Páginas

segunda-feira, abril 08, 2013

Candidato do grupo Sarney em 2014 será Lobão, afirma Edinho


Em entrevista exclusiva ao Blog do John Cutrim, o empresário e suplente de senador Edison Lobão Filho (PMDB) afirma que seu pai, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), só não será candidato ao governo novamente "se a voz não deixar". Eis a postagem feita por John Cutrim no portal do Jornal Pequeno:
‘É minha primeira entrevista a um blog, você está com moral’. Foi nesse clima que o senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA) conversou conosco por cerca de uma hora e meia, na tarde de sexta-feira, em seu escritório no sistema Difusora de Comunicação, de sua propriedade. Edinho, como é chamado por familiares, amigos e políticos, não fugiu de nenhuma de nossas ‘interpelações’. A primeira delas, logo de cara, foi quanto à candidatura do pai, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ao governo do Estado em 2014.
Franco, direto e objetivo, Edinho disse que se o pai vai ou não disputar novamente o Palácio dos Leões, isso dependerá exclusivamente das condições da sua voz. “Se meu pai decidir ser candidato, automaticamente o Luís Fernando deixa de ser candidato e passa a ser um grande cabo eleitoral dele e com certeza fazendo parte seja na chapa, seja no governo”, afirmou Edinho, de maneira muito clara, sem desmerecer o ‘adversário’ interno pela vaga.
Numa entrevista em que alternou momentos de humor, seriedade e até de tensão, Edinho Lobão revelou que a decisão única que terá que tomar o ministro Lobão – se é postulante ou não ao governo no ano que vem cabendo ao grupo somente acatar a decisão tomada – faz parte de um acordo com a governadora Roseana Sarney e o secretário de Infraestrutura do Estado, Luís Fernando Silva.

“Se em março meu pai disser que é candidato, acabou, o Luís Fernando tem caráter e personalidade suficiente para dizer que a vaga ao governo é do meu pai, tem mais história”, vaticinou Edinho, ao se aproximar do titular do blog e fitar o olhar incisivamente no intuito de demonstrar firmeza no que estava falando.
Sem deixar esconder sua vontade, era visível no semblante de Lobão Filho o desejo de ver o pai candidato mais uma vez ao governo. “O ministro Edison Lobão acabou de ser candidato, teve mais de dois milhões de votos, foi campeoníssimo eleitoral no nosso estado apenas dois anos atrás. Isso mais do que a história dele o cacifa para ser o candidato natural. Eu já disse a ele, meu pai eu dou condições no palanque, eu dou potência no amplificador, eu dou a tecnologia pra você que te amenize a falta de potência que você perdeu na voz. Essa parte eu resolvo”, contou.
Em função da dificuldade no falar e que isso poderia prejudicá-lo na campanha, Lobão procurou a governadora e deu ‘autorização’, segundo Edinho, para o secretário Luís Fernando se viabilizar. “Meu pai esteve com a Roseana e disse pra ela deixar o Luís Fernando se viabilizar. Falou a ela que é candidato, mas se não puder, achar que não tiver condições, o Luís Fernando vai estar construído e segue a campanha do grupo”, declarou.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...