defendido. Agora, o Aécio teve uma atitude corajosa. Ele enfrentou e o resultado é positivo. Ele está aí, competitivo”, disse.

FHC também condenou o fato de o PT querer utilizar “escândalos que não existiram” com finalidade eleitoral. “Quando vejo a presidente Dilma, e fico triste com isso porque acho que ela tem mais integridade, falar dos escândalos do PSDB. Ela falou duas vezes sobre uma tal de pasta rosa que ninguém lembra mais, mas eu lembro. Quando fizemos a intervenção do banco Econômico encontramos uma pasta cor de rosa com uma relação de pessoas que tinham recebido contribuição de campanha. Só que eram campanhas de 94, antes da minha eleição. Portanto não tinha nada a ver com o PSDB. Não tinha escândalo. Não havia legislação para punir. É assim. Eles montam como se houvesse um tremendo escândalo”, disparou. “Já disse ao Aécio que tem que enfrentar tudo”, completou.

Ele também ressaltou que a alegação do PT de que o PSDB quebrou o País três vezes é falsa. “Tiramos o Brasil da moratória e restabelecemos o fluxo financeiro internacional. Lembro que o Brasil pediu empréstimos ao FMI por duas vezes. Sendo que o segundo empréstimo foi para que o governo Lula, que ia assumir em 2003, pudesse começar em ordem e pelo que pudesse vir com a eleição do Lula”, afirmou. Usando de ironia, FHC disse que a presidente Dilma merecia o “Prêmio Nobel de tanta incompetência em economia”.

Questionado pelo entrevistador Geraldo Freire sobre a crise no abastecimento de água em São Paulo, onde vive, FHC disse não sofrer com o problema. “Nesse momento tem. Como é prédio, sempre guarda água. Eu nunca sofri falta de água”, afirmou.

BRASIL 247
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...